• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.21.2006.tde-30102006-171913
Documento
Autor
Nome completo
Sandra Motikawa
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Lemos, Daniel Eduardo Lavanholi de (Presidente)
Ngan, Phan Van
Valenti, Wagner Cotroni
Título em português
"Digestibilidade proteica de rações comerciais para o camarão rosa Farfantepenaeus paulensis Pérez-Farfante (1967): avaliação por métodos in vivo e in vitro"
Palavras-chave em português
camarão-rosa
cultivo experimental
digestibilidade
enzimas digestivas
Farfantepenaeus paulensis
método in vitro
proteína
rações
Resumo em português
O cultivo do camarão-rosa Farfantepenaeus paulensis pode ser viabilizado com alimentos de boa digestibilidade proteica, por melhorar o rendimento e reduzir a liberação de resíduos no meio ambiente. Um método in vitro que utiliza o titulador pHstat e enzimas digestivas da espécie estudada para avaliar a digestibilidade proteica, obteve resultados comparáveis aos alcançados pelo cultivo de salmonídeos e camarões (Litopenaeus vannamei). No presente trabalho de suporte nutricional ao camarão autóctone F. paulensis, analisou-se a performance de cultivo dessa espécie em relação a três rações comerciais, verificou-se a previsibilidade do método in vitro de digestibilidade proteica e complementou-se os conhecimentos metodólogicos dessa técnica. Nos resultados, a performance de cultivo diferiu conforme a ração empregada e houve correlação (R2=0,55) entre os dados in vivo e in vitro de digestibilidade proteica para duas rações, sendo uma terceira ração excluída da análise devido às suas propriedades físicas, que possivelmente afetaram apenas a digestibilidade proteica in vivo. Os resultados obtidos com as enzimas empregadas no método in vitro diferiram pouco conforme a ontogênese, fonte alimentar e estado nutricional dos camarões. Os presentes resultados indicam que o método in vitro ainda não substitui o cultivo experimental, mas pode auxiliar na busca por alimentos adequados.
Título em inglês
Protein digestibility of commercial feeds for the pink shrimp Farfantepenaeus paulensis: evaluation by in vivo and in vitro methods.
Palavras-chave em inglês
protein
digestibility
digestive enzymes
experimental culture
Farfantepenaeus paulensis
feeds
in vitro method
Resumo em inglês
Culture of pink shrimp Farfantepenaeus paulensis can be achieved by digestible feeds that may result in higher yields and reduced residual nutrient release into the environment. An in vitro method to assess protein digestibility in a pH-stat reaction involving enzyme extracts of the target species was previously found to preview in vivo apparent protein digestibility in salmonids and shrimp Litopenaeus vannamei. The present survey explored culture performance of F. paulensis fed three commercial shrimp feeds and checked the potential of the pH-stat method to preview apparent protein digestibility. Moreover, the suitability of using hepatopancreas enzyme extracts was assessed in terms of shrimp ontogenesis, nutritional status (fed/unfed) and diet history. Culture performance differed among feeds and a correlation (R2=0.55) was found between in vivo and in vitro protein digestibility in two of the tested feeds. The remaining feed was excluded from analysis due to technical constraints that possibly affected apparent in vivo protein digestibility and culture performance. Shrimp hepatopancreas enzyme extracts employed for in vitro assays were not affected by ontogenesis, nutritional status and diet history. Though the in vitro method still cannot replace experimental rearing trials it can further assist in the search for adequate feedstuffs for shrimp rearing.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-10-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.