• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2008.tde-25082009-120752
Documento
Autor
Nome completo
Maria Gabriela Junqueira Pernambuco Barboza Gomes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Crippa, José Alexandre de Souza (Presidente)
Benetton, Maria Jose
Contel, Jose Onildo Betioli
Título em português
Caracterização clínica e sócio-demográfica da população atendida por um serviço de interconsulta de terapia ocupacional em um hospital geral universitário
Palavras-chave em português
Interconsulta Psiquiátrica
Serviços de Saúde Mental
Terapia Ocupacional
Resumo em português
A Interconsulta Psiquiátrica é considerada uma área da Psiquiatria, que trabalha no Hospital Geral compondo uma equipe (Psiquiatria de Ligação) ou prestando seus serviços a uma equipe solicitante (Consultoria Psiquiátrica). O Serviço de Interconsulta em Psiquiatria (SIP) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP) teve início em março de 1978 e a Terapia Ocupacional passou a integrar esta equipe em 1999. O cotidiano hospitalar tem uma marca própria com obrigações como usar vestimentas, ter horários previamente estabelecidos para se alimentar, para cuidar de sua higiene e para receber visitas, inclusive dos familiares. Os terapeutas ocupacionais, como profissionais que lidam com o cotidiano do indivíduo, têm sido inseridos nas equipes multiprofissionais do Hospital Geral, contribuindo com seus conhecimentos teóricos e técnicos específicos para cuidar de pessoas hospitalizadas. Apesar das várias funções que a Terapia Ocupacional (TO) pode exercer no Serviço de Interconsulta, existe escassez de estudos publicados sobre o perfil sócio-demográfico dos pacientes atendidos, o que prejudica o planejamento de ações e o levantamento da necessidade de recursos humanos para aquele Serviço. O objetivo deste trabalho foi realizar um estudo retrospectivo dos Pedidos de Interconsulta (PIs) para a TO do Serviço de Interconsulta em Saúde Mental (SISMen) do HCFMRP - USP no período de janeiro de 2000 a dezembro de 2005. Os sujeitos foram os indivíduos que estiveram internados nas enfermarias do campus do hospital universitário e para quem foi solicitada a assistência do Serviço de TO naquele período, perfazendo um total de 633 pacientes e 709 PIs. Os dados foram coletados mediante consulta dos PIs e dos prontuários dos pacientes. A maioria dos sujeitos consultados foi do sexo feminino, com ensino fundamental incompleto e houve distribuição equilibrada entre os solteiros e casados. Quanto à idade e à situação laboral, a média de idade dos pacientes foi de 39,2 anos e a maioria deles era autônoma ou aposentada, seguida de dona de casa. Verificou-se que a Clínica Médica foi a responsável por mais do que um terço dos Pedidos de Interconsulta feitos para o Serviço de TO, seguida das clínicas Unidade Metabólica e Psiquiatria respectivamente; o tempo médio de internação dos pacientes encaminhados para esse Serviço foi de 51 dias, sendo que a média de internação no HCFMRP-USP foi de 6,4 dias. Consequentemente, o gasto desses pacientes variou entre uma e 2,4 vezes mais do que os pacientes internados nesta instituição. A taxa média de encaminhamento para a TO do SISMen foi de 0,5%, sendo que o motivo de solicitação mais freqüente esteve relacionado aos aspectos emocionais do indivíduo, seguido por fatores referentes à hospitalização. Estes dados, de modo geral, estão de acordo com a literatura nacional e internacional dos SIPs. Concluiu-se que há necessidade de um instrumento padronizado para avaliar a população atendida pelo Serviço de Interconsulta de TO e que alguns pontos merecem estudos mais detalhados como a possibilidade de existência de associações entre dados sócio-demográficos e clínicos e o encaminhamento dos pacientes para esse Serviço.
Título em inglês
Clinical characterization and socio-demographic of the population served by a Consultation-Liaison Service Occupational Therapy in a University General Hospital
Palavras-chave em inglês
Consultation Liaison Psychiatry
Mental Health Services
Occupational Therapy
Resumo em inglês
Consultation Liaison Psychiatric is considered to be an area of Psychiatry which is part of a General Hospital, involving a team (Liaison Psychiatry) or providing services to a team that requests them (Psychiatric Consultation). The Consultation Liaison Psychiatric Service (CLPS) of the University Hospital, Faculty of Medicine of Ribeirão Preto (HCFMRPUSP) was started in March 1978 and Occupational Therapy became part of this team in 1999. The daily hospital routine has specific rules such as wearing specific clothing and taking meals, caring for ones hygiene and receiving visits, including those of relatives, at pre-established times. Occupational therapists, as professionals who deal with the daily routine of an individual, have been inserted into the multiprofessional teams of the General Hospital, contributing their specific theoretical and technical knowledge to the care of hospitalized persons. Despite the various functions Occupational Therapy (OT) can perform in the CLPS, there is a scarcity of published studies on the sociodemographic profile of attended patients, impairing the planning of actions and the determination of the human resources needed for that Service. The objective of the present investigation was to conduct a retrospective study of the Requests of Consultation Liaison (RCLs) sent to the OT of the Service of The Consultation Liaison in Mental Health (SCLMH) of HCFMRP-USP during the period from January 2000 to December 2005. The subjects involved were the individuals who had been admitted to the wards of the University Hospital and for whom the assistance of the OT Service had been requested during that period, for a total of 633 patients and 709 RCLs. The data were collected from the RCLs and the medical records of the patients. Most of the subjects involved were women with incomplete elementary schooling, with a balanced distribution of single and married subjects. Mean patient age was 39.2 years and most patients were self-employed or retired, followed by the housewife category. Internal Medicine was responsible for more than one third of the RCLs sent to the OT Service, followed by the Metabolic Unit and Psychiatric clinics. The mean time of hospitalization of the patients referred to this Service was 51 days, with the mean duration of hospitalization at HCFMRPUSP being 6.4 days. Consequently, the expenses with these patients ranged from one to 2.4 times more than those for the patients hospitalized in this institution. The mean rate of referral to the OT of the SCLMH was 0.5%, with the most frequent reason for the request being related to the emotional aspects of the individual, followed by factors related to hospitalization. These data, in general, agree with the Brazilian and international literature about the CLPS. We conclude that there is the need for a standardized instrument for the evaluation of the population attended at the Consultation Liaison Service of OT and that some points need more detailed studies regarding the possibility of the existence of an association between sociodemographic and clinical data and the referral of these patients to the OT Service.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
mestrado_usp.pdf (613.24 Kbytes)
Data de Publicação
2009-09-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.