• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-23042018-105932
Documento
Autor
Nome completo
Leandro Roque Madeira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Nunes, Altacilio Aparecido (Presidente)
Mattos, Jacó Saraiva de Castro
Pazin Filho, Antonio
Reis, Rodolfo Borges dos
Título em português
Revisão sistemática entre abiraterona e enzalutamida no tratamento de pacientes com câncer de próstata metastático resistente à castração
Palavras-chave em português
Abiraterona enzalutamida
Câncer de próstata metastático resistente a castração
Resumo em português
Introdução: O câncer de próstata metastático resistente à castração apresenta sobrevida inferior a 30% em cinco anos, e o único tratamento disponível para os pacientes até pouco tempo atrás era o docetaxel. Com o maior entendimento dos mecanismos de resistência desse câncer às terapias utilizadas, novas drogas foram desenvolvidas, entre elas a abiraterona, que atua no bloqueio da enzima 17-? desidrogenase-hidroxiesteroide e a enzalutamida que age diretamente nos receptores de androgênios. Foi realizada uma revisão sistemática dos estudos que avaliaram a eficácia e segurança da abiraterona mais prednisona e da enzalutamida em pacientes com CPMRC, tanto previamente quanto posteriormente ao tratamento com docetaxel. Métodos: A pesquisa bibliográfica foi realizada em março de 2016 nas bases da Pubmed, Google Acadêmico e ClinicalTrials.gov. Os seguintes termos de pesquisa foram utilizados "prostate cancer metastatic resistent", "prostate cancer", "abiraterone" e enzalutamide", restringido a estudos clínicos randomizados fase III, duplo cego e multicêntrico, publicados nos idiomas inglês, espanhol. Os estudos selecionados foram analisados de forma independente por LRM e AAN. Os critérios para análise foram a sobrevida global (SG), sobrevida livre de progressão (SLP) e o tempo até a progressão do PSA (TP PSA), previamente e após o uso de docetaxel. Resultados: Foram identificados 53 estudos. Aplicando os critérios de inclusão foram selecionados quatro estudos que juntos somaram uma população de 5.199 (2.394 pacientes após docetaxel e 2.805 pacientes previamente ao uso do docetaxel). Em relação a SG, a abiraterona reduziu o risco de morte em 26% após docetaxel (HR 0,74 95% IC 0,64-0,86) e 19% no pré-docetaxel (HR 0,81 95% IC 0,70-0,93), e a enzalutamida reduziu em 37% após (HR 0,63 95% IC, 0,53-0,75) e 23% no pré-docetaxel (HR 0,77 95% IC 0,67-0,88). Em relação a SLPr, abiraterona retardou a progressão da doença em 34% após (HR 0,66 95% IC 0,58-0,76) e 48% na pré-quimio (HR 0,52 95% IC 0,45-0,61), e a enzalutamida em 60% após quimio (HR 0,40 95% IC 0,35-0,47) e 68% na pré-quimio (HR 0,32 95% IC 0,28-0,36). Abiraterona aumentou o tempo até a progressão do PSA em 64% após quimio (HR 0,36 95% IC 0,52-0,78) e 50% na pré-quimio (HR 0,50 95% IC 0,43- 0,58), e a enzalutamida em 75% após quimio (HR 0,25 95% IC 0,20-0,30) e 83% na pré- quimio (HR 0,17 95% IC 0,15-0,20). Conclusão: Tanto abiraterona quanto enzalutamida demonstraram melhores resultados no aumento da SG, da SLPr e do TP PSA no tratamento de pacientes com CPMRC. Não há um estudo comparativo direto e devido a diferenças nos critérios de inclusão e dos grupos comparadores entre esses estudos clínicos, não é possível uma análise indireta entre tais medicamentos. Assim, questões como qual a melhor estratégia de tratamento na pré e pós-quimio e o sequenciamento ideal para enfrentamento do CPMRC não podem ser respondidas.
Título em inglês
Systematic review of abiraterone and enzalutamide in the treatment of patients with castration-resistant metastatic prostate cancer
Palavras-chave em inglês
Abiraterone
Castration-resistant metastatic prostate cancer
Enzalutamide
Resumo em inglês
Introduction: Castrate-resistant metastatic prostate cancer presents survival less than 30% in five years, and the only treatment available to patients until recently was docetaxel. With the greater understanding of the mechanisms of resistance of this cancer to the therapies used, new drugs have been developed, among them abiraterone, which acts in the blockade of the enzyme 17-? dehydrogenase-hydroxysteroid and the enzyme that acts directly on the androgen receptors. A systematic review was made of studies evaluating the efficacy and safety of abiraterone plus prednisone and of enzyme adduct in patients with CPMRC both before and after docetaxel treatment. Methods: The literature search was prepared in March 2016 based on Pubmed, Google Scholar and ClinicalTrials.gov. The following search terms were used "prostate cancer metastatic resistant", "prostate cancer", "abiraterone" and "enzyme", restricted to phase III, double blind and multicenter clinical trials published in English, Spanish, Italian and Portuguese. The selected studies were analyze by LRM and AAN. The criteria for analysis were overall survival (OS), progression-free survival (PSA) and time to PSA progression (PS PSA), before and after docetaxel use. Results: Fifty-three studies were identified and, according to the inclusion criteria, four studies were selected that together added a population of 5,199 (2,394 patients after docetaxel and 2,805 patients prior to docetaxel use). In relation to SG, abiraterone reduced the risk of death by 26% after docetaxel (HR 0.74 95% CI 0.64-0.86) and 19% in predocetaxel (HR 0.81 95% CI 0.70- 0.93), and enzyme reductase reduced by 37% (HR 0.63 95% CI, 0.53-0.75) and 23% in pre docetaxel (HR 0.77 95% CI 0.67-0, 88). In relation to SLPr abiraterone delayed disease progression by 34% (HR 0.66 95% CI 0.58-0.76) and 48% in pre-chemotherapy (HR 0.52 95% CI 0.45-0, 61), and enzyme-alpha 60% after chemo (HR 0.40 95% CI 0.35-0.47) and 68% in pre-chemo (HR 0.32 95% CI 0.28-0.36). Abiraterone increased the time until PSA progression by 64% after chemo (HR 0.36 95% CI 0.52-0.78) and 50% in pre-chemo (HR 0.50 95% CI 0.43-0, 58), and enzyme-alpha in 75% after chemo (HR 0.25 95% CI 0.20-0.30) and 83% in pre-chemo (HR 0.17 95% CI 0.15-0.20). Conclusion: Both abiraterone and enzalutamide showed better results in increasing SG, SLPr and TP PSA in the treatment of patients with CPMRC. There is no direct comparative study and, because of differences in inclusion criteria and comparator groups between these clinical studies, indirect analysis of such drugs is not possible. Thus, questions such as the best pre and post chemo treatment strategy and the optimal sequencing for CPMRC coping cannot be answered.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.