• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2006.tde-05062006-145916
Documento
Autor
Nome completo
Luceli Kelly de Oliveira Cardoso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2005
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Ana Maria Pimenta (Presidente)
Carvalho, Maria das Gracas Bomfim de
Costa, Teresinha Pavanello Godoy
Título em português
"Avaliação psicológica de crianças obesas em um programa de atenção multriprofissional a obesidade da Universidade de São Paulo - 2001 e 2002"
Palavras-chave em português
criança
obesidade
psicologia
Resumo em português
A obesidade vem aumentando em crianças e adultos, o que traz sérias conseqüências para a saúde física e mental do indivíduo. Muitos estudos têm demonstrado que o excesso de peso tende a diminuir a expectativa de vida e predispõe à morbidade. A obesidade está relacionada com a redução das atividades motoras, fadiga e problemas psicológicos. É um problema de difícil tratamento. Assim, medidas de intervenção devem ser incentivadas para obter controle em fase precoce. O objetivo deste estudo foi de descrever e analisar os resultados das avaliações psicológicas de crianças que vieram para atendimento no Programa de Atenção Multiprofissional a Obesidade da Universidade de São Paulo nos anos de 2001 e 2002, ao iniciar o atendimento proposto pelo programa e ao final do mesmo, e também analisar peso, altura e IMC iniciais e finais dessas crianças. Os sujeitos desse estudo foram 19 crianças com percentil do IMC igual ou acima de 95, com idades entre 10 e 12 anos, participantes do programa. O Programa de Atenção Multiprofissional a Obesidade da Universidade de São Paulo tinha duração de um ano letivo e contava com uma equipe integrada por psicólogos, professores de educação física, nutricionistas e enfermeiros. O estudo foi realizado por meio da análise dos protocolos das avaliações psicológicas realizadas no início do trabalho e no final, durante os anos de 2001 e 2002. Em 2001 os testes aplicados foram: Teste do desenho da Figura Humana, IDATE – Inventário de Ansiedade Traço-Estado Forma C e Escala Infantil Piers-Harris de Auto-conceito. Em 2002 os testes aplicados foram: Teste do desenho da Figura Humana, Escala de Ansiedade “O que penso e sinto”, Escala de Lócus de Controle para crianças e Escala Infantil Piers-Harris de Auto-conceito. Os protocolos das avaliações psicológicas foram analisados de acordo com as normas de padronização de cada instrumento utilizado e foi verificado que, em sua maioria, as crianças deste estudo encontram-se dentro da média, com relação aos aspectos do seu funcionamento psicológico. Foi realizada uma comparação dos resultados dos instrumentos psicológicos de cada criança no início do trabalho e no final, em cada um dos anos, e não foram encontradas diferenças estatisticamente significantes mostrando que, de maneira geral, não houve alteração em relação aos aspectos do funcionamento psicológico das crianças após o trabalho realizado. Com relação ao peso inicial e final, não foi encontrada diferença estatisticamente significativa para o ano de 2001. Já para o ano de 2002 houve diferença, mostrando que as crianças tiveram aumento de peso na avaliação final. Com relação à altura inicial e final, foi encontrada diferença estatisticamente significativa nos dois anos, houve aumento na altura final das crianças. Com relação ao IMC inicial e final não foi verificada diferença estatisticamente significativa nos dois anos. Enquanto grupo, as crianças, ao final do programa, tenderam a manter seus índices de massa corporal (IMC), permanecendo na faixa do percentil 95 e, portanto indicando quão difícil é tratar o problema em crianças.
Título em inglês
"Psychological evaluation of obese children in a multiprofessional care program at Universidade de São Paulo"
Palavras-chave em inglês
child
obesity
psychologist
Resumo em inglês
Obesity has been increasing in children and adults, entailing serious consequences for people’s physical and mental health. Many studies have demonstrated that excess weight tends to decrease life expectancy and predispose to morbidities. Obesity is related to a reduction in motor activities, to fatigue and psychological problems. As it is difficult to treat, intervention measures must be encouraged to get it under control at an early stage. This study aims to describe and analyze the psychological evaluation results of children attended in the Multiprofessional Obesity Care Program offered by the University of São Paulo in 2001 and 2002, at the beginning and end of the assistance proposed by the program, as well as to analyze these children’s initial and final weight, height and BMI. Subjects were 19 children between 10 and 12 years old, with a BMI percentile of 95 or higher, who participated in the program. This Multiprofessional Obesity Care Program by the University of São Paulo took one school year and its team included psychologists, physical education teachers, nutritionists and nurses. We analyzed the children’s psychological evaluation records, realized at the beginning and end of this program, in 2001 and 2002. In 2001, we applied the Human Figure Drawing Test, STAI-C – State-Trait Anxiety Inventory for Children and the Piers-Harris Children’s Self-Concept Scale. In 2002, we used the Human Figure Drawing Test, the Anxiety Scale “What I think and feel”, the Locus of Control Scale for Children and the Piers-Harris Children’s Self-Concept Scale. The psychological evaluation records were analyzed according to the standards of each instrument. We verified that most children in this study scored within average levels for the aspects of their psychological functioning. For each child, we compared the results of the psychological instruments at the beginning and end of the work in each year and could not find any statistically significant differences. This shows that, in general, the aspects of the children’s psychological functioning did not change after the program. With respect to initial and final weight, we did not find any statistically significant difference for 2001. The difference found for 2002, on the other hand, shows an increase in the children’s weight on the final evaluation. In terms of initial and final height, we found a statistically significant difference in both years, with an increase in the children’s final height. We did not find any statistically significant difference between initial and final BMI in both years. At the end of the program, this group of children tended to maintain their BMI within the 95 percentile range, which indicates how hard it is to treat this problem in children.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CARDOSO_LKO.pdf (1.43 Mbytes)
Data de Publicação
2006-06-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.