• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2012.tde-15012013-150720
Documento
Autor
Nome completo
Lara de Faria Lanza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Ana Maria Pimenta (Presidente)
Almeida, Ana Maria de
Ferreira, Maria de Lourdes da Silva Marques
Labate, Renata Curi
Webster, Clarissa Mendonça Corradi
Título em português
Histórias de mulheres sobreviventes ao câncer de mama
Palavras-chave em português
Câncer de mama
identidade
sobrevivência
Resumo em português
Os cânceres ou neoplasias malignas vêm assumindo um lugar cada vez mais importante entre as doenças que acometem a população feminina, representando no Brasil e no mundo, importante causa de morte. O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais freqüente no mundo e o primeiro entre as mulheres. Os avanços da medicina, possibilitando tratamentos mais eficientes e técnicas que viabilizam a detecção precoce, têm contribuído para o aumento da sobrevida das mulheres com câncer de mama.Tendo em vista a alta incidência do câncer de mama eo aumento da sobrevida, faz-se cada vez mais necessário compreender a realidade destas mulheres que experienciam o adoecimento e a sobrevivência a ele. Este trabalho teve como objetivo compreender a experiência de sobreviver ao câncer de mama a partir de elementos presentes nas histórias de mulheres sobreviventes. O estudo é de natureza qualitativa, realizado com 15 mulheres sobreviventes de câncer de mama, que haviam concluído o tratamento há no mínimo cinco anos. A técnica utilizada para coleta de dados foi a entrevista narrativa e a análise foi feita com base nos estudos de Little et al. (2002) e Frank (2012). Os dados foram organizados em torno de três momentos principais: o início da história - o diagnóstico; o enfrentamento - tratamento; e o desfecho - retomando a vida, buscando compreender o sentido que cada participante atribuía a sua história enquanto uma pessoa que passou pelo tratamento do câncer e sobreviveu. Foi percebido que muitas mulheres tiveram sua identidade mudada após a experiência do adoecimento e a maioria delas conseguiu retomar sua vida a uma condição semelhante à anterior à doença. Assim os resultados revelam a singularidade e diversidade no modo de experienciar o adoecimento e a sobrevivência e as repercussões desta experiência na identidade da mulher.
Título em inglês
Stories of womensurviving breast cancer
Palavras-chave em inglês
Breast cancer
identity
survival
Resumo em inglês
Cancers or malignant neoplasias have been reported as important diseases among women, representing causes of death not only in Brazil but in the whole world. Breast cancer is the second most frequent type of cancer worldwide and the first among women. Medical advancements have improved the survival rates for women with breast cancer through more efficient treatments and techniques. Considering the high incidence of breast cancer and the increase of survival rates, the understanding of these women's realities - being sick and recovering from it - has become extremely important. The objective of this study was to understand the experiences of surviving breast cancer from elements present in the stories of women survivors. The study is qualitative - 15 surviving breast cancer women were studied and their treatments had been finished 5 years earlier at least. The technique used to collect data was through interviews and the analysis was done based in the studies of Little et al. (2002) and Frank (2012). The data was organised considering 3 main moments: the beginning of the disease (medical diagnosis); the confrontation (treatment); and the end (regaining life). The main objective was to understand the meaning each woman gave to her experience after having survived. Many women have had their identities changed after the disease and most of them have managed to regain their lives. Thus, the results show the singularity and the diversity in experiencing getting sick and surviving and the effects of these experiences in women's identities.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LARADEFARIA.PDF (1.44 Mbytes)
Data de Publicação
2013-01-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.