• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2004.tde-10082004-163143
Documento
Autor
Nome completo
Ana Flora Fogaça Gobbo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2004
Orientador
Banca examinadora
Souza, Maria Conceicao Bernardo de Mello e (Presidente)
Contel, Jose Onildo Betioli
Galera, Sueli Aparecida Frari
Título em português
"Conhecimento do familiar da pessoa em sofrimento psíquico sobre a terapêutica medicamentosa"
Palavras-chave em português
família
medicamentos
psíquico
sofrimento
Resumo em português
Com a Reforma Psiquiátrica, que propõe a redução da hospitalização e aumento dos serviços na comunidade, a família tornou-se elemento importante na assistência do paciente, passando a assumir inúmeras responsabilidades entre as quais a administração e controle dos medicamentos do doente mental. É de grande importância que o familiar da pessoa em sofrimento psíquico possua informações básicas para a correta administração dos medicamentos. A proposta deste estudo foi verificar o conhecimento do familiar da pessoa em sofrimento psíquico sobre a terapêutica medicamentosa. Tratou-se de estudo quantitativo descritivo exploratório, realizado no Programa de Saúde da Família - Jardim Albertina de uma cidade do interior do Estado de São Paulo. Os sujeitos do estudo foram os familiares dos usuários que pertencem ao referido programa, contando, portanto, com um quantitativo de 61 entrevistas, as quais foram realizadas a partir de um instrumento de coleta de dados previamente elaborado. Ressaltou-se que as mesmas foram obtidas após aprovação do Comitê de Ética e da autorização, por escrito, dos participantes do estudo. Dentre os resultados destacou-se, no que concerne à indicação do medicamento, que somente 36,1% da amostra apresentou conhecimento correto. Quanto à dosagem, teve-se 72,1% apresentando respostas incorretas. Teve-se ainda 26,2% de respostas inadequadas acerca do horário da medicação. Quanto aos efeitos colaterais, 75,4% apresentaram respostas incorretas. Notou-se, assim, um diminuto conhecimento por parte do familiar da pessoa em sofrimento psíquico acerca da terapêutica. É necessária a elaboração de novos estudos com o objetivo de proporcionar a tais familiares um nível de conhecimento que proporcione uma administração de medicamentos e um acompanhamento desse indivíduo com maior responsabilidade e segurança.
Título em inglês
Knowledge of family members of persons enduring psychic suffering in relation to the medication therapy
Palavras-chave em inglês
family
medication
psychic
suffering
Resumo em inglês
With Psychiatric Improvement, which proposes a reduction in hospital confinement and an increase in services towards community, the family became a major element to the patient’s follow-up, having to undertake several responsibilities among which, the administration and control of the patient’s medication. It’s of major importance that the family members of persons, who endure psychic suffering, need basic information for the correct administration of their medication. In this case, the family often undertakes the responsibility and needs some knowledge in order to follow the medication treatment. This study aims to verify the knowledge of family members of persons experiencing psychic suffering, concerning the medication therapy that these persons are subject to. A descriptive and exploratory quantitative study was carried out at the Family Health Program - Jardim Albertina, in a city in the country of São Paulo State, Brasil. Study subjects were family members of users who take part in this program. Thus, our quantitative base consisted of 61 interviews, which were carried out on the basis of a previously elaborated data collection instrument. It is highlighted that these interviews were obtained after the approval by the Ethics Committee and the written authorization from the study participants. Results disclosed that only 36.1% of the sample demonstrated correct knowledge in relation to the indications of the medication. 72.1% of incorrect answers were obtained about dosage, while 26.2% of inadequate answers were obtained about the time of medication intake. As to side effects, 75.4% gave incorrect answers. Therefore, we observed little knowledge among the family members of persons enduring psychic suffering, concerning medication treatment that these persons are subject to. Further research is required to provide these family members with a level of knowledge, which results in safer and more responsible medication administration and follow-up.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
mestrado.pdf (640.02 Kbytes)
Data de Publicação
2004-08-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.