• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.18.2014.tde-08072014-121712
Documento
Autor
Nome completo
Mateus Brito Gama
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2014
Orientador
Banca examinadora
Widmer, João Alexandre (Presidente)
Lazzarini, Camilla Miguel Carrara
Musetti, Marcel Andreotti
Título em português
Avaliação econômica e energética da distribuição direta do etanol hidratado no Estado de São Paulo
Palavras-chave em português
Custo
Distribuição
Economia de transportes
Energia
Etanol hidratado
SIG
Resumo em português
Na busca por soluções que minimizem os impactos ambientais, causados especialmente por atividades da economia que dependem integralmente de alguma fonte de energia para funcionar, surgem novas alternativas de caráter renovável. No caso do setor de transportes, que se destaca na emissão de gases efeito estufa, o etanol hidratado proveniente da cana de açúcar tem se mostrado como uma opção à gasolina. Entretanto, para torná-lo competitivo no mercado, o etanol deve ser viável em termos econômicos e energéticos em todas as etapas da cadeia de suprimento. Na distribuição do etanol hidratado no mercado nacional, há uma importante restrição na regulamentação do setor, que determina que o etanol produzido nas usinas tenha passar por bases de distribuição antes de chegar aos centros de consumo, impedindo a entrega direta do mesmo. Assim, a presente pesquisa teve como objetivo investigar os ganhos econômicos e energéticos da distribuição direta do etanol hidratado no estado de São Paulo. Para isso foram criados dois cenários de avaliação, o primeiro, representando o sistema atual de distribuição e o segundo representando a entrega direta. Na avaliação dos cenários foi desenvolvido um modelo custo e outro de gasto energético. A partir dos cálculos realizados, obteve-se um custo de R$ 559,09 mi para o Cenário 1, e de R$ 295,62 mi para o Cenário 2, o que resultou em um ganho de R$ 263,46 mi a partir da entrega direta. Apesar do ganho, sabe-se que a viabilização da entrega direta depende da implementação de novas estruturas, o que implicaria em novos custos. Neste caso o ganho real estaria no custo de transportes, que representa cerca de R$ 137,33 mi. Com relação ao gasto energético, o Cenário 1 resultou em 1,69 bi de MJ, e o Cenário 2 em 1,22 bi de MJ, representando um ganho de 469,4 mi de MJ. Comparando este ganho com outros valores divulgados na literatura para a mesma etapa da cadeia, observa-se que há grande divergência entre os mesmos. Outro aspecto observado foi a pouca representatividade do gasto energético da etapa de distribuição, quando comparada com a etapa agrícola.
Título em inglês
Economic and energetic evaluation of direct distribution of hydrous ethanol in the State of São Paulo
Palavras-chave em inglês
Cost
Distribution
Energy
GIS
Hydrous ethanol
Transportation economy
Resumo em inglês
In the search for solutions that minimize environmental impacts, especially caused by economic activities that are completely dependent on any source of energy to operate, new alternatives of renewable character emerge. In the case of the transport sector, which stands in the greenhouse gases emissions, the hydrous ethanol from sugar cane has been shown to be an option to gasoline. However to make it competitive in the market, it should be feasible in economic and energetic terms in all steps of the supply chain. In the scenario of distribution of hydrous ethanol in the domestic market, there is an important legal restriction on the regulation of the sector, which states define that ethanol produced in plants must go through distribution bases before coming to consumption centers , preventing the direct delivery. The present study aimed to investigate the economic and energetic gains of direct distribution of hydrous ethanol in the state of São Paulo. For this evaluation two scenarios were created, them first, representing the current distribution system, and the second, representing the direct delivery. To evaluate both scenarios, a cost and an energy consumption models were developed. From the calculations performed, it was obtained a cost of R$ 559,09 million to Scenario 1, and R$ 295,62 million to Scenario 2, which resulted in a gain of R$ 263,46 million from direct delivery. Despite the gain, it is known that the feasibility of direct delivery depends on the implementation of new structures which would imply on new costs. In this case the real gain would be at the cost of transport, which accounts for approximately R$ 137,33 million. With respect to energy consumption, the Scenario 1 resulted in 1,69 billion of MJ, and Scenario 2 in 1,22 billion of MJ, which represents a gain of 469.4 million of MJ . Comparing this gain with other values reported in the literature for the same step of the supply chain, it is observed that there is a great difference between them. Another significant aspect is the low representativeness of the energy consumption of the distribution step, when compared with the agricultural step.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-07-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.