• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2008.tde-11092008-164537
Documento
Autor
Nome completo
Angelica Martins de Souza Gonçalves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Pillon, Sandra Cristina (Presidente)
Camargo, Ibiracy de Barros
Colares, Maria de Fátima Aveiro
Título em português
Estudo dos níveis motivacionais em relação ao uso de substâncias psicoativas e a espiritualidade
Palavras-chave em português
abuso de substâncias psicoativas
dependência a substâncias
espiritualidade
motivação.
Resumo em português
Existem evidências da relação entre espiritualidade e saúde, e também de que o exercício da dimensão espiritual tem potencial para estimular mudanças positivas entre usuários de álcool ou de outras drogas em processo de reabilitação. Este estudo teve como objetivo avaliar a relação entre espiritualidade e os níveis motivacionais (Modelo Transteórico) entre indivíduos que fazem uso nocivo ou são dependentes de substâncias psicoativas, em tratamento ou membros do grupo de mútua-ajuda e avaliar o desempenho da versão traduzida e adaptada da Spirituality Self Rating Scale (SSRS). O desenho metodológico do estudo é do tipo transversal. Um questionário foi elaborado contendo informações sociodemográficas e escalas de motivação e espiritualidade - URICA e SSRS, respectivamente. A amostra foi constituída de 138 (69%) indivíduos do sexo masculino. Participaram usuários vinculados a um grupo de AA, um serviço de CAPS-ad e três Comunidades Terapêuticas (evangélica, católica e sem vinculação religiosa). Dentre os resultados, foi encontrado que os entrevistados apresentaram idade média de 39 anos, católicos 71(51,4%), praticantes 83(60,1%). A maioria respondeu que a substância psicoativa consumida pela última vez foi o álcool 65(47,1%) e que 49(35,5%) usam ou usaram substâncias psicoativas por mais de 10 anos, todos ou quase todos os dias 90(60,2%). A escala SSRS apresentou bom índice de confiabilidade, com alfa de chronbach global de 0,8333, variando de 0,7028 a 0,8878. Não houve relação estatística significante entre espiritualidade e aspectos da vida religiosa dos indivíduos. A maioria 84(60,8%) considera espiritualidade diferente de religiosidade. Os estágios motivacionais que apresentaram relação com espiritualidade foram a pré-contemplação, a ação e a manutenção, mediante a análise de regressão linear múltipla. Os resultados nos fazem refletir que o exercício da dimensão espiritual em cada um dos estágios pode ser pensada no sentido de estimular o indivíduo a obter sucesso no processo de mudança de comportamento em relação ao uso de substância e na reabilitação em diversos contextos. A escala SSRS pode ser recomendada para uso, apesar de suas limitações. Concluímos que existe a necessidade de sucessivas avaliações dos processos que envolvem os aspectos da espiritualidade no contexto do tratamento e motivação na mudança de comportamentos em relação ao abuso e dependência de substâncias psicoativas.
Título em inglês
Study of motivational levels in relation to the use of psychoactive substances and spirituality.
Palavras-chave em inglês
abuse of psychoactive substances
addiction to substances
motivation.
spirituality
Resumo em inglês
There are evidences of the relationship between spirituality and health and also that the exercise of spiritual dimension has potential to stimulate positive changes among users of alcohol or other drugs, in the rehabilitation process. This study aimed to evaluate the relationship between spirituality and motivational levels (Transtheorical Model) among individuals who make harmful use or are dependent on psychoactive substances, in treatment or members of a group of mutual-help, and evaluate the performance of translated and adapted version of Spirituality Self Rating Scale (SSRS). The methodological design of the study is made on transversal type. A questionnaire was drawn up, containing sociodemographic information and motivation and spirituality scales - URICA and SSRS, respectively. The sample consisted of 138 (69%) males. Participating users were linked to a group of AA, a service of CAPS-ad and three Therapeutic Communities (evangelical, catholic and without religious ties). Amidst the results, it was found that the respondents had an average age of 39 years, catholics 71 (51.4%) and practitioners 83 (60.1%). The majority answered that the consumed psycoative substance for the last time was alcohol 65 (47.1%) and 49 (35.5%) use or used psychoactive substances for over 10 years, all or almost all day 90 (60,2%). The SSRS scale showed good index of reliability, with overall alpha of chronbach 0.8333, ranging from 0.7028 to 0.8878. There was no statistically significant relationship between spirituality and religious aspects. Most 84 (60.8%) considers spirituality different from religiosity. The motivational stages that showed association with spirituality were pre-contemplation, action and maintenance, through linear multiple regression analysis. The results make us reflect that the exercise of spiritual dimension in each stage can be considered to stimulate the individual to succeed in the process of behavior changing, in relation to the use of substance and rehabilitation in various contexts. The scale SSRS can be recommended for use, despite its limitations. We conclude that there is a need of successive assessments of the processes involving the aspects of spirituality, in context of treatment and motivation in the behavior changing, in relation to abuse and dependence of psychoactive substances
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-09-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.