• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.18.2010.tde-05012011-155939
Documento
Autor
Nome completo
Ricardo José Alexandre Simon Ciaco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2010
Orientador
Banca examinadora
Lopes, João Marcos de Almeida (Presidente)
Bitencourt Filho, Fábio Oliveira
Fabricio, Márcio Minto
Título em português
A arquitetura no processo de humanização dos ambientes hospitalares
Palavras-chave em português
Arquitetura hospitalar
Conforto
Edifícios hospitalares
Humanização
João Filgueiras Lima
Lelé
Projetos hospitalares
Utente
Resumo em português
A questão da humanização hospitalar parece ser temática bastante recorrente hoje, nas ciências da saúde, bem como na arquitetura. Este estudo visa compreender, através de um olhar voltado para a arquitetura, a estruturação e as práticas dos processos de humanização nos ambientes hospitalares. Para tanto, realizam-se incursões teóricas para melhor precisar o conceito de humanização em uma abordagem arquitetônica, tanto na perspectiva do utente, quanto na do trabalhador da saúde, bem como se realiza uma revisão da legislação que trata do assunto, visando uma melhor compreensão do papel do Sistema Único de Saúde no processo de humanização hospitalar. Ainda a partir de uma abordagem teórica, procura-se estabelecer parâmetros que possibilitem avaliar se estabelecimentos assistenciais de saúde podem ou não ser considerados humanizados, tentado-se elencar os requisitos básicos para se desenvolver uma arquitetura eficiente quanto à humanização desse ambientes. A partir dos referenciais teóricos da humanização hospitalar nas suas relações com a arquitetura, parte-se para uma análise de campo que permita, a partir das práticas em curso nos hospitais, verificar se há efetivamente uma preocupação de desenvolvimento e implantação de uma arquitetura voltada para a questão da humanização, bem como se os requisitos arquitetônicos apontados teoricamente dão conta e são suficientes para se pensar em uma arquitetura com tal propósito. Nossa hipótese é a de que como nos hospitais públicos há menor disponibilidade de recursos, a preocupação com a humanização volta-se exclusivamente para os princípios essenciais e básicos de uma arquitetura preocupada com questão, sendo esses princípios arquitetônicos por si sós já suficientes para garantir um nível adequado de humanização no ambiente hospitalar. Desta maneira, o corpus de análise volta-se para o sistema público de saúde, elencando-se quatro estabelecimentos assistenciais de saúde que atendem preferencialmente usuários do SUS, em diferentes portes e complexidades operacionais, possibilitando assim uma visão prática mais abrangente. São eles o Hospital Escola Municipal de São Carlos, o Hospital do Câncer de Barretos, a Santa Casa de Porto Alegre e a Santa Casa de São João da Boa Vista. Desta forma, espera-se então entender se nos hospitais destinados ao atendimento público a presença da arquitetura, por meio de requisitos básicos, é eficiente na humanização dos ambientes. E, por fim, fornecer subsídios para a estruturação de uma arquitetura hospitalar mais eficiente na questão da humanização.
Título em inglês
The architecture in the process of humanization of hospitalar ambients
Palavras-chave em inglês
Comfort
Hospitalar architecture
Hospitalar edifice
Hospitalar project
Humanization
João Filgueiras Lima
Lelé
Patient
Resumo em inglês
The matter of hospitalar humanization seems to be subject quite recurring nowadays in the sciences of health, as well as in architecture. This study aims to understand through the architecture point of view the structuring and the practices of the humanization process within the hospitalar ambient. For this intention, it will be realized theoretical incursions for better precise the concept of humanization in an architectonical approach, either through the patient or the employee of the health area perspectives, as well as it will be revised the legislation about the subject in order to better comprehend the function of the Sistema Único de Saúde (SUS) within the process of hospitalar humanization. Still through a theoretical approach, it is expected to establish parameters that make possible to evaluate if the health buildings either or not can be considered humanized, trying to map the basic requirements for the development of an efficient architecture focused on the humanization of hospitalar ambients. From this theoretical approach of the hospitalar humanization within its relationship with architecture, a field analysis is implemented in order to verify in the hospitalar practices if there is a real concern in developing and implementing an architecture focused on the humanization, as well as if the architectonic requirements identified in the theory were enough to reflect an architecture with this intention. Our hypothesis is that since the public hospitals have lower availability of resources, the concern with the humanization is exclusively related to the essential and basic principles if an architecture worried with the issue, being these architectonic requirements enough for ensuring an adequate level of humanization of the hospital ambient. Thus the analysis corpus will be the public health system, considering four hospitals that serve preferentially SUS patients, with different sizes and complexity of operation: Hospital Escola Municipal de São Carlos, Hospital do Câncer de Barretos, Santa Casa de Porto Alegre and Santa Casa de São João da Boa Vista. We expect to understand if in these public hospitals the presence of the basic architectonic requirements are enough and sufficient for the humanization of the ambients. At last, we intend to provide contribution for the development of a hospitalar architecture more efficient and worried with the question of humanization.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-01-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.