• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.18.2004.tde-30012009-085837
Documento
Autor
Nome completo
Adriana Bertoldi Carretto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2004
Orientador
Banca examinadora
Guerrini, Fábio Müller (Presidente)
Kalatzis, Aquiles Elie Guimarães
Paulillo, Luiz Fernando de Oriani e
Título em português
Formação e gerência de redes de cooperação entre firmas. Identificação das variáveis do paradigma cooperação/competição: estudo de caso exploratório nos minidistritos industriais de São José do Rio Preto
Palavras-chave em português
Cooperação e competição
Rede de cooperação entre firmas
Resumo em português
As mudanças nos posicionamentos políticos e econômicos mundiais transformaram as configurações de mercado. A concorrência tornou-se mais acirrada, e aliada ao desenvolvimento tecnológico, passaram a exigir das empresas uma reestruturação organizacional e nos modos de gestão. O intuito foi torná-las mais ágeis, flexíveis e dinâmicas para compatibilizar sua organização aos padrões internacionais de produtividade, competitividade e qualidade. Neste contexto, surgiram as redes de cooperação entre firmas. Como definição elas são organizações virtuais e horizontais, com firmas dispostas em posições simétricas ou assimétricas. Normalmente, elas estão instaladas em diversas localidades e dispõem seus processos de produção interligados. O interesse comum a estas firmas é atuarem de forma cooperada, numa parceria. Ao atuarem como cooperadas, elas obtêm vantagens competitivas e partilham informações, conhecimento e tecnologia. Essa parceria pode ser, muitas vezes, composta por uma relação frágil existindo a possibilidade de se desfazer a qualquer momento. Essa instabilidade expõe as firmas a um dilema, que consiste em agirem como cooperadas ou competidoras. A instauração do paradigma cooperação/competição, numa rede de cooperação entre firmas, ocorre pela natureza da ligação que une os componentes dessa rede. Assim, ao identificar as variáveis endógenas (comportamentais) e exógenas (custos de transação e ambientes institucionais) que compõem o paradigma cooperação/competição o processo de formação de redes de cooperação entre firmas pode ser compreendido. Além de um estudo teórico sobre o assunto, haverá uma identificação empírica das variáveis, através de um estudo de caso referente aos minidistritos industriais e de serviços, da cidade de São José do Rio Preto.
Título em inglês
Formation and management of co-operation networks inter-firms. The identification of the variables of the paradigm co-operation /competition: study of case exploration the mini-distrits industrial from São José do Rio Preto
Palavras-chave em inglês
Co-operation and competition
Co-operation networks inter-firms
Resumo em inglês
The changes in the world political and economic positioning have transformed the market configurations. Competition has became tougher and, along with the technological development, started to demand organizational restructuring of the businesses and the managerial modes. The goal was to make them more agile, flexible and dynamic to make the organization compatible to the international standards of productivity, competition and quality. In this context came the intra-firm cooperation networks. As a definition, they are virtual and horizontal organizations, being displayed in symmetric or asymmetric positions. Normally they are installed in different places and have their production processes interconnected. The common interest of these firms is to work on a cooperated basis, in a partnership. By working on a cooperated basis they obtain cooperative advantages and share information, knowledge and technology. Many times this partnership can be made up of a frail relationship having the possibility of dissolving at any moment. This instability exposes the firms to a dilemma which consists in acting as either cooperated or competitors. The instauration of the paradigm cooperation/competition, inside an intrafirm cooperation network, occurs upon the nature of the connection which binds the components to this net. Thus, in identifying the endogenous (behavioral) and exogenous (transaction costs and institutional environment) which make up the paradigm cooperation/competition, the intra-firm cooperation network formation process can be understood. Aside from a theoretical study about the issue, there will be an empiric identification of the variables through a case study referent to the mini-districts industrial and of services from the city of São José do Rio Preto.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-02-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.