• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2014.tde-03022015-101142
Documento
Autor
Nome completo
André Almeida de Moura
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Mendes, Isabel Amelia Costa (Presidente)
Cesarino, Claudia Bernardi
Costa, Simone de Godoy
Título em português
Fatores da não adesão ao tratamento da hipertensão arterial em um município do interior de Goiás
Palavras-chave em português
Atenção Primária à Saúde
Cooperação do paciente
Hipertensão
Resumo em português
O presente estudo foi desenvolvido com o objetivo de identificar fatores determinantes da não adesão ao tratamento dos hipertensos em município do interior de Goiás. Trata-se de um estudo de corte transversal, descritivo e de abordagem quantitativa. A coleta de dados compreendeu o período de novembro de 2012 a abril de 2013 e foi dividida em duas fases. Na primeira, buscamos os pacientes hipertensos cadastrados no SISHIPERDIA e no SIAB de cada USF do município e identificamos se permaneciam na área de abrangência da USF. Na segunda, os pacientes foram entrevistados utilizando-se um questionário que contemplou a caracterização sociodemográfica e socioeconômica, tratamento não- medicamentoso e medicamentoso. Participaram 138 pacientes hipertensos, sendo 65,9% do sexo feminino, com média de idade de 60,5 anos (DP=11,32), 71% com a escolaridade primeiro grau incompleto e renda individual de 1 a 2 salários mínimos. Em relação à ocupação, 39,9% eram aposentados e 21,7% eram do lar. Entre os fatores que contribuem para a não adesão ao tratamento 70,3% dos pacientes referiram aspectos pessoais. Foram classificados como aderentes ao tratamento não farmacológico 15,9% dos participantes e 21% seguir corretamente o tratamento farmacológico. Diante dos dados, percebemos que ainda é preciso desenvolver novas pesquisas na atenção primária, com vistas de conhecer os fatores da não adesão ao tratamento da hipertensão, e destacamos a necessidade de elaboração e execução de projetos com ações multiprofissionais que busquem estimular a adesão ao tratamento dos hipertensos assistidos no município estudado
Título em inglês
Factors of non-adherence to hypertension treatment in a city in the interior of Goiás
Palavras-chave em inglês
Hypertension
Patient compliance
Primary Health Care
Resumo em inglês
The present study was developed with the aim of identifying determinants of non- adherence to treatment of hypertensive people in a city in the interior of Goiás. This is a cross-sectional, descriptive, quantitative study. Data collection was done from November 2012 to April 2013 and was divided into two phases. Initially, we sought for hypertensive patients registered in the SISHIPERDIA and SIAB in each municipality's USF and identified if they remained in the area covered by the USF. Secondly, patients were interviewed using a questionnaire that included the sociodemographic and socioeconomic characteristics, non- medicated and medicated treatment. A number of 138 hypertensive patients participated of this study, 65.9% were female, with a mean age of 60.5 years old (SD = 11.32), 71% with incomplete primary school education and individual income 1-2 minimum wages. Regarding occupation 39.9% were retired and 21.7% were housewives. Among the factors that contributed to non-adherence to treatment 70.3% of patients reported private affairs. Adherent participants in non-pharmacological treatment were 15,9% and 21% were reported as correctly following the pharmacological treatment. Based on the data, we realized that we still need to develop new researches in primary care, aiming to know the factors of non-adherence to hypertension treatment, and highlight the need for development and implementation of multidisciplinary projects with actions that seek to encourage adherence to treatment of hypertensive care in the city of the study
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ANDREALMEIDADEMOURA.pdf (854.86 Kbytes)
Data de Publicação
2015-02-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.