• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Sandra de Souza Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Cardoso, Lucilene (Presidente)
Giacon, Bianca Cristina Ciccone
Miasso, Adriana Inocenti
Pereira Junior, Gerson Alves
Título em português
Variáveis mediadoras do Burnout em profissionais de serviços de urgência e emergência: aplicabilidade do Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-HSS)
Palavras-chave em português
Análise fatorial confirmatória
Burnout
Estresse
Profissionais de saúde
Serviços de emergência
Resumo em português
Introdução: A Síndrome de Burnout representa um importante fenômeno psicossocial da atualidade que ocorre como consequência do estresse laboral crônico. Demonstra ser um fenômeno bastante complexo e multifatorial. Os profissionais de saúde estão entre os profissionais mais acometidos pelo Burnout, e entre eles, encontram-se os profissionais que atuam nos serviços de emergências, que estão trabalhando constantemente em contato direto nos eventos traumáticos. Devido essa particularidade do serviço, podem estar mais suscetíveis ao comprometimento de seu bem-estar físico e emocional e, somado as variáveis individuais e ambientais desenvolverem Burnout. Objetivo: Avaliar a validade fatorial do Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-HSS) na amostra, verificar a prevalência de Burnout em profissionais de saúde e sua relação com as variáveis laborais, individuais e consequências para a saúde (adoecimento). Métodos: Estudo transversal, analítico de abordagem quantitativa. Avaliaram-se 282 profissionais de saúde (equipe de enfermagem, médicos e radioperadores) atuantes nos serviços de urgência e emergência (serviço móvel, pré-hospitalar e hospitalar) de um município do interior do estado de São Paulo (Brasil). Procedeu-se a avaliação por meio da autoaplicação dos seguintes instrumentos: questionário sociodemográfico de condições de trabalho e saúde, o Inventário de Burnout de Maslach, Childhood Trauma Questionnaire, Inventário de Sintomas de Stress, Escala de Estresse Percebido, Psychiatric Screeming Questionnaire, Questionário de Estilo de Vida Fantástico, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão e Escala de Reajustamento Social de Homes- Rahe. Os dados foram analisados por meio de análise fatorial confirmatória (AFC) e testes Qui-Quadrado de Pearson ou do teste Exato de Fisher para proceder os testes correlacionais. Adotou-se um nível de significância de 5%. Resultados: Os resultados obtidos mostram que o MBI-HSS é um instrumento confiável e fatorialmente válido para medir o Burnout. Todos os itens que compõem a escala apresentaram assimetria e curtose adequadas, atestando a sensibilidade psicométrica desses itens na amostra. A análise fatorial confirmou a estrutura trifatorial proposta para o MBI-HSS. Os itens 9, 12, 15 e 16 apresentaram peso fatorial abaixo do considerado adequado e foram removidos do modelo. O modelo hierárquico de segunda ordem com as modificações mencionadas apresentou ajustamento adequado aos dados e pode ser considerado o melhor e mais parcimonioso modelo testado de acordo com os índices da teoria da informação. O Burnout foi identificado em 13,2% da amostra e 24,5% dos participantes sofreram estresse precoce na infância, 11,3% apresentaram um estilo de vida considerado regular, 35,5% apresentaram ansiedade, 27,7% apresentaram depressão, 46,5% apresentaram sintomas de estresse e 37,9% apresentam fortes chances de adoecer e também apresentam transtornos mentais comuns. Houve associação entre Burnout e as seguintes variáveis: escolaridade, estresse precoce, sintomas de estresse, fase do estresse, tipo de sintomas, percepção de estresse, sofrimento mental comum, estilo de vida, ansiedade e depressão. As correlações foram evidenciadas entre Burnout e: tipo de serviço (p=0,032; OR: 0,187), escolaridade (p=0,029; OR: 2,313), percepção do estresse (p=0,037; OR: 1,67) e chances razoáveis de adoecer (p=0,031; OR: 0,279). Considerações finais: Os resultados confirmaram ambas as hipóteses do estudo, confirmando o modelo tridimensional que foi proposto para o MBI-HSS e demonstrando ser um instrumento confiável e fatorialmente válido para medir o Burnout e que algumas variáveis se associaram e/ou correlacionaram à variável desfecho, comportando-se como mediadoras do processo de desenvolvimento do Burnout
Título em inglês
Mediators variables of Burnout in emergency services professionals: applicability of Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-HSS)
Palavras-chave em inglês
Burnout
Confirmatory Factorial analysis
Emergency services
Health professionals
Stress
Resumo em inglês
Introduction: Burnout syndrome represents an important psychosocial phenomenon of current that occurs as a consequence of chronic stress. It proves to be a very complex and multifactorial phenomenon. Health professionals are among the most affected by Burnout, and among them, are professionals working in emergency services who are constantly working in direct contact with traumatic events. Because of this particularity of service, they may be more susceptible to compromising their physical and emotional well-being and, in addition to individual and environmental variables, develop Burnout. Objective: To evaluate the factorial validity of Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-HSS) in the sample, to verify the prevalence of Burnout in health professionals and its relationship with labor and individual variables and consequences for health (illness). Methods: Cross- sectional, analytical, quantitative approach. Were avaluated a total of 282 health professionals (nursing staff, physicians and radio operators) working in the emergency services (mobile, prehospital and hospital services) of a city in the interior of São Paulo (Brazil). The following instruments were used: the sociodemographic questionnaire on working and health conditions, the Maslach Burnout Inventory, the Childhood Trauma Questionnaire, the Stress Symptom Inventory, the Self- Perceived Stress Scale, Psychiatric Screening Questionnaire, Fantastic Lifestyle Questionnaire, Hospital Anxiety and Depression Scale, and Homes-Rahe Social Readjustment Scale. Data were analyzed by means of confirmatory factorial analysis (CFA) and Pearson's Chi-square test or Fisher's Exact test to perform correlational tests. Adopted a significance level of 5%. Results: The results obtained show that MBI-HSS is a reliable and factorially valid instrument for measuring Burnout. All the items that compose the scale presented adequate asymmetry and kurtosis, attesting the psychometric sensitivity of these items in the sample. The factorial analysis confirmed the proposed three-factor structure for MBI-HSS. Items 9, 12, 15 and 16 presented a factorial weight below that considered not adequate and were removed from the model. The second-order hierarchical model with the mentioned modifications presented adequate adjustment to the data and can be considered the best and most parsimonious model tested according to the indices of information theory. Burnout was identified in 13.2% of the sample and 24.5% of the participants suffered from early childhood stress, 11.3% had a regular lifestyle, 35.5% presented anxiety, 27.7% presented depression, 46.5% had symptoms of stress and 37.9% % have a strong chance of becoming ill and also have common mental disorders. There was association between Burnout and the following variables: schooling, early stress, stress symptoms, stress phase, type of symptoms, perceived stress, common mental suffering, lifestyle, anxiety and depression. Correlations were evidenced between Burnout and: type of service (p = 0.032, OR: 0.187), schooling (p = 0.029, OR: 2,313), stress perception (p = 0.037, OR: 1.67) and reasonable chances of becoming ill (P = 0.031, OR: 0,279). Conclusions: The results confirmed both hypotheses of the study, confirming the three-dimensional model that was proposed for MBI-HSS and demonstrating that it is a reliable and factorially valid instrument to measure Burnout and that some variables were associated and / or Correlated with the outcome variable, behaving as mediators of the Burnout development process
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-09-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.