• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2014.tde-19022015-163134
Documento
Autor
Nome completo
Marcela Martins Furlan de Léo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Furegato, Antonia Regina Ferreira (Presidente)
Oliveira, Marcia Aparecida Ferreira de
Donato, Edilaine Cristina da Silva Gherardi
Pedrão, Luiz Jorge
Webster, Clarissa Mendonça Corradi
Título em português
Habilidades de vida independente em portadores de transtornos mentais do interior matogrossense
Palavras-chave em português
Atividades cotidianas
Enfermagem em reabilitação
Reabilitação
Vida independente
Resumo em português
Em virtude dos danos cognitivos, sensório motores e psicossociais causados pelo transtorno mental no funcionamento ocupacional, a qualidade de vida dos sujeitos é deteriorada e o isolamento e a inatividade se impõem, acentuando a exclusão. OBJETIVO: Identificar o nível de desempenho em atividades de vida independente de portadores de transtornos mentais e correlacionar variáveis. MÉTODO: Estudo transversal descritivo em dois serviços de saúde mental matogrossenses. Amostra constituída por 146 sujeitos (73 portadores de transtorno mental/ 73 informantes destes). Foi feita a Revisão Integrativa da Literatura sobre atividades de vida independente em portadores de transtorno mental, posteriormente aplicado um questionário sociodemográfico e o Inventário de Habilidades de Vida Independente (ILSS-BR) para identificar áreas da vida independente potencialmente prejudicadas. ANÁLISE DOS DADOS: Análise e correlações pelo STATA. Escores obtidos equiparados de acordo com a pontuação do ILSS, no escore global e subescalas.RESULTADOS: Maioria mulheres (71,2%), casados (63%), 35 a44 anos (46%), baixo nível escolar (48% concluíram quarta série), baixo poder de compra (68,6% com renda máxima R$ 1.024,00). Os domínios da vida independente mais comprometidos são Emprego, Lazer e Transporte, que sofreram influência de diagnóstico, tempo de transtorno mental, escolaridade e nível econômico. DISCUSSÃO: Os escores da versão para o informante ficaram em 1,3 (de 0 a 4) e do paciente, em 10,2% (de 0 A 100%), indicando graves limitações em atividades de vida independente e discrepâncias entre a percepção dos dois grupos. Foram correlacionados prejuízo nas atividades de vida independente e baixa escolaridade, baixo nível econômico, desqualificação profissional, maior tendência a abandonar estudos e cursos profissionalizantes. Os homens são mais vulneráveis ao comprometimento e sofrem maior impacto na área laboral. CONCLUSÕES: Os domínios comprometidos são relacionadas à contratualidade e socialização pelas atividades, merecendo intervenções de enfermagem diretas e singulares, macrossociais e empreendidas no habitat
Título em inglês
Independent living skills in people with mental disorders of matogrossense interior
Palavras-chave em inglês
Daily Living
Independent living
Nursing rehabilitation
Rehabilitation
Resumo em inglês
Because of the cognitive, sensory motor and psychosocial damage caused by mental disorders in occupational functioning, quality of life is deteriorating, isolation and inactivity are result, accentuating the deletion. OBJECTIVE: To identify the level of performance in life activities regardless of the mental patients and correlate variables.METHODS: A descriptive cross- sectional study in two Mato Grosso mental health services. Sample of 146 subjects (73 patients with mental disorders / 73 informants of them). Integrative Literature Review was done about independent living activities in patients with mental disorders, afterward to a sociodemographic questionnaire and the Inventory of Independent Living Skills (ILSS-BR) was intended to identify areas of potentially impaired independent living. ANALYSIS: Analysis and correlations by STATA. Similar scores obtained by the score of ILSS, the overall score and subscales. RESULTS: Most women (71.2%), married (63), 44 35 years old (46%), low educational level (48% completed fourth grade), low purchasing power (68.6% with R$1.024,00 maximum income). The more committed areas of independent living are Employment, Leisure and Transport, who have been influenced by diagnosis, duration of mental disorder, education and income. DISCUSSION: The scores for the informant version were 1.3% and patient, at 10.2%, indicating severe limitations in independent living activities and discrepancies between the perceptions of the two groups. Injury were correlated in independent living and low education, low income, greater tendency to abandon studies and vocational courses activities. Men are more vulnerable and suffer greater impact in employment area. CONCLUSIONS: The affected modules are related by contractuality and socialization activities, requiring direct and individuallynursing interventions in macrosocial- habitat
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-03-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.