• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Ariana Elite dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Pedrão, Luiz Jorge (Presidente)
Amorim, Nelma Ellen Zamberlan
Carvalho, Ana Maria Pimenta
Título em português
Comportamento comunicativo de indivíduos com diagnóstico de esquizofrenia
Palavras-chave em português
Comunicação
Esquizofrenia
Fonoaudiologia
Saúde Mental
Resumo em português
Poucos são os dados epidemiológicos sobre as alterações da comunicação em serviços de saúde mental. Porém, através de experiências clínicas e de estudos realizados em instituições psiquiátricas, foram observadas em indivíduos com diagnóstico de transtornos mentais, principalmente de esquizofrenia, variações dos aspectos comunicativos, sendo a linguagem o componente mais afetado. Nestes indivíduos, o relacionamento e a vida em sociedade estão prejudicados, e essas questões estão intimamente ligadas aos processos de comunicação. Então, conhecer e avaliar seus comportamentos comunicativos permite desenvolver metodologias assistenciais adequadas, principalmente para os que utilizam serviços de saúde mental, na busca da reabilitação psicossocial. O tipo de estudo é descritivo exploratório, realizado em um Núcleo de Saúde Mental (NSM) localizado em uma cidade do interior do estado de São Paulo, Brasil, e teve como principal objetivo descrever o comportamento comunicativo de indivíduos com diagnóstico de esquizofrenia. A amostra foi constituída por 50 indivíduos com o referido diagnóstico, usuários do NSM, com faixa etária entre 19 e 75 anos e com, no mínimo, dois anos de escolaridade. Primeiramente, foi realizado um levantamento nos prontuários desses indivíduos no NSM, extraindo-se os dados pessoais e o subtipo de esquizofrenia. Posteriormente, para a avaliação, foi utilizada a Bateria Montreal de Avaliação da Comunicação - Bateria MAC, constituída por 14 tarefas que avaliam os aspectos discursivo, pragmático-inferencial, léxico-semântico e prosódico da linguagem. A análise foi realizada por meio de estatística simples descritiva utilizando-se o Programa Statistical Package for Social Sciences (SPSS) 16.0, e, relacionou-se também, as informações extraídas dos prontuários relativas aos dados pessoais dos participantes, possibilitando, desta forma, uma relação entre os dados obtidos através da Bateria MAC e as características dos usuários. Os resultados mostraram que a maior parte da amostra era do sexo masculino, com baixa escolaridade, praticante do catolicismo e com esquizofrenia do subtipo paranoide. Todas as tarefas avaliadas apresentaram uma porcentagem considerável de alterações, porém, as maiores alterações, ocorreram nas tarefas de evocação lexical com critério semântico, atos de fala indiretos, discurso conversacional e discurso narrativo, e, as menores alterações, ocorreram nos componentes prosódicos no nível de compreensão, destacando-se que, o nível da produção nos aspectos lingüísticos e emocionais da prosódia, também apresentou alteração considerável, permitindo a conclusão de que o comportamento comunicativo de indivíduos com diagnóstico de esquizofrenia é desviante em todos os aspectos da linguagem. Os aspectos mais prejudicados foram o discurso e a pragmática, que não devem ser relacionados unicamente aos aspectos lingüísticos, mas também às características de alteração do pensamento e da cognição, além do embotamento afetivo e das questões sociais envolvidas nesse transtorno. Através deste estudo foi possível compreender que não existem características únicas para descrever o comportamento comunicativo de indivíduos com diagnóstico de esquizofrenia, sendo importante valorizar o contexto social, cultural e econômico destes indivíduos. Criar possibilidades comunicativas para envolvê-los na sociedade certamente contribui de maneira significativa na sua assistência e na formulação de programas de intervenção, tarefa esta, própria do fonoaudiólogo.
Título em inglês
Communicative behavior of individuals with a diagnosis of schizophrenia
Palavras-chave em inglês
Communication
Language and Hearing Sciences
Mental health
Schizophrenia
Speech
Resumo em inglês
The epidemiological database regarding changes in the communicative behavior available in mental health systems is really low. However, by means of clinical experiments and studies conducted in psychiatric institutions, it was noted that individuals with a diagnosis of mental disorder, mainly schizophrenia, had disturbances regarding their communicative skills, in which the language was the most affected subject. Those individuals had their social life and relationships damaged, this is closely related to the communicative process. Therefore, knowing and evaluating their communicative behavior allows the development of better suited treatment methods, mostly towards the ones who rely on the mental health system seeking psychosocial rehabilitation. The kind of study is exploratory-descriptive and it's conducted in a Mental Health Service (MHS) located in a city in the countryside of São Paulo, Brazil, and its main objective was to describe the communicative behavior of individuals with a diagnosis of schizophrenia. The sample was made up of 50 individuals with the aforementioned diagnosis, patients of the MHS, aged 19-75 and with at least 2 years of school. First off, a research was conducted on their medical records in the MHS in search of their personal background and the subtype of their schizophrenia. Afterwards, the Montreal Communication Evaluation Battery - MCE Battery- was used for evaluation. It is made up of 14 tasks that evaluate the speech, the inferential pragmatic, the lexical-semantic and the prosodic aspects of the language. The research was made by means of simple descriptive statistics using the Statistical Package for Social Sciences (SPSS) 16.0 program and it also included the databases acquired from the medical records regarding the patients personal background. This way the research made it possible to establish a relation between the MCE battery and the personal background of each patient. The results show that most of the subjects are males, with poor education, practitioner of catholicism and affected by the paranoid subtype of schizophrenia. All the tasks evaluated showed a significant percentage of disturbances, however, most disturbances took place upon the tasks of lexical evocation with semantic criteria, acts of indirect speech, conversational speech and narrative speech, while only a few disturbances were related to the prosodic components in the comprehensive level, it should be highlighted that the productive level in the prosodic emotional and linguistic aspects suffered significant disturbances, allowing us to conclude that the communicative behavior in individuals with a diagnosis of schizophrenia is abnormal in all aspects of the language. The most damaged aspects were the speech and the pragmatics, which should not be entirely related to the linguistic aspects, but also to the disturbance related to their thoughts and cognition, and also the affective dullness and the social matters related to this disease. Throughout this study it was possible to understand that there are no special aspects to describe the communicative behavior of individuals with a diagnosis of schizophrenia, as it is important to take into account the social, the cultural and the economic context of those individuals. Coming up with communicative possibilities to involve those individuals in society certainly contributes in a significative way in aiding them and in the creation of intervention programs. This task belongs to Speech Therapists.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.