• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2003.tde-19082004-170744
Documento
Autor
Nome completo
Rosa Aparecida Pavan Bison
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2003
Orientador
Banca examinadora
Furegato, Antonia Regina Ferreira (Presidente)
Labate, Renata Curi
Mamede, Marli Villela
Ogata, Márcia Niituma
Santos, Jair Licio Ferreira
Título em português
"A percepção do cuidar entre estudantes e profissionais de enfermagem"
Palavras-chave em português
avaliação
cuidado
cuidar
enfermagem
percepção
Resumo em português
Este estudo objetivou conhecer a percepção do cuidado e as correlações entre as concepções do estudante de enfermagem, do enfermeiro e do professor de enfermagem através de um instrumento, construído com base nos conceitos e classificações de MORSE (1990). Seus trabalhos contêm definições de cuidado, evidenciadas através de técnicas de esclarecimento, envolvendo o cuidar como uma característica humana, como um imperativo moral ou ideal, como afeto, como relação interpessoal e como ação terapêutica de enfermagem. O instrumento foi elaborado, após análise sistemática de 227 redações de alunos de enfermagem, sobre o cuidado e seus significados. As 50 afirmativas, selecionadas, agrupadas por categoria, foram por duas vezes analisadas por juízes e o índice de desempenho por fator. O instrumento final, sob a forma de uma escala ordinal tipo Likert de cinco pontos de concordância sobre o objeto psicológico, recebeu o nome de Escala de Avaliação do Significado do Cuidar (EASC), com 45 afirmativas, distribuídas pelas cinco categorias (característica pessoal humana, imperativo moral, afeto, relação interpessoal e intervenção terapêutica), com nove proposições em cada uma. Os 171 sujeitos foram alunos dos cursos de graduação e especialização da UNIARARAS, enfermeiros atuantes em instituições de saúde de Araras/SP e docentes do curso de Enfermagem, da UNIARARAS. Os dados foram digitados e processados através de programas informatizados, específicos para o estudo; receberam tratamento estatístico para que fosse possível analisar a existência ou não de diferenças entre os grupos de sujeitos e as categorias. Foram calculados os valores das freqüências absolutas e percentuais das respostas de cada sujeito, por grupo e por categoria, calculadas as medianas e o nível de significância e empregada prova não paramétricas de Kruskal-Wallis para verificar se eram significantes as diferenças entre os quatro grupos. Igualmente testou-se, dentro de cada grupo, a eventual diferença entre categorias. Nos grupos, as maiores diferenças evidenciam-se entre as concepções de alunos e professores. Nas categorias, no seu conjunto, os escores de professores e alunos são próximos assim como os de especializandos e enfermeiros da prática, com diferenças significativas entre os dois agrupamentos. As diferenças são mais evidentes na concepção de cuidado como característica pessoal humana e como imperativo moral. A discussão dos resultados conduz para a necessidade de maior afinação entre o embasamento teórico ministrado no ensino e sua aplicação no exercício efetivo da profissão.
Título em inglês
he perception of caring among nursing professionals and students
Palavras-chave em inglês
care
caring
evaluation
nursing
perception
Resumo em inglês
The purpose of this study was to apprehend the perception of caring and its correlations with the process of caring in the conception of the professor of nursing, the student of nursing and the nurse, through an instrument developed on the basis of Morse’s concepts and classifications( MORSE (1990)), which contain implicit and explicit definitions of care, evidenced through clarification techniques that had allowed the explanation of five ontological classifications: Caring of as a characteristic human being; b) Caring as a moral or ideal imperative; c) Caring as affection; d) Caring as interpersonal relation; and e) Caring as therapeutical action of nursing. The instrument, named Scale of Evaluation of the Meaning of Caring (EASC), was elaborated after systematic analysis of 227 writings of students of the courses of graduation and specialization in nursing, about caring and its meanings, from which we extracted a great number of affirmative phrases and selected them, grouping 10 for category to be analyzed. Then the instrument was formatted, under the form of an ordinal scale Likert type of 5 points, with the same order. Likert supports that an attitude (psychological property) constitutes a disposal for the action).We verified the degree of adhesion of the individual to the series of affirmations to be answered, in a scale where he has to say if he agreed, was in doubt or disagreed in face of the affirmation on the psychological object.The final version was a scale with 45 affirmations, distributed for the 5 categories, with 9 proposals in each one. The answers were registered through a software adjusted for manipulation of the data, and we then got the values of the absolute and percentile frequencies of the answers of each citizen, for group and category, and calculated the mean rates and the level of significance. The statistical tests were used to verify if the differences between the 4 groups were or not significant. Equally it was tested, inside each group, the eventual difference between categories.The data were registered and analyzed, typed and processed through specific programs for this study, receiving statistical treatment so that it was possible to analyze the existence or not of differences between the groups and the categories. The results showed differences among the groups, implying that what is thought in the university is not in consonance with the reality seen in a profession which since the last decade of the XXth century has considered caring as the referencial landmark in a new paradigm of nursing. This approach, despite the relevance for the profession, has not received attention on the part of who teaches it, who practises it and who receives it.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
doutorado.pdf (1.20 Mbytes)
Data de Publicação
2004-08-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.