• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.18.2018.tde-16042018-103130
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Ferreira Caixe
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2018
Orientador
Banca examinadora
Kalatzis, Aquiles Elie Guimarães (Presidente)
Kirch, Guilherme
Krauter, Elizabeth
Laurini, Marcio Poletti
Pellicani, Aline Damasceno
Título em inglês
The effect of ownership-control divergence on investment sensitivity to idiosyncratic risk: evidence from an emerging economy
Palavras-chave em inglês
Agency problems
Emerging economy
Idiosyncratic risk
Investment decisions
Ownership-control divergence
Resumo em inglês
This study investigates the moderating role of the agency conflict between controlling and minority shareholders on the investment-risk relationship. When the ownership-control structure is concentrated, the agency theory indicates that the separation between cash-flow rights and voting rights induces the controlling shareholder to extract private benefits. To assess the effect of ownership-control divergence on the investment-risk relation, we use system generalized method of moments estimator (SYS-GMM) in longitudinal data from 412 Brazilian firms between 1997 and 2010. Our results show that investment is less sensitive to idiosyncratic risk for companies in which the largest shareholder presents high levels of ownership-control divergence. The impact of excess voting rights on the investment-risk sensitivity holds after we group firms according to distinct corporate governance and financial characteristics, such as financial constraints, family control, board independence, and the type of control-enhancing mechanism. Board independence does not affect controlling shareholders' behavior toward risky investments. Among the control-enhancing mechanisms, the issuance of dual class shares is the main driver of the lower investment sensitivity to idiosyncratic risk. Our findings are consistent with entrenchment effects in the sense that dominant shareholders may select riskier projects when investing other people's money, which have both managerial and policy implications.
Título em português
O efeito da divergência propriedade-controle na sensibilidade do investimento ao risco idiossincrático: evidência de uma economia emergente
Palavras-chave em português
Decisões de investimento
Divergência propriedade-controle
Economia emergente
Problemas de agência
Risco idiossincrático
Resumo em português
Este estudo investiga o papel moderador do conflito de agência entre acionistas controladores e minoritários no relacionamento investimento-risco. Quando a estrutura de propriedade e controle é concentrada, a teoria da agência indica que a separação entre direitos de fluxo de caixa e direitos de voto induz o acionista controlador a extrair benefícios privados. Para avaliar o efeito da divergência propriedade-controle na relação investimento-risco, utilizamos o estimador de método dos momentos generalizado sistêmico (MMG-SIS) em dados longitudinais de 412 empresas brasileiras entre 1997 e 2010. Nossos resultados mostram que o investimento é menos sensível ao risco idiossincrático para empresas em que o maior acionista apresenta altos níveis de divergência propriedade-controle. O impacto dos direitos de voto em excesso na sensibilidade investimento-risco mantém-se após agruparmos as empresas de acordo com características de governança corporativa e financeiras, tais como restrições financeiras, controle familiar, independência do conselho e o tipo de mecanismo para aumento do controle. A independência do conselho não afeta o comportamento dos acionistas controladores em relação a investimentos arriscados. Entre os mecanismos para aumento do controle, a emissão de duas classes de ações é a principal direcionadora da menor sensibilidade do investimento ao risco idiossincrático. Nossas descobertas são consistentes com os efeitos de entrincheiramento no sentido de que os acionistas dominantes podem selecionar projetos mais arriscados ao investirem o dinheiro de outras pessoas, o que tem implicações gerenciais e políticas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-06-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.