• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-23042018-152126
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Flavio de Azevedo Villela
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Freitas, Luiz Carlos Conti de (Presidente)
Bachmann, Luciano
Massuda, Eduardo Tanaka
Montoro, José Raphael de Moura Campos
Título em português
Caracterização dos tecidos tireoidianos por espectroscopia no infravermelho
Palavras-chave em português
Bócio
Câncer
Espectroscopia
FTIV
Tireoide
Resumo em português
Introdução: Nos últimos anos, procedimentos cirúrgicos envolvendo a glândula tireoide têm aumentado em todo o mundo, bem como a incidência de neoplasias malignas sem, no entanto, se observar aumento da taxa de mortalidade. Muitas técnicas foram propostas para alcançar um diagnóstico pré-operatório acurado em doenças da tireoide. As técnicas de espectroscopia de FTIV (Infravermelho por transformada de Fourier) já apresentam evidências na caracterização de múltiplos tecidos, entre eles a glândula tireoide, tendo como vantagem sua rapidez e preservação do tecido analisado. O estudo de novas técnicas na diferenciação dos nódulos tireoidianos pode auxiliar na seleção de pacientes que serão submetidos ao tratamento cirúrgico adequado, evitando o sobretratamento. Objetivos: Caracterizar os tecidos tireoidianos sadios e patológicos à luz da espectroscopia de infravermelho (IV), testar a viabilidade do método de espectroscopia no IV em diferenciar tecidos patologicamente alterados da glândula tireoide comparativamente aos achados espectroscópicos encontrados em tecidos sadios. Casuística e Métodos: Os pacientes foram selecionados no Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP), no período de 2014 a 2015. A amostra foi composta por 44 pacientes de ambos os sexos, com idade acima de 18 anos, com indicação de tireoidectomia. Quarenta e quatro amostras de nódulos em tireoide e 44 de tecidos normais foram analisadas por espectroscopia no IV utilizando-se um espectrômetro Nicolet 380 - Nicolet USA® em tecidos a fresco. A análise foi realizada definindo-se as áreas de cada banda, utilizando-se para os cálculos o programa OriginPro 8.6.0 (OriginLab Corporation Northrampton, MA 01060 USA). A seguir, efetuou-se a normalização pela banda a 1240 cm-1. A comparação das áreas foi calculada por meio do teste t- Student com p<0,05. Após o cálculo das médias realizou-se avaliação de derivadas de segunda ordem do espectro para se evidenciarem as posições de cada banda de absorção. Realizou-se, também, a análise de cada banda aplicando o teste t-Student para amostras pareadas e amostras independentes; e o teste de Wilcoxon para amostras pareadas e para comparação de duas amostras independentes. Resultados: O espectro IV de cada peça foi obtido, sendo expresso em função da absorbância e dos números de onda no IV médio (4000 - 900 cm-1). O presente estudo demonstrou que na análise do tecido tireoidiano pela espectroscopia no IV é possível diferenciar os nódulos benignos do tecido sadio, com diferença significativa na área da banda B entre tecido sadio e bócio, que corresponde a 1452,90 cm-1 no tecido sadio (Proteínas e Lipídeos) e 1069,80 cm-1 no bócio (DNA); e também diferença estatisticamente significativa entre os tecidos normal e carcinoma para largura na banda C, onde a largura foi maior no tecido com carcinoma do que no tecido normal. Conclusões: A espectroscopia no IV é capaz de diferenciar os tecidos tireoidianos patologicamente alterados da glândula tireoide comparativamente aos achados em tecidos tireoidianos sadios. Concluiu-se que nos pacientes com doença nodular benigna da glândula tireoide é possível diferenciar o tecido sadio do bócio com significância estatística, bem como também diferenciar nódulos malignos do tecido sadio por meio da espectroscopia no IV.
Título em inglês
Characterization of thyroid tissue using infrared spectroscopy
Palavras-chave em inglês
Cancer
FTIR
Goiter
Spectroscopy
Thyroid
Resumo em inglês
Introduction: In recent years, surgical procedures involving the thyroid gland have increased worldwide, as well as the incidence of malignant neoplasia without, however, observing an increase in the mortality rate. Many techniques have been proposed to achieve an accurate preoperative diagnosis in thyroid diseases. The FTIR spectroscopy techniques already present evidence in the characterization of multiple tissues, among them the thyroid gland, having as an advantage its rapidity and preservation of the tissue analyzed. The study of new techniques in the differentiation of thyroid nodules can help in the selection of patients who will undergo the appropriate surgical treatment avoiding overtreatment. Objectives: To characterize healthy and pathological thyroid tissues in the light of infrared spectroscopy, to test the viability of the infrared spectroscopy method in differentiating pathologically altered tissues from the thyroid gland compared to the spectroscopic findings found in healthy tissues. Casuistic and methods: Patients were selected at the Head and Neck Surgery Service of the Hospital of Clinics, Ribeirão Preto Medical School, University of São Paulo, Ribeirão Preto-SP, Brazil, from 2014 to 2015. The sample consisted of 44 patients of both sexes, aged over 18 years, oriented about their participation in the study and with indication of thyroidectomy. The analysis was performed by defining the areas of each band, using the program OriginPro 8.6.0 (OriginLab Corporation Northrampton, MA 01060 USA). The band was then normalized to 1240 cm -1. The mean area was calculated using the Student t-test with p<0.05. After the calculation of the averages, the second-order derivative of the spectrum was evaluated to show the positions of each absorption band. We also performed the analysis of each band by applying the t-Student test for paired samples, Wilcoxon test for paired samples, Student's t-test for independent samples and the Wilcoxon test for comparison of two independent samples. Results: The infrared spectrum of each piece was obtained, being expressed as a function of absorbance and wave numbers in the mean IR (4000 - 900 cm -1). The present study demonstrated that in the analysis of thyroid tissue by infrared spectroscopy, we can differentiate benign nodules from healthy tissue, with a significant difference in the area of the B-band between healthy tissue and goiter, which corresponds to 1452.90 cm -1 in healthy tissue (Proteins and Lipids) and 1069.80 cm -1 in goiter (DNA) and also a significant difference in width between normal thyroid tissue and carcinoma of the C band. Conclusions: Infrared spectroscopy is able to differentiate pathologically altered thyroid tissues from the thyroid gland compared to findings in healthy thyroid tissues. After the analysis of the results it was possible to conclude that in patients with benign nodular disease of the thyroid gland it is possible to differentiate healthy goiter tissue with statistical significance, as well as it is possible to differentiate malignant nodules from healthy tissue through infrared spectroscopy
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.