• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.21.2010.tde-04082011-153759
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Eduardo Rogacheski
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Tessler, Moyses Gonsalez (Presidente)
Klein, Antonio Henrique da Fontoura
Siegle, Eduardo
Título em português
A dinâmica sedimentar e a caracterização de Zonas de Erosão Acentuada (ZEA) ao longo do arco praial de Massaguaçu, SP
Palavras-chave em português
Praia de enseada
SMC.
SWAN
transporte sedimentar
Resumo em português
Nas últimas décadas, a praia de Massaguaçu vem sofrendo processos erosivos intensos, cujos segmentos possuem taxas de recuo acentuadas, denominadas Zonas de Erosão Acentuada (ZEAs). Partindo deste problema este trabalho se propôs a entender a dinâmica sedimentar do arco praial de Massaguaçu e das possíveis causas de formação e manutenção das ZEAs. A coleta de dados se baseou no levantamento batimétrico e do clima de ondas, bem como no levantamento sonográfico de varredura lateral e na coleta de amostras de sedimento de superfície da antepraia de Massaguaçu. Para processar os dados se optou pela aplicação da modelagem numérica utilizando o modelo SWAN (propagação de ondas em águas profundas) e o modelo SMC (módulos OLUCA, COPLA e EROS, que trabalham, respectivamente, com propagação de ondas em águas rasas, simulação de correntes e simulação de transporte sedimentar). Para a formulação da discussão foram selecionados os 6 (seis) casos que apresentaram as condições de ondas mais representativas. Tais casos mostraram que a dinâmica sedimentar e os processos costeiros responsáveis pela formação e manutenção das ZEAs são controlados por dois padrões distintos de ondas incidentes. O primeiro padrão está relacionado às ondas vindas de NE - E, que geram correntes longitudinais para o sul. Suas correntes longitudinais e transversais à costa são de baixa intensidade resultando em um transporte sedimentar e em variações da morfologia praial menos intensos, além de formar células de circulação em vórtices. O segundo padrão, por sua vez, está relacionado às ondas oriundas SSE - SE - ESSE, cujas correntes litorâneas longitudinais rumam ao norte. Tais correntes longitudinais e transversais à costa, apresentam uma intensidade maior, portanto o transporte sedimentar e as variações da morfologia ao longo do arco praial são maiores bem como as células de circulação em vórtices. Partindo desses resultados, percebeu-se que as ZEAs em Massaguaçu estão ligadas a um possível aumento na frequência e na intensidade das tempestades ao longo das últimas décadas e até o presente momento, não há mecanismos naturais que revertam esta retração da linha de costa.
Título em inglês
The sediment dynamics and the characterization of erosional Hot Spot (EHS) in Massaguaçu beach, SP
Palavras-chave em inglês
Embayment beach
sediment transport
SMC
SWAN
Resumo em inglês
Over the past decades in Massaguaçu beach has happening a strong erosion process with segments that have higher retreat rates, commonly termed as Erosional Hot Spots (EHSs). This research aims the understanding of the sedimentary dynamics along the Massaguaçu embayment and also the possible causes of the formation and maintenance of the EHSs. The methodology was separately on two steps. At first we collected bathymetry, wave and side-scan sonar data, and samples of the surface sediments from the shoreface of Massaguaçu beach. Later, to analyze majority data, we chose to use numerical modeling based on the SWAN model (propagation of waves in deep water) and SMC model (modules OLUCA, COPLA and EROS, that work respectively with the propagation of waves in shallow water, the simulation of currents and finally the simulation of sediment transport). After modeling, we were able to select the 6 (six) most representative wave conditions cases. Those results show that the control of the sediment dynamics and the coastal processes responsible for the formation and the maintenance of ZEA are based on the characteristics of the incident waves. On trying to explain that process, it was possible to recognize two distinct patterns. The first pattern observed is associated with the NE - E waves, generating longshore currents to the south. In this case, both the longshore and the crosshore currents are less intense, forming cells circulation in vortex, resulting in minor variations in sediment transport and beach morphology. The second pattern is related with the SSE - SE - ESE waves, generating longshore currents to the north. In this case both the longshore and the crosshore currents are more intense, although still with occurrence of forming cells circulation in vortex, resulting in a larger sediment transport and morphological changes along the beach. Finally, what we have seem was that the ZEAs in Massaguaçu are possibly linked to a potential increment on storms frequency and intensity over the past decades and unfortunately, at present, there is still no mechanism to recover this natural retreat of the coastline.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DISSERTACAO_FINAL.pdf (13.63 Mbytes)
Data de Publicação
2011-10-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.