• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2015.tde-04092015-155115
Documento
Autor
Nome completo
Jaqueline Queiroz de Macedo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Luis, Margarita Antonia Villar (Presidente)
Bueno, Sonia Maria Villela
Conceição, Maria Inês Gandolfo
Dutenhefner, Zila van Der Meer Sanchez
Hoga, Luiza Akiko Komura
Título em português
Metodologia participativa com educadores: prevenção ao consumo de drogas psicoativas em instituição escolar
Palavras-chave em português
Drogas
Educação
Escola
Metodologia participativa
Prevenção
Resumo em português
Diante do fenômeno de consumo de drogas por crianças e adolescentes, ações de prevenção em escolas têm sido objeto de diversos estudos e programas com o intuito de descobrir estratégias viáveis para sua aplicação. A proximidade e convivência do professor com os estudantes implicam na sua consideração como responsável por essas abordagens ao tema drogas na escola, o que vem ocorrendo através de ações pontuais, em que o tema é tratado com superficialidade. Em face desta realidade, este estudo objetiva compreender e explicar os elementos que atuam nas concepções dos educadores e influenciam na prevenção ao uso de drogas na escola. Inserida no paradigma crítico, realizamos uma pesquisa com metodologia qualitativa, tendo como participantes 17 educadores de instituição escolar pública. Coletamos as informações a partir da: inserção na escola, mediante observação participante e registro em diário de campo; entrevistas semiestruturadas audiogravadas; e discussões em grupo focal com base na metodologia de solução de problemas, a partir de caso fictício. No processo de análise, utilizamos a modalidade temática, para análise segundo o paradigma humanista aliado à promoção da saúde. Durante toda a pesquisa, seguimos os requisitos éticos para pesquisa com seres humanos, tendo atenção especial à confidencialidade. Expomos os resultados em cinco categorias dispostas em três grandes temas que apresentam os níveis de conscientização do educador acerca da presença de drogas na escola e de sua prevenção. O primeiro tema, "Realidade vivenciada conduz à descrença" aborda o estado de intransitividade da consciência, típico da situação de imersão no contexto e adaptação pelo educador se perceber incapaz de mudar a realidade. O segundo tema, "Justificativas para o não envolvimento", refere-se à fase seguinte da tomada de consciência, na qual o educador assume uma percepção ingênua acerca das causas que justificam o envolvimento de alunos com drogas. E, o terceiro tema, "Possibilidades de prevenção dos alunos revela esperança", aborda acerca do estado de consciência crítica. Existe um processo de transferência de responsabilidade do problema, seja este o aluno-problema ou o problema de realizar as ações de prevenção ao uso de drogas. Desse modo, concluímos que as ações de prevenção ao uso de drogas estão vinculadas a como o educador e o aluno se percebem nessa relação: como objetos, existe entre ambos uma situação de opressão que inviabiliza a efetividade das ações; todavia, enquanto sujeitos, a relação entre educador e aluno possibilita o diálogo e o respeito necessários à prática da prevenção, permitindo o desenvolvimento da autonomia crítica
Título em inglês
Participatory methodology with educators: preventing psychoactive drugs' use on school institution
Palavras-chave em inglês
Drugs
Education
Participatory methodology
Prevention
School
Resumo em inglês
Due to children and adolescents drug use's phenomenon, preventive actions in schools have been subject of several studies and programs in order to find viable strategies for its application. The proximity and interaction of teachers with students cause their consideration as responsible for discussing about drugs at school, what is happening through few actions, in which the topic has been approached superficially. Therefore, this study aims to comprehend and explain the elements that affect the educators' conceptions and influence the preventive actions on drug use at school. According to the critical paradigm, we have performed a qualitative research with 17 teachers of a public school as participants. We have collected data from: fieldwork through participant observation and written field notes; semi-structured and audio recorded interviews; and focus group discussions based on problem solving methodology aided with a vignette. In the process of analysis we have used the thematic modality to interpret data according to the humanist paradigm combined with health promotion. During all this study, we have followed the ethical requirements for research on human subjects. Here we present the results in five categories organized into three main themes that show the conscientization's levels of teachers about the existence of drug at school and its prevention. The first theme, "Experienced reality leads to disbelief" addresses the state of consciousness' intransitivity, which is common in a situation of educator's immersion and adaptation with a circumstance. The second theme, "Reasons to no involvement" refers to the next stage of consciousness, in which the teacher takes a naive perception of the causes that justify involvement of students with drugs. In addition, the third theme, "Students' preventive possibilities reveal hope" is grounded on the concept of possibility. We conclude that the problem is being transferred, which can be the student-problem or the problem of carrying out actions to prevent drug use. And the drug use prevention relates to how teacher and student realize themselves in their relationship: if as objects, there is between them one oppressive situation that undermines the actions' effectiveness; on the other hand, as human beings, the relationship between teacher and student enables dialogue and respect, which are necessary to practice prevention and provide opportunities to develop a critical autonomy
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JaquelineQMacedo.pdf (2.59 Mbytes)
Data de Publicação
2015-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.