• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.18.2006.tde-27042006-105343
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Moccellin
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2006
Orientador
Banca examinadora
Calijuri, Maria do Carmo (Presidente)
Bubel, Anna Paola Michelano
Domingos, Mario Donizeti
Título em português
A microbacia do rio Jacupiranguinha como unidade de estudo para a sustentabilidade dos recursos hídricos no Baixo Ribeira de Iguape - SP
Palavras-chave em português
microbacia hidrográfica
rio Jacupiranguinha
sustentabilidade dos recursos hídricos
teorias ecológicas
Vale do Ribeira de Iguape
Resumo em português
Os recursos hídricos são considerados bem comum e, por isso, devem ser geridos de forma integrada; garantindo, assim, aproveitamento otimizado com mínimo de conflitos. O objetivo deste trabalho foi estudar o comportamento de variáveis limnológicas na microbacia do rio Jacupiranguinha (município de Cajati – SP, Baixo Ribeira de Iguape), em quatro períodos hidrológicos distintos, com base nas teorias ecológicas de ecossistemas fluviais. As coletas foram realizadas em janeiro (verão), abril (outono), julho (inverno) e setembro (primavera) em onze pontos, no eixo longitudinal do rio Jacupiranguinha, com alguns abrangendo locais após lançamentos de efluentes de indústrias e esgoto doméstico, um ponto no rio Guaraú e um ponto no rio Jacupiranga. Levando-se em conta a sazonalidade a maior precipitação ocorreu em janeiro (305 mm), como era esperado, seguida pelas de setembro (266 mm), julho (119 mm) e abril (115 mm). Vazão e velocidade de escoamento tiveram relação direta com a precipitação e a vazão aumentou de montante à jusante, devido à contribuição de efluentes. A devastação da mata ciliar ocasionou incidência uniforme de radiação solar em todo o eixo longitudinal do rio Jacupiranguinha, além de facilitar a entrada de sólidos suspensos para o rio, principalmente no período chuvoso. Este rio recebe efluentes domésticos e de uma indústria de fertilizantes, que gera uma descontinuidade de fluxo de seus nutrientes da cabeceira à foz. Altos valores de condutividade, e dos compostos de fósforo a partir da entrada do efluente da indústria de fertilizantes indicam que ele muda as características do rio nos pontos à jusante deste e, por isso, é possível dividir o eixo longitudinal do rio Jacupiranguinha em duas regiões. A análise do sedimento revelou maiores concentrações de nitrogênio total no mês de setembro, provavelmente devido à entrada de carga alóctone ocasionada pelas chuvas e maiores concentrações de fósforo total foram obtidas no período seco. A comunidade bentônica apresentou variação temporal, provavelmente, devido a fatores hidráulicos, como vazão e velocidade de escoamento. O aumento da riqueza e diversidade no período de chuvas, provavelmente ocorreram em função do revolvimento do substrato que, neste período era composto por partículas mais finas. A baixa riqueza e diversidade de espécies encontradas no rio Jacupiranguinha nos demais períodos indica comprometimento da qualidade da água neste sistema
Título em inglês
The Jacupiranguinha river micro basin as an ecological unit for the sustainability of water resources in Low Ribeira de Iguape Valley – São Paulo, Brazil
Palavras-chave em inglês
conceptual structures of stream ecosystems
Jacupiranguinha river
micro basin
Ribeira de Iguape valley
sustainability of water resources
Resumo em inglês
Water resources are a well good, so they should be managed in an integrated form, guaranteeing their optimized use, with less conflict. The aim of this work was to study the behavior of limnological variables in the Jacupiranguinha river micro basin (Cajati city, São Paulo, Low Ribeira de Iguape Valley) in four different hydrological periods based on the conceptual structures of stream ecosystems. Samples were colleted in January (summer), April (autumn), July (winter) and September (spring) in 11 points throughout the river, in points with discharge of sewage and industrial effluents, 1 point on Jacupiranga river and 1 on Guaraú river. Considering seasonality the higher precipitation occurred on January (305 mm), like it was expected, followed by that on September (266 mm), July (119 mm) and April (115 mm). Drainage speed and discharge were positively related with precipitation and there were an increase from headwaters to mouth in discharge because of the entrance of effluents. The absence of the riparian vegetation caused uniform incidence of solar radiation throughout the entire river channel; besides, it had facilitated the entrance of suspended solids (allochthonous input) during rainy season. The fertilizing industry, located in Cajati city, causes a discontinuity flow of nutrients in the river. High conductivity values and phosphorus compounds from the industry effluents change the continuum of the river and allow its section in two regions: before and after the industry effluent entrance. The sediment analysis revealed higher nitrogen concentrations on September, probably because the allochthonous input occasioned by the rain and higher phosphorous concentration was found on dry season. The benthic community presented temporal variation probably due to hydraulic factors as discharge and speed drainage. The increase of richness and diversity on rainy season is due to the suspension of organic matter cumulated on sediment. The low species richness and diversity in the other seasons on Jacupiranguinha river indicate that the water quality is not so good
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Moccellin.pdf (4.88 Mbytes)
Data de Publicação
2006-05-12
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • CALIJURI, M. C., et al. Nutrients and chlorophyll-a concentrations in tropical rivers of Ribeira de Iguape Basin, SP, Brazil. Acta Limnologica Brasiliensia, 2008, vol. 20, p. 131-138.
  • MOCCELLIN, Juliana, and CALIJURI, M. C. Land use influence on water quality in two sub-basins of Ribeira Valley, São Paulo, Brazil. In 2nd International Multidisciplinary Conference on Hydrology and Ecology (HydroEco 2009), Viena, 2009. Anais 2nd International Multidisciplinary Conference on Hydrology and Ecology (HydroEco 2009).Viena : Bruthans-Kovar-Nachtnebel, 2009. Abstract.
  • CUNHA, Davi Gasparini Fernandes, et al. Comparação entre as características químicas do sedimento dos rios Jacupiranga, Jacupiranguinha, Pariquera-Açu, e Canha, Vale do rio Ribeira de Iguape, SP. In Calijuri, Maria do Carmo, Miwa, Adriana Cristina Poli, e Falco, Patricia Bortoletto. Subsídios para a sustentabilidade dos recursos hídricos: um estudo de caso em sub-bacias do Baixo Ribeira de Iguape, São Paulo, Brasil. Organizador. São Carlos : Escola de Engenharia de São Carlos, 2009{Volume}. cap. 1, p. 109-121.http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-27042006-105343/
  • CALIJURI, M. C., CUNHA, Davi Gasparini Fernandes, e MOCCELLIN, Juliana. Fundamentos Ecológicos e Ciclos Naturais. In Maria do Carmo Calijuri, e Davi Gasparini Fernandes Cunha. Engenharia Ambiental: Conceitos, Tecnologia e Gestão. Organizador. Rio de Janeiro : Elsevier, 2012{Volume}. cap. 1, p. 131-159.http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-27042006-105343/
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.