• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2012.tde-05112012-200043
Documento
Autor
Nome completo
Leonardo Naves dos Reis
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Donato, Edilaine Cristina da Silva Gherardi (Presidente)
Cardoso, Lucilene
Santos, Jair Licio Ferreira
Título em português
Perfil epidemiológico de um serviço ambulatorial de saúde mental - uma análise descritiva e analítica
Palavras-chave em português
Epidemiologia
Hospitalização
Psiquiatria
Saúde Mental
Resumo em português
Trata-se de um estudo quantitativo descritivo e exploratório, de natureza epidemiológica, de prevalência e correlacional realizado em um serviço ambulatorial de saúde mental (Núcleo de Saúde Mental), localizado no interior paulista. O trabalho teve dois objetivos, sendo o primeiro, descrever o perfil dos usuários atendidos no referido ambulatório com base no diagnóstico, informações sobre internação psiquiátrica e dados sociodemográficos; e o segundo, testar a associação entre a necessidade de internação psiquiátrica apresentada pelos usuários e seus diagnósticos, sexo e idade e com base nesta associação, determinar a probabilidade de necessidade de internação de novos usuários ingressantes no serviço de saúde, com base nas variáveis associadas. Os dados foram extraídos dos prontuários de todos os pacientes que atualmente realizam tratamento no Núcleo de Saúde Mental (NSM), totalizando 1281 prontuários. Os dados foram compilados diretamente em planilha elaborado no Microsoft Excel 2010 para posterior análise no software estatístico Stata 11. As variáveis utilizadas foram idade, sexo, escolaridade, diagnóstico e internação (se o paciente já foi submetido à internação psiquiátrica ao menos uma vez ao longo da vida). Na primeira etapa da análise de dados realizou- se a estatística descritiva exibindo o perfil geral do NSM e em seguida comparando- o com o perfil específico dos pacientes acometidos por cada um transtornos que apresentaram significância estatística (p<0,05) no modelo de regressão logística empregado. Na segunda etapa da análise de dados foi testada a associação entre a necessidade de internação psiquiátrica e as variáveis sexo, idade e cada um dos grupos diagnósticos; para tanto se utilizou a regressão logística com múltiplas variáveis. Ainda na segunda etapa, após a análise de regressão, com base nos coeficientes extraídos desta e referente a cada uma das variáveis que se adequaram ao modelo de regressão (p<0,005), elaborou-se a equação da população do NSM, a qual apresenta como variável resposta a probabilidade de um paciente do NSM necessitar de internação psiquiátrica ao menos uma vez ao longo da vida. Os resultados apontaram que a maior parte dos pacientes em tratamento no NSM são do sexo feminino (cerca de 69%); possuem baixo nível de escolaridade (quase 67% possuem no máximo o ensino fundamental completo); possuem idade entre 40 e 59 anos (pouco mais de 50%). Os transtornos mais prevalentes foram depressão, esquizofrenia, e distúrbios ansiosos. Aqueles que apresentaram maior probabilidade de internação psiquiátrica foram o transtorno esquizoafetivo, TAB e esquizofrenia. Espera-se que os resultados aqui demonstrados sirvam para demonstrar a importância do conhecimento epidemiológico como ferramenta de gestão, neste caso em especial para os serviços de saúde mental, norteando o direcionamento dos diversos tipos de recursos e possibilitando o atendimento integral e equânime aos usuários, pautado nos princípios do SUS e nos ideais de reabilitação psicossocial.
Título em inglês
Epidemiological profile of an outpatient mental health - a descriptive and analytical analysis.
Palavras-chave em inglês
Epidemiology
Hospitalization
Mental Health
Psychiatry
Resumo em inglês
This is a quantitative, descriptive and exploratory study. It was epidemiological type of study of prevalence and correlation performed on an outpatient mental health service (Mental Health Center), located within the state of São Paulo. The study had two objectives: first, to describe the profile of users treated in the Mental Health Center based on the diagnosis, information about psychiatric hospitalization and sociodemographic data; and the second, test the association between the need for psychiatric hospitalization presented by users and their diagnoses, sex and age; based on this association, determine the probability of need for hospitalization of new users entering the health service, based on the associated variables. Data were abstracted from medical records of all patients currently being treated at the Mental Health Center, totaling 1281 files. The data were compiled by Microsoft Excel 2010 for further analysis in Stata 11. The variables used were age, gender, education, diagnosis and hospitalization (if the patient has been subjected to psychiatric hospitalization at least once throughout their lives). In the first stage of data analysis was performed descriptive statistics showing the overall profile of the Mental Health Center and then comparing it with the specific profile of patients affected by each disorder that showed statistical significance (p<0,05) in model employed logistic regression. In the second stage of data analysis tested the association between the need for psychiatric hospitalization and gender, age and each of the diagnostic groups, for so we used logistic regression with multiple variables. Also in the second stage, after regression analysis, based on coefficients extracted from this and referring to each of the variables that are suited to the regression model (p <0.005), developed the equation of the population of Mental Health Center, which presents response variable as the probability of a patient needs psychiatric hospitalization at least once throughout life. The results showed that most patients at the Mental Health Center are female (69%), have a low educational level (almost 67% have at most completed primary education), are 40 to 59 years (more than 50%). The most prevalent disorders were depression, schizophrenia, and anxiety disorders. Those who had a higher probability of psychiatric hospitalization were schizoaffective disorder, bipolar disorder and schizophrenia. It is hoped that the results serve to demonstrate the importance of epidemiological knowledge as a management tool, in this case for mental health services in particular, guiding the direction of the various types of resources and enabling the full and equal service to users, guided by the principles of the health care system and the ideals of psychosocial rehabilitation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-01-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.