• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2015.tde-04092015-160809
Documento
Autor
Nome completo
Camila Souza de Almeida
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Luis, Margarita Antonia Villar (Presidente)
Junqueira, Marcélle Aparecida de Barros
Moll, Marciana Fernandes
Souza, Jacqueline de
Título em português
Determinantes intrapessoais e interpessoais do processo de recaída em usuários de crack
Palavras-chave em português
Cocaína Crack
Enfermagem
Recaída
Resumo em português
O crack, subproduto da cocaína, introduzida na década de 80 no Brasil, é um potente estimulador do Sistema Nervoso Central (SNC), desde a sua introdução no país, verificou-se que os efeitos no convívio social e familiar do usuário são quase imediatos, levando a sociedade e o estado a terem uma preocupação maior com o seu uso e controle. Devido à magnitude dos efeitos da abstinência das substâncias psicoativas (no caso o crack), a recaída apareceu como um fator comum no cotidiano dos usuários, para analisar esse fato se propôs na década de 70 um modelo de tratamento denominado Prevenção de Recaída (PR), baseado no modelo compensatório (Terapia cognitivo-comportamental) em que não há julgamento ou atribuição de culpa ao indivíduo pelo uso da droga, mas o leva à reflexão sobre seus atos e a se responsabilizar pelas mudanças de comportamento. Assim o objetivo desse estudo foi identificar os determinantes intrapessoais e interpessoais do processo de recaída em usuários de crack, além de identificar o perfil sociodemográfico, o inicio do uso e padrão de uso de crack e outras drogas (lícitas e ilícitas). Trata-se de um estudo qualitativo de teor descritivo. A pesquisa ocorreu em um CAPS ad II em uma cidade do interior de Minas Gerais e a amostra foi de conveniência. Foram realizadas entrevistas semi- estruturas em duas etapas, com intervalo de três meses cada uma com os mesmos participantes, foi aplicada a análise de conteúdo no tratamento dos dados qualitativos. Os dados sociodemográficos concordaram com a literatura nacional; exceto no que tange a média de idade. O início do consumo de drogas ocorreu com o uso de drogas lícitas na adolescência e a relação dos usuários de crack com as demais SPA (lícitas e ilícitas) mostrou-se ambivalente, não sendo reconhecidas como "drogas", particularmente o álcool, percebido também como gatilho ou porta de entrada para o uso do crack, já as recaídas apareceram atreladas a fatores intrapessoais e interpessoais, sendo que eles se retroalimentam, criando um círculo vicioso. O estudo mostrou que, no atendimento ao usuário de crack deve-se trabalhar com todas as facetas do uso ou do motivo da recaída, e identificar juntamente com o usuário, os gatilhos de recaída e a rede de apoio de que dispõe, fortalecendo-o na busca de mecanismos de autocontrole do uso
Título em inglês
Intrapersonal and interpersonal determinants of relapse process in crack users
Palavras-chave em inglês
Cocaine Crack
Nursing
Relapse
Resumo em inglês
The crack, a byproduct of cocaine, introduced in the 80s in Brazil, is a potent stimulator of the central nervous system (CNS), since its introduction in the country, it was found that the effects on social and family life of the user are almost immediate , leading the society and the state to have a major concern with its use and control. Due to the magnitude of the effects of abstinence l of psychoactive substances (in this case crack), relapse appeared as a common factor in the daily lives of users, to analyze this fact was proposed in the 70's a model of treatment called Relapse Prevention (RP) based on the compensatory model (cognitive behavioral therapy) in which there is no judgment or blaming the individual for drug use, but leads to reflection on their actions and take responsibility for behavior change. Therefore the aim of this study was to identify intrapersonal and interpersonal determinants of relapse process in crack users, and identify the sociodemographic profile, the start of use and crack cocaine use pattern and other drugs (licit and illicit). This is a qualitative study of descriptive content. The research took place in a CAPS II ad in a city in Minas Gerais and the sample was a convenience. Semi-structures interviews were conducted in two stages, with an interval of three months each with the same participants were given the content analysis in the treatment of qualitative data. Socio-demographic data agreed with the national literature; except with respect to mean age. The start of drug use occurred with the use of illicit drugs in adolescence and crack users compared with other SPA (legal and illegal) proved to be ambivalent, not being recognized as "drugs", particularly alcohol use has also noticed as a trigger or gateway to crack use, since relapses appeared linked to intrapersonal and interpersonal factors, and they feed back, creating a vicious circle. The study showed that, in the care of crack users must work with all aspects of the use or reason of relapse, and identify with the user, the relapse triggers and the support network available to it, strengthening it in the pursuit of self- control mechanisms usage
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.