• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.18.2017.tde-07072017-095017
Documento
Autor
Nome completo
Cláudia Andressa Cruz Affonso
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2017
Orientador
Banca examinadora
Amaral, Daniel Capaldo (Presidente)
Ferreira, Marcelo Gitirana Gomes
Moura, Daniel Braatz Antunes de Almeida
Santos, Aguinaldo dos
Silveira, Zilda de Castro
Título em português
Gestão de configuração e colaboração em plataformas de apoio às comunidades Open Source Design
Palavras-chave em português
Colaboração
Desenvolvimento de produto
Gestão de configuração
Objetos de fronteira
Plataformas
Resumo em português
Open Source Design (OSD) é uma estratégia de desenvolvimento adotada por comunidades que desenvolvem produtos manufaturados colaborativamente, em um regime copyleft e rede peer to peer virtual. O resultado é um conjunto de informações capazes de permitir a fabricação remota em que o usuário pode construir o seu produto, ao invés de um sistema produtivo específico previamente definido, como no desenvolvimento tradicional. A tangibilidade e a distância física entre desenvolvedores impõem barreiras à colaboração, mas avanços como a tecnologia de impressão 3D fez surgir plataformas virtuais para o compartilhamento de arquivos que tornam esta realidade possível. O número deste tipo de plataformas é significativo e há problemas na delimitação teórica do fenômeno e questões em aberto. No desenvolvimento OSD faz-se necessário o uso de objetos de fronteira (Boundary Objects – BOs). Qual o papel destes objetos? Eles estão presentes nas plataformas citadas? As plataformas existentes possuem recursos para a gestão destes objetos? Quais as características que estas plataformas devem apresentar para viabilizar o desenvolvimento OSD? Este trabalho reúne um conjunto de investigações para elucidar as questões acima. Por meio de um estudo de caso inicial e revisões sistemáticas, os conceitos foram analisados e propostos teoricamente. Por meio de um levantamento de 686 projetos de seis comunidades OSD diferentes hospedadas na plataforma Thingiverse, auxiliado por uma análise de conteúdo sobre a relação entre plataforma e colaboração, em seis projetos de diferentes plataformas, foi possível discutir o papel das plataformas utilizadas por comunidades OSD. Discute-se a relação com o desempenho do projeto e com a colaboração alcançada, identificando-se problemas potenciais e soluções latentes. Os resultados indicam que as plataformas estudadas, entre as mais difundidas, apresentam limitações. Finalmente, por meio da análise conjunta dos resultados, à luz das práticas de gestão de configuração existentes no desenvolvimento tradicional, foi possível identificar uma lista de propriedades latentes, que poderiam ser incorporadas nas plataformas, como: estrutura do produto, versionamento, ferramentas de armazenamento e rastreabilidade, auditoria, controle da configuração e governança da interface. As propriedades identificadas são uma contribuição importante para a inserção em ferramentas de design colaborativo.
Título em inglês
Configuration Management (CM) and collaboration on platforms to support Open Source Design (OSD) communities
Palavras-chave em inglês
Boundary objects
Collaboration
Configuration management
Platforms
Product development
Resumo em inglês
Open Source Design (OSD) is a strategy adopted by communities that develop collaboratively manufactured products in a copyleft conditions and on a peer to peer network. The result is a set of information that allow the remote manufacturing where the users can build their own products, despite of a specific productive system previously defined as the traditional development. The tangibility and the geographic distance among developers impose barriers on the collaboration, on the other hand technology breakthroughs in the 3D printer technology made arise virtual platforms to share files that made this reality achievable. The number of these types of platforms is increasing and there are difficulties to delimitating of the phenomenon and there are gaps that need investigation. Is required the use of BOs in OSD development? What is the role of these BOs? Are they used in the mentioned platforms? Do the current platforms have features to the management of BOs? Which features must these platforms have to make feasible the OSD development? This thesis gathers an amount of investigations to elucidate the questions above. Through an initial study of case and systematic revisions, the concepts were analyzed and theoretically proposed. There was collected information of 686 projects from 6 different OSD communities hosted on the Thingiverse platform; in complement a content analysis about the relation between the platform and collaboration in six projects of three different platforms, to discuss the role of the platforms used for OSD communities. It is discussed the relation between the performance project with the collaboration, identifying the potential problems and the latent solutions. The result indicates that the investigated platforms, even the most widespread, present limitations. Finally, using a combined analysis of the results, according to the practices of management configuration existent in the traditional development, it was possible to identify a list of features that could be incorporated in the platforms, such: product structure, versioning, storage tools and traceability, audits, control configuration, governance. The identified features are important contributions to the insertion in tools of collaborative design.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-07-13
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • AFFONSO, C. A. C., and Daniel C. Amaral. Boudary objects in open source design: experiences from OSE community. In International conference on engineering design, Milão, 2015. INTERNATIONAL CONFERENCE ON ENGINEERING DESIGN,.Inglaterra : Elsevier, 2015. Available from: http://iced2015.org/.
  • AFFONSO, C. A. C., e AMARAL, D. C. CARACTERIZAÇÃO DE REPOSITÓRIOS COMO BOUNDARY OBJECTS PARA COMUNIDADES OPEN SOURCE DESIGN. In Congresso brasileiro de inovação e gestão de desenvolvimento de produtos, Itajubá, 2015. Congresso brasileiro de inovação e gestão de desenvolvimento de produtos.Belo Horizonte MG : IGDP, 2015. Dispon?vel em: http://cbgdp.pandoapps.com.br/wp-content/uploads/2015/07/Artigo_CBGDP2015-2.pdf.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.