• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.18.2010.tde-21042010-193924
Documento
Autor
Nome completo
Fabíola de Oliveira Aguiar
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2010
Orientador
Banca examinadora
Silva, Antônio Nélson Rodrigues da (Presidente)
Ferreira, Marcos Antonio Garcia
Maia, Maria Leonor Alves
Mendes, José Fernando Gomes
Sorratini, José Aparecido
Título em português
Acessibilidade relativa dos espaços urbanos para pedestres com restrições de mobilidade
Palavras-chave em português
Acessibilidade
Mobilidade
Pedestres
Pessoas com deficiência
Pessoas com restrições de mobilidade
Resumo em português
O presente trabalho trata da acessibilidade relativa dos espaços urbanos para pedestres com restrições de mobilidade. Reconhecendo-se que estes espaços são deficientes no aspecto da mobilidade potencial dos pedestres e que a situação é agravada dependendo das características de locomoção desses indivíduos, a hipótese do trabalho considera que estas deficiências podem ser amenizadas se for possível mensurar os seus efeitos para os grupos de pedestres com alguma dificuldade de locomoção. Para tanto, o objetivo desta pesquisa foi propor um modelo de avaliação capaz de mapear a acessibilidade relativa dos caminhos de pedestres, considerando-se as condições de mobilidade potencial de grupos de indivíduos selecionados. O estudo foi voltado para pessoas com deficiência física (cadeirantes), com deficiência visual (cegos) e com restrição de mobilidade (idosos), usando como referência as pessoas sem restrições de mobilidade. O modelo foi proposto com base na aplicação do método de avaliação multicritério que teve como complementação um estudo que resultou na proposição de níveis de acessibilidade relativa. Este modelo foi desenvolvido em ambiente SIG de forma a proporcionar a visualização das relações entre os ambientes urbanos de acordo com as condições de mobilidade para cada grupo de usuários selecionados. O modelo foi aplicado em dois campi universitários, um no Brasil e outro em Portugal, e validado com a adoção de dois métodos que verificaram sua aplicabilidade. Os resultados indicaram que o modelo é adequado e promissor, pois possibilita obter indicadores ou índices de acessibilidade relativa para a caracterização das condições de mobilidade potencial de pedestres.
Título em inglês
Relative accessibility to urban spaces for pedestrians with mobility constraints
Palavras-chave em inglês
Accessibility
Mobility
Pedestrians
Pedestrians with disabilities
People with mobility constraints
Resumo em inglês
The present works focus on the relative accessibility of urban open spaces for pedestrians with mobility constraints, based on the premise that urban open spaces are deficient with regard to the potential mobility of pedestrians and also that the situation can be aggravated by the particular travel conditions of the individuals. Therefore, the urban spaces deficiencies can be properly reduced if it is possible to assess their effect on the group of pedestrians with mobility limitations. In order to do so, the objective of this study was to formulate an evaluation model for mapping the relative accessibility of pedestrians' pathways, in which the potential mobility conditions of particular groups were taken into account. The following groups of pedestrians were considered: wheelchair users, with visual disabilities, and with mobility constraints (e.g., elderly). Users without mobility constraints formed the control group taken as a reference of accessibility. The proposed model was initially based on a multicriteria evaluation, which was subsequently adjusted to show levels of relative accessibility. The entire model was developed in a Geographic Information System environment, what allows a visual comparison of the urban spaces conditions for the different groups of selected users. The method was applied in two university campuses, one in Brazil and one in Portugal, and the validation process involved two different methods. The results suggest that the model is an adequate and promising alternative to assess the potential mobility of particular pedestrians groups through the relative accessibility levels of urban open spaces.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese.pdf (3.43 Mbytes)
Data de Publicação
2010-05-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.