• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Richardson Miranda Machado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Costa Junior, Moacyr Lobo da (Presidente)
Martinez, Maria Regina
Medeiros, Marcelo Lemos de
Moraes, Suzana Alves de
Santos, Claudia Benedita dos
Título em português
Transtornos psiquiátricos: uma abordagem epidemiológica do alcoolismo na região centro oeste de Minas-Gerais
Palavras-chave em português
Alcoolismo
Epidemiologia
Saúde Mental
Transtornos Mentais
Resumo em português
Trata-se de um estudo ecológico do tipo séries temporais com delineamento exploratório e longitudinal; realizado na Clínica Psiquiátrica São Bento Menni, com os objetivos de descrever o perfil sócio-demográfico e clínico dos pacientes internados por alcoolismo nos anos de 1980 a 2008 e investigar a associação entre o tempo de permanência dos pacientes internados por alcoolismo e as variáveis sócio-demográficas e clínicas. O estudo foi realizado a partir dos dados do Sistema de Internações Hospitalares (SIH) da CSBM. As informações obtidas foram inseridas nos softwares Microsoft Exel (versão 2003) e Statistical Package for the Social Sciences (versão 13.0), os quais permitiram o tratamento das variáveis e a apresentação dos resultados. No período de 20 de outubro de 1980 a 31 de dezembro de 2008, foram internados 28.078 pacientes, sendo 2.203 destes pacientes em detrimento do alcoolismo. No que se refere ao perfil sócio-demográfico e clinico o maior número de pacientes (1796-81,5%) foi internado uma vez; houve uma predominância do sexo masculino (1815-82,4%); da faixa etária de 41 a 50 anos (715-32,5%); da cútis branca; dos casados (1048-47,6%); dos pacientes com nível fundamental (1073-48,7%); dos trabalhadores autônomos e vendedores do comércio (591-26,8%); dos pacientes procedentes da própria família para a internação (943 - 42,8%); de internações financiadas pelo SUS (1232 - 55,9%) e de pacientes acompanhados no momento da internação (2130-96,7%). Constatou-se no decorrer dos anos uma queda do número de internações involuntárias. Houve um elevado número de diagnósticos não especificados (288-47,4%) feitos através da CID-9 e um grande número de casos de uso de álcool - síndrome de dependência (695 - 43,5%) diagnosticados por meio da CID-10. .Ao avaliarmos a série histórica das internações verificamos um aumento progressivo do número de internações e uma queda considerável no tempo de permanência. Com relação ao tipo de alta foi prevalente o número de alta médica hospitalar (1950 - 88,5%). No que condiz ao diagnóstico de alta diferente do recebido para a internação, foi prevalente o diagnóstico de quadros psicóticos orgânicos e de esquizofrenia paranóide. A maioria (970 - 44%) dos pacientes foi referenciada para os Centros de Atenção Psicossocial após a alta. Ao investigarmos a associação entre o tempo de permanência dos pacientes e as variáveis constatou-se um tempo superior: do sexo feminino; da faixa etária entre 61 a 70 anos; dos pacientes de cútis do tipo amarelo; dos solteiros; dos semi-alfabetizados; dos trabalhadores de serviços administrativos; dos pacientes procedentes para a internação por ordem judicial; dos internados de forma voluntária; dos pacientes com diagnóstico de "Outra Demência Alcoólica"; dos internados pelo SUS; dos pacientes internados entre os anos de 1980 e 1990; dos que receberam alta médica; dos que receberam diagnóstico de alta diferente do recebido para a internação e dos que receberam o encaminhamento após a alta do tipo "Ordem Judicial". Os resultados assim nos permitem considerar que a relação entre o homem e o álcool foi e ainda continua sendo muito conflituosa, gerando ao final, mais prejuízos do que benefícios. Assim, o consumo de álcool configura-se como um grande vilão para a humanidade, tendo enorme peso como causa de adoecimento e morte no mundo, bem como, relacionando-se ao mesmo tempo a diversas características sócio-demográficas e clinicas.
Título em inglês
Psychiatric Disorders - An Epidemiological Approach to Alcoholism in Central West Minas Gerais
Palavras-chave em inglês
Alcoholism
Epidemiology
Mental Disorders
Mental Health
Resumo em inglês
This is an ecological study of the type temporal series with exploratory and longitudinal design, performed at the Psychiatric Clinic St. Benedict Menni, aiming to describe the sociodemographic and clinical features of patients hospitalized for alcoholism in the years 1980- 2008 and investigate the association between duration of stay of patients hospitalized for alcoholism and socio-demographic and clinical data. The study was conducted using the data from the Hospital Admission System (SIH) at the CSBM. The information obtained was entered into Microsoft Excel software (version 2003) and Statistical Package for Social Sciences (version 13.0), which allowed the treatment of variables and the presentation of results. From October 20 1980 to December 31, 2008, 28 078 patients were hospitalized, 2203 of them due to alcoholism. With regard to the socio-demographic and clinical profiles the largest number of patients (1796 - 81.5%) were hospitalized once, there was a predominance of males (1815 - 82.4%); aged from 41 to 50 years old (715 - 32.5%); with white complexion; married (1048 - 47.6%) ; patients with primary education (1073 - 48.7%); self-employed and salespeople (591 - 26.8%); patients brought by their own families to hospitalization (943 - 42.8%); admissions (1232 - 55.9%) financed by SUS and patients accompanied at the time of admission (2130 - 96.7%). It was found over the years a decline in the number of involuntary admissions. There was a large number of unspecified diagnoses (288 - 47.4%) made by ICD-9 and a large number of cases of alcohol use - dependence syndrome (695 - 43.5%) diagnosed by ICD- 10.In evaluating the historical series of admissions we found a progressive increase in the number of hospitalizations and a significant decrease in the length of stay. Regarding the type of discharge was prevalent the number of medical discharges from hospital (1950 - 88.5%). As for the discharge diagnosis different from the one received for admission, was prevalent the diagnosis of organic psychotic manifestations and paranoid schizophrenia. The majority (970-44%) of patients were referenced to the Centers of Psychosocial Care after discharge. Investigating the association between length of stay of patients and the variables we found that had a longer stay: females; age range between 61-70 years old; patients with yellow complexion; single; semi-literate; workers in administrative services; patients coming to hospital on court order; voluntarily hospitalized; patients diagnosed with "Other Alcoholic Dementia"; internees from the SUS; patients admitted between 1980 and 1990, those who received medical discharge, those who received a diagnosis other than the one received for admission and those who received the referral after discharge due to court order. The results thus allow us to consider that the relationship between man and alcohol was and still is very conflicting, resulting in more harm than good. Thus, alcohol consumption appears as a great villain for humanity, as a major cause of illnesses and death worldwide, being related as well to various socio-demographic and clinical characteristics.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-10-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.