• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2019.tde-20032019-144744
Documento
Autor
Nome completo
Aline Ferreira Placeres
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Fiorati, Regina Celia (Presidente)
Carrijo, Débora Couto de Melo
Jesus, Tiago da Silva
Miasso, Adriana Inocenti
Título em português
A relação entre ansiedade e depressão e a perda dos papéis ocupacionais de pacientes com lesão medular
Palavras-chave em português
Ansiedade
Depressão
Desempenho de papéis
Estresse psicológico
Saúde mental
Terapia ocupacional
Traumatismos da medula espinal
Resumo em português
O estudo objetivou analisar sintomas ansiedade e depressão em pacientes com lesão medular e investigar sua correlação com a incidência da perda dos papéis ocupacionais, bem como as estratégias adotadas por profissionais da saúde para a promoção de saúde mental a essa população. Trata-se de um estudo correlacional de corte transversal, com abordagem predominantemente quantitativa, sendo uma etapa qualitativa. Para a coleta de dados, foram utilizados os seguintes instrumentos: Ficha de Identificação; Inventário de Depressão de Beck (IDB); Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE); Critério de Classificação Econômica do Brasil (CCEB); Lista de Identificação de Papéis Ocupacionais (LIPO); e entrevistas semiestruturadas com profissionais do Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD). Participaram do estudo 30 pacientes com lesão medular traumática atendidos no referido serviço, de ambos os sexos, entre 19 anos e 72 anos de idade, e 10 profissionais da saúde do SAD. Para a análise estatística da etapa quantitativa, utilizou-se o programa IBM SPSS Statistic versão 25, e na etapa qualitativa, a Análise de Conteúdo de Bardin. Os resultados identificaram média de escores de sintomas de ansiedade média e depressão leve/moderada entre os participantes, sendo que a variável significantemente associada à depressão foi apenas o estado civil; já a variável associada à ansiedadeestado foi o apoio familiar, e à ansiedade-traço, as atividades de autocuidado. Os papéis que sofreram mais perdas foram os de trabalhador e passatempo/amador, e aqueles considerados menos importantes, de estudante e participação em organizações. Importância maior foi atribuída pelos participantes aos papéis de membro da família, amigo, trabalhador e religioso, sendo os dois primeiros os mais desempenhados no passado, presente e com pretensão no futuro. Identificou-se relação entre ansiedade e depressão e perdas de papéis ocupacionais, de modo que aqueles que vivenciaram mais perdas apresentaram mais sintomas de ansiedade e depressão, e aqueles que continuaram exercendo mais papéis após a lesão apresentaram menos sintomas de ansiedade e depressão. Os resultados da etapa qualitativa e referentes às entrevistas com os profissionais evidenciaram a construção de sete categorias analíticas e 12 categorias empíricas. A análise das categorias permitiu verificar que as estratégias adotadas pelos profissionais de saúde para a promoção de saúde mental a essa população ainda se encontram limitadas, dada a ausência de serviços especializados e o difícil encaminhamento para profissionais da área. Além disso, a falta de posturas sociais mais benevolentes para com essa população acentua a dificuldade de assegurar acessibilidade e oportunidades mais igualitárias a essas pessoas. Considera-se necessário conferir maior atenção à associação de doenças físicas a quadros psiquiátricos, visto que perder ou resgatar um papel desempenhado anteriormente pode não estar relacionado apenas à disfunção física, mas também a um quadro psíquico
Título em inglês
The relation between anxiety and depression and the loss of the occupational roles of patients with spinal cord injury
Palavras-chave em inglês
Anxiety
Depression
Mental health
Occupational therapy
Psychological stress
Role performance
Spinal cord injuries
Resumo em inglês
The study´s aim was to analyze anxiety and depression symptoms in patients with spinal cord injury, their correlation with the incidence of the loss of occupational roles and what was the exist strategies of health professionals to promote their mental health. This research is based on the correlation between cross-section and a quantitative approach predominantly, this being a qualitative stage. The instruments used for evaluation were: Identification Card; Beck Depression Inventory (IDB); TraitState Anxiety Inventory (IDATE); Brazilian Economic Classification Criteria (CCEB); Identification List of the Occupational Roles (LIPO) and semi-structured interview with the of the Home Care Service´s professionals (SAD). A total of 30 subjects with traumatic spinal cord injury, had participated, both male and female, aged 19 years and 72 years, attended by SAD, and also 10 health service professionals in the study. For the statistical analysis the quantitative´s stage, the IBM SPSS Statistics version 25 program was used, in the qualitative step the Bardin Content Analysis was used. The results has identified a average symptoms of medium anxiety and mild to moderate depression scores among participants, in which the variable significantly associated with depression was related only the marital status; the variable associated with anxiety-state was correlated with family support and the anxiety-trait self-care with activities. The roles who suffered the most losses were the roles of worker and hobbyist /amateur. The roles who was considered less important were student and participation in organizations; the most important roles were family member, friend, worker and religious, the first two were the ones most played in the past, present and as a future ambition. We had identify the connexion between anxiety and depression with occupational roles´s loss, in which those who had with more losses they showed more anxiety and depression symptoms and those who continued to have varied roles after the injury presented fewer symptoms of anxiety and depression. According with the results of the qualitative stage, relative to the interviews with the professionals, seven analytical categories were found and 12 empirical categories were deployed. The analysis of the categories has allowed to verify that the strategies for the mental health´s promotion in this population are limited yet, since, there are not specialized services and the referencing to area specialty professional is difficult to access, besides, the lack of social attitudes to benefit this population which corroborate the with the difficulty in their accessibility and opportunities. More attention are needed regarding the association of physical diseases with psychiatric conditions, since the loss of a role played or the recovery of it, may not be related only to physical dysfunction, but also to psychic dysfunction
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-04-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.