• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Roberto Saad Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Messias, André Márcio Vieira (Presidente)
Furtado, João Marcello Fórtes
Rodrigues, Antonio Carlos Lottelli
Soriano, Eduardo Sone
Sousa, Sidney Julio de Faria e
Título em português
Cirurgia de catarata por facoemulsificação versus extração extracapsular, realizadas por médicos residentes: análise de custos e desfechos clínicos
Palavras-chave em português
Catarata
Extração extracapsular
Facoemulsificação
Médico residente.
Resumo em português
Introdução: A catarata é a principal causa de cegueira reversível no mundo e seu tratamento é exclusivamente cirúrgico, cujas técnicas mais difundidas são a extração extracapsular do cristalino (EECC) e a facoemulsificação (FACO). Objetivo: Avaliar custos e desfechos clínicos na cirurgia ambulatorial de catarata por FACO e EECC quando realizadas por médicos residentes do terceiro ano (R3). Material e Métodos: Foram avaliados os custos desses procedimentos, que incluíram: valores pagos aos profissionais, taxas hospitalares, materiais, medicamentos e equipamentos, e analisados os prontuários de pacientes operados por R3, utilizando as técnicas de FACO (n=576) e EECC (n=274), para obtenção de dados referentes à avaliação da acuidade visual (AV) pré-operatória e pós-operatória durante seis meses após a cirurgia, taxa de complicações intraoperatórias e ao número de consultas pós-operatórias. Resultados: O custo médio foi maior na FACO (USD 416) do que na EECC (USD 284), utilizando-se a conversão de moeda do dia 30 de dezembro de 2011. A AV média pré-operatória foi pior na EECC (1,73±0,62 logMAR) do que na FACO (0,74±0,54; p<0,01). O melhor resultado da AV média pós-operatória foi encontrado na FACO (0.21±0.36 logMAR) e na ECCE (0,63±0,63; p<0.01). No grupo FACO, 85% dos casos atingiram AV<=0,30 logMAR, já na EECC esse índice ocorreu em 45% deles (p<0.01). A taxa de complicações intraoperatórias foi menor na FACO (7,6%) do que na EECC (21%; p<0,01). A média de consultas pós-operatórias foi menor na FACO (4,5±2,4) versus EECC (5,6±2,3; p<0,01). Conclusão: Apesar de o custo médio da cirurgia ambulatorial de catarata atingir valor 46% maior na FACO, o uso desta técnica no ensino de R3 mostrou índice de complicações três vezes inferior, menor número de consultas pós-operatórias e melhores resultados para a AV pós-operatória do que os observados nas cirurgias por EECC.
Título em inglês
Phacoemulsification versus extracapsular cataract extraction, performed by residents doctor: analyze costs and outcomes
Palavras-chave em inglês
Cataract
Extracapsular extraction
Phacoemulsification
Resident
Resumo em inglês
Introduction: Cataract is the leading cause of reversible blindness in the world and cataract surgery is the main performed procedure to its treatment; the most widespread techiniques being the extracapsular extraction of lens (ECCE) and phacoemulsification (PHACO). Objectives: To assess costs and outcomes of cataract surgery by PHACO and by ECCE performed by residents in ophthalmology. Material and Methods: The estimated costs of the procedures include wages, and hospital costs (fees, medicines, medical supplies and equipments). Medical records of patients operated by third-year residents (R3) using PHACO (n=576) and ECCE (n=274) were included in order to collect data on the assessment of visual acuity (VA) before and 6 months after surgery, along with rates of intraoperative complications and total number of postoperative visits. Results: Mean total costs were significantly higher for PHACO (USD 416) than for ECCE (USD 284) (currency exchange for December 30, 2011). The average preoperative VA (logMAR) was worse for eyes submitted to ECCE, 1.73 ± 0.62, than for eyes submitted to PHACO, 0.74 ± 0.54 (p<0.01). Mean postoperative VA was better for PHACO, 0.21 ± 0.36 logMAR than for ECCE, 0.63 ± 0.63 (p<0.01). VA of 0.30 logMAR or better was achieved in 85% of cases for PHACO and in 45% for ECCE (p<0.01). The rate of intraoperative complications was significantly higher for EECC (21%) than for PHACO (7.6%) (p<0.01), and the mean number of postoperative visits was higher for ECCE (5.6 ± 2.3) than for PHACO (4.5 ± 2.4) (p<0.01). Conclusion: Although the average cost of cataract surgery performed by R3 is 46% higher in PHACO when compared with ECCE, the use PHACO by senior residents in ophtalmology showed complication rates three times lower, fewer postoperative visits and, most importantly, better postoperative VA than observed for ECCE.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ROBERTOSAAD.pdf (3.92 Mbytes)
Data de Publicação
2017-11-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.