• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.21.2014.tde-09042015-145736
Documento
Autor
Nome completo
Paula Foltran Gheller
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Corbisier, Thais Navajas (Presidente)
Esteves, André Morgado
Gallucci, Fabiane
Sumida, Paulo Yukio Gomes
Vanin, Ana Maria Setubal Pires
Título em português
A meiofauna da baía do Almirantado e áreas adjacentes no estreito de Bransfield (Antártica), com ênfase em Nematoda
Palavras-chave em português
biodiversidade
biomassa de nematóides
distribuição vertical
espécies de nematódeos
meiobentos
morfometria
variabilidade climática
variação batimétrica
Resumo em português
A região da península Antártica possui uma plataforma profunda com características similares ao mar profundo e é uma região muito afetada pela variabilidade climática. Abaixo dos 60 m de profundidade, a meiofauna da baía do Almirantado e do talude adjacente no estreito de Bransfield é desconhecida. Este trabalho visa caracterizar a comunidade da meiofauna, gerando um conhecimento de base sobre sua biodiversidade e estrutura, relacionando com as variáveis ambientais (tipo de sedimento e quantidade/qualidade do alimento). Foi avaliado como a composição e a densidade da meiofauna variaram com a profundidade (100 e 1100 m), verticalmente no sedimento (0-6 cm) e entre dois anos com características climáticas contrastantes (dez/2008 e dez/2009). Também foi analisada a biomassa e diversidade dos Nematoda em nível específico em dez/2008. A densidade da meiofauna e a biomassa de Nematoda foram altas em comparação com outros locais. Houve grande variação na densidade da meiofauna entre os anos. Em dez/2008, ano mais quente, com pouca influência da cobertura de gelo e maior produtividade primária, a densidade variou com a profundidade, sendo alta dentro da baía, com maior concentração de fitodetritos, e baixa no estreito de Bransfield, onde o sedimento foi mais grosso indicando maior hidrodinamismo. Já em dez/2009, ano muito frio, com cobertura de gelo extensa e prolongada, com baixa produtividade primária não houve variação batimétrica da densidade ou das variáveis ambientais. A densidade e diversidade foram mais altas no estrato superficial do sedimento. Foram identificados 83 gêneros de Nematoda, que foram distinguidos em 185 morfoespécies, sendo que a maioria é espécie nova. A diversidade de espécies de Nematoda foi alta, como tem sido reportado para outras regiões antárticas e de mar profundo. A biomassa total de Nematoda foi cinco vezes mais alta que a média mundial, e variou entre as profundidades da mesma forma que a densidade. A biomassa individual, no estrato 0-2 cm, foi baixa na baía e alta no estreito. A morfometria mostrou que os indivíduos são mais longos e finos nas maiores profundidades, tanto batimétrica quanto vertical. A distribuição da meiofauna e da biomassa de Nematoda na área pareceu ser mais afetada por processos físicos (correntes, ressuspensão, topografia íngreme) do que pela quantidade de alimento disponível.
Título em inglês
The meiofauna from Admiralty Bay and adjoining areas in the Bransfield Strait (Antarctica), with focus on Nematoda
Palavras-chave em inglês
biodiversity
climate change
depth variation
meiobenthos
morphometrics
nematode biomass
nematode species
vertical distribution
Resumo em inglês
The Antarctic Peninsula has a deep shelf featuring similar conditions to the deep sea and it is highly affected by climatic variations. At Admiralty Bay and the adjacent slope in the Bransfield Strait, the meiofauna below 60 m depth is unknown. The present study aims to characterize the meiofauna community, and so generate a database on biodiversity and structure through the linkage to environmental variables (sediment type and quantity/quality of food). Composition and density of meiofauna have been evaluated across depth gradient (100 and 1100 m), sediment column (0-6 cm) and two years of contrasting climatic conditions (dec/2008 and dec/2009). Nematode biomass and diversity in specific level have been analyzed exclusively in the dec/2008 samples. Meiofauna density and nematode biomass were higher than in other localities. There was great variation of meiofauna density between the years. In dec/2008, density varied along the depth gradient: higher at the Admiralty Bay and lower at the Bransfield Strait, where the sediment was coarser (indicating high hydrodynamics). This year was the warmest, with weak influence of ice cover, high primary productivity and high phytodetritus concentration. Distinctively, in dec/2009, no bathymetric variation in meiofauna density or environmental variables was observed. This year was the coldest, with an extensive and enduring ice cover and low primary productivity. Density and diversity were higher in the superficial layer of the sediment. In total 83 nematode genera were found, comprising 185 morphospecies, mostly of new species. Species diversity of nematodes was elevated as reported in other Antarctic regions and in the deep sea. Nematode total biomass was five times higher than the global mean values, showing variation along the depth gradient. Individual biomass of layer 0-2 cm was low at the bay and high at the strait. Individuals were longer and thinner in deeper depths and sediment layers. Meiofauna and nematode biomass distributions seem to be more influenced by physical processes (currents, sediment ressuspension, steep topography) than by food availability.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.