• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Cristina Medeiros
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Lotufo, Tito Monteiro da Cruz (Presidente)
Pereira Filho, Guilherme Henrique
Ramos, Bárbara Segal
Título em português
Dinâmica interanual do epibentos do infralitoral rochoso da Ilha da Trindade
Palavras-chave em português
Comunidade bentônica
Comunidade recifal
Ilhas Oceânicas
Macroalgas
Resumo em português
As comunidades bentônicas concentram a maior parcela da biodiversidade marinha e constituem um elemento essencial da estrutura dos ecossistemas marinhos como um todo. São vários os fatores que influenciam na dinâmica bentônica, como interações competitivas, reprodução, aporte de nutrientes, temperatura, entre outros. Esses fatores regem o funcionamento da comunidade e alterações desses padrões, como pesca e poluição, podem induzir mudanças de fase. Ainda assim, é possível que mudanças de fase façam parte da dinâmica natural, a partir de fenômenos que agem em escalas de tempo maiores. Por esse motivo, torna-se bastante difícil indicar quais fatores podem suscitar mudanças lentas que culminem em diferenças importantes na estrutura das comunidades. Portanto, se fazem necessários estudos de variações temporais de longo prazo para melhor entendimento desses padrões naturais e das mudanças nesses padrões, que podem afetar o funcionamento e a resiliência do ecossistema. Esse tipo de estudo ainda é escasso para ilhas oceânicas brasileiras, sendo mais frequentes estudos de caracterização e de curto prazo. Dada a importância desse tipo de pesquisa, o presente trabalho é o primeiro para a comunidade bentônica recifal de uma série de estudos de longo prazo na ilha da Trindade, e integra o "Programa de Pesquisas Ecológicas de Longa Duração das Comunidades Recifais das ilhas Oceânicas Brasileiras" (PELD-ILOC), com objetivo central de analisar a dinâmica espaço-temporal da comunidade bentônica da ilha da Trindade e descrever sua composição entre os anos de 2013 e 2017. Para tal, foram demarcados quatro sítios em torno da ilha, com três transecções de 20 metros de comprimento em cada um, amostrando uma transecção por profundidade com 10 fotoquadrados em cada transecção. A cobertura bentônica foi avaliada por meio do software CPCe, com identificação dos organismos até o menor nível taxonômico possível, sendo posteriormente agrupados em grupos morfofuncionais. No geral, a comunidade bentônica da ilha da Trindade no período analisado foi dominada por macroalgas (Caulerpa sp., Canistrocarpus cervicornis e Jania sp.), turf e algas calcárias crostosas (Peyssonnelia sp.) e apresenta diferença significativa entre sítios e anos, porém não apresenta diferenças significativas entre as profundidades analisadas. Apesar do dinamismo natural dessas comunidades, foi possível observar diminuição da abundância de organismos bioconstrutores em 2016, que pode ter ocorrido devido ao El-Niño registrado no mesmo período. O ano de 2017 foi o que menos se assemelhou com os demais, apresentando aumento na riqueza, maior diversidade, maior relação entre sítios, grande crescimento na abundância de algas calcárias crostosas e mudança de dominância dentro do grupo de macroalgas, com a substituição da macroalga Caulerpa sp. pela macroalga calcária articulada Jania sp.. Para explicar essas alterações, assim como suas consequências, é necessária a continuação do presente monitoramento, incluindo novas abordagens e metodologias, integrando análises de variáveis físico-químicas e padronização nos estudos para possíveis comparações, o que ajudaria a compreender melhor o comportamento da comunidade bentônica insular oceânica brasileira no geral e responder questões que só podem ser elucidadas a longo prazo.
Título em inglês
Interanual dinamics of the rocky subtidal epibenthic community from Trindade Island
Palavras-chave em inglês
Benthic community
Macroalgae
Oceanic Island
Reef community
Resumo em inglês
Benthic communities host a major fraction of the marine biodiversity, being an essential component in the structure of marine ecosystems. There are several factors that influence the benthic dynamics, such as competitive interactions, reproduction, nutrient, temperature, etc. These factors control the functioning of the community and changes in these patterns can induce phase shifts. Nevertheless, it is possible that phase shifts are part of the natural dynamics, from phenomena that act on larger time scales. So, it is very difficult to indicate which factors can lead to slow changes that affect the structure of communities. Therefore, studies of long-term temporal variations are needed to better understand changes in those patterns that may affect the functioning and resilience of the ecosystem. This kind of study is still scarce for Brazilian oceanic islands, with more frequent characterization and short-term assessments. Hence, the present work is the first one for the benthic reef community of a series of long-term studies in the Trindade Island, and integrates the "Long-term Ecological Research Program of the Reef Communities of the Brazilian Oceanic Islands" (in Portuguese Programa de Pesquisas Ecológicas de Longa Duração das Comunidades Recifais das Ilhas Oceânicas Brasileiras - PELD-ILOC). The present study describes and does a spatio-temporal analysis of the reef benthic community of Trindade Island, assessing the substrate cover dynamics of four sites from 2013 to 2017. Each site was sampled at three depth ranges, with three transects and ten photoquadrats in each transect. Benthic coverage was analyzed using the CPCe software, with organisms identified to the lowest possible taxonomic level, and later grouped into morphofunctional groups. In general, the benthic community of Trindade Island during the analyzed period was dominated by macroalgae (Caulerpa sp., Canistrocarpus cervicornis and Jania sp.), turf and crustose coralline algae (Peyssonnelia sp.) The results showed significant changes among sites and years, however did not show significant changes among depths. Despite the natural dynamism of these communities, it was possible to observe a decrease in the abundance of bioconstructors in the 2016 expedition, which may have occurred because to El-Niño during the same period. The year 2017 was the most different when compared to others years, with an increase in species richness, but also greater diversity, greater similarity among sites, and a pronounced growth in the abundance of crustose coralline algae. In the same year a change in the dominant species was also observed, with the substitution of the macroalgae Caulerpa sp. by the articulated coralline algae Jania sp.. It is important to continue the present monitoring in order to determine the main causes and consequences of these structural changes, including new approaches and methodologies, integrating abiotic variables and standardization in the studies for possible future comparisons, which would help to better understand the behavior of the Brazilian insular benthic oceanic community in general and answer questions that can only be elucidated in the long term.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.