• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.18.2003.tde-07122006-092537
Documento
Autor
Nome completo
Marcio Antonio Costanzi
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2003
Orientador
Banca examinadora
Bueno, Benedito de Souza (Presidente)
Costa Filho, Leandro de Moura
Nogueira, Joao Baptista
Título em português
Emprego do método SIM para obtenção das curvas isócronas e de ruptura por fluência
Palavras-chave em português
Ensaios de fluência acelerados
Ensaios de fluência não confinados
Geotêxteis não tecidos
Stepped Isothermal Method (SIM)
Resumo em português
A obtenção de resultados de fluência em geossintéticos (isócronas e curva de ruptura por fluência) requer longo tempo de observação e rigoroso controle laboratorial. Dessa forma, muitos produtos disponíveis no mercado brasileiro não foram ensaiados quanto a este fenômeno dificultando sobremaneira a elaboração de projetos mais seguros e econômicos. Há, portanto, a necessidade de estudos não só do fenômeno da fluência em si, mas também de métodos de ensaio que facilitem e acelerem a obtenção das curvas de fluência. Este trabalho apresenta um estudo da fluência de dois geotêxteis não tecidos, um de polipropileno e outro de poliéster, através de ensaios acelerados, utilizando-se o processo denominado Stepped Isothermal Method (SIM). Os valores obtidos pelo método SIM foram comparados aos valores obtidos nos ensaios convencionais, realizados segundo a norma ISO 13431. Os resultados experimentais indicam que os ensaios acelerados, utilizando o método SIM, foram capazes de simular o fenômeno da fluência com boa precisão e, portanto, podem trazer uma grande economia de tempo, além de facilitar e agilizar a caracterização da fluência de geossintéticos.
Título em inglês
Use of SIM to obtain isochrone and creep rupture curves
Palavras-chave em inglês
Non-woven geotextile
Stepped Isothermal Method (SIM)
Temperature accelerated creep test
Unconfined creep test
Resumo em inglês
Creep tests are time consuming and require rigorous laboratory testing control. Because of that many products commercially available in Brazil were not tested regarding this phenomenon. The absence of creep data is an obstacle to the design soil reinforced structures. It is therefore required continuous research effort not only to elucidate creep phenomenon but also to help in the development of test methods that ease and speed up the obtaining of creep curves. This paper presents a creep study carried out on two non-woven geotextiles (PP and PET) using temperature accelerated creep test, namely the Stepped Isothermal Method (SIM). The values obtained using the SIM method were compared to the ones obtained using conventional creep tests following the ISO 13431. The experimental results indicate that the accelerated creep tests, using the SIM method, were capable of simulating the creep phenomenon with good accuracy and, hence, they can bring a great deal of time saving to the characterization of creep in geosynthetics.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
dissertacao.pdf (1.49 Mbytes)
Data de Publicação
2007-02-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.