• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.17.2007.tde-02092007-204350
Documento
Autor
Nome completo
Margaret Rose Santa Maria Mengel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2007
Orientador
Banca examinadora
Linhares, Maria Beatriz Martins (Presidente)
Bava, Maria do Carmo Gullaci Guimarães Caccia
Crepaldi, Maria Aparecida
Enumo, Sonia Regina Fiorim
Santos, Jair Licio Ferreira
Título em português
Vigilância do desenvolvimento em Progama de Saúde da Família: triagem para detecção de riscos para problemas de desenvolvimento em crianças.
Palavras-chave em português
Desenvolvimento infantil
Programa de Saúde da Família
Resiliência
Risco
Triagem
Resumo em português
O Programa de Saúde da Família (PSF) no Brasil deve manter ações preventivas orientadas para a detecção de riscos ao desenvolvimento e à saúde da criança, assim como a identificação de recursos para aliviar e neutralizar o efeito de adversidades. O presente estudo teve por objetivo geral sistematizar, aplicar e avaliar um procedimento de "Vigilância do Desenvolvimento", que consistiu na triagem para rastrear riscos para problemas de desenvolvimento e comportamento da criança e para identificar recursos protetores na criança e no ambiente familiar. Para tanto, os objetivos específicos foram: a) identificar os problemas de desenvolvimento e comportamento da criança; b) identificar os problemas no ambiente familiar; c) identificar os recursos da criança e do ambiente familiar; d) verificar as associações entre os indicadores globais de desenvolvimento, de linguagem e de comportamento das crianças e as variáveis da própria criança e do seu ambiente psicossocial; e) identificar o melhor modelo de predição dos problemas de desenvolvimento e comportamento da criança e da inserção na educação infantil; f) avaliar a validade preditiva dos procedimentos de avaliação de Vigilância do Desenvolvimento. A amostra foi constituída por 120 crianças não-clínicas, de seis a 44 meses de idade, provenientes de uma comunidade cadastrada no Núcleo IV do PSF da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP. Na avaliação utilizou-se o Teste de Denver-II, Lista LAVE, Roteiro de Entrevista para Risco Psicossocial, Índice de Risco Psicossocial (Rutter), Inventário HOME, CBCL 1½ - 5, Escala de Eventos Vitais, Escala Modos de Enfrentamento de Problemas e Questionário ABIPEME. O procedimento de coleta envolveu uma visita domiciliar para avaliação da criança, entrevista com o cuidador e observação do ambiente familiar. Após cerca de um ano foi realizada a reavaliação das crianças. Verificou-se que 33% delas encontravam-se em risco para problemas de desenvolvimento; esta porcentagem foi próxima às encontradas em estudos brasileiros e americanos. Verificou-se alta incidência na amostra de indicadores de problemas de linguagem (39%) e de comportamento (48%). As famílias apresentavam risco psicossocial devido às condições de moradia precária, baixa escolaridade e qualificação profissional dos pais, e problemas financeiros. Em que pese essas adversidades, foi encontrada boa estimulação ambiental e adequada interação no contexto familiar, situando-se na média pelo HOME. A baixa escolaridade paterna foi preditora do risco no desenvolvimento global da criança. A linguagem expressiva em risco foi predita tanto pela história do estado nutricional da criança abaixo do normal aos seis meses, quanto pelo alto índice de risco psicossocial familiar. Os problemas de comportamento, por sua vez, foram preditos por ausência de renda própria da mãe e temperamento negativo da criança. O fato de a criança não ter antecedentes mórbidos, a mãe ter renda própria e enfrentar problemas buscando suporte social foram preditores da inserção da criança na educação infantil. O modelo de triagem de vigilância do desenvolvimento mostrou ser sensível para detecção de riscos no desenvolvimento das crianças após um ano da avaliação. Os achados do presente estudo fornecem subsídios para planejamento de medidas preventivas na área de desenvolvimento e saúde mental da criança no âmbito do PSF.
Título em inglês
Development Surveillance in the Family Health Program: screening to identify risks for child development problems.
Palavras-chave em inglês
Child development
Family Health Program
Resilience
Risk
Screening
Resumo em inglês
The purpose of the Family Health Program (FHP) in Brazil is to carry out continuous preventive actions with the aim to identify risks for child health and development, as well as to determine which resources are needed to reduce and eliminate any effects of the adversities. The general objective of the present study was to systemize, apply, and evaluate a procedure of "Development Surveillance", which consisted of screening and tracking risks affecting child development and behavior, as well as to identify protection resources in children and the family environment. To achieve this objective, the following specific objectives were set: a) to identify child developmental and behavioral problems; b) to identify problems in the family environment; c) to identify children's and family environment resources; d) to verify associations among three factors as global indicators of child development, language, and behavior; children's own variables; and children's psychosocial environment; e) to identify the best model for predicting problems involving child development, child behavior, and kindergarten; and f) to evaluate the predictive validity of the Development Surveillance evaluation procedures. The study sample consisted of 120 non-clinical children, all from the same community (Center IV) registered with the FHP at the School of Medicine of Ribeirão Preto. Children's ages ranged between six and 44 months. The following instruments were used for evaluation: Denver-II Screening Test, Language Development Survey, Interview Questionnaire for Psychosocial Risk,Psychosocial Risk Index (Rutter), HOME Inventory, CBCL 1½ - 5, Life Events Scale, Brazilian version of the Ways of Coping Scale, and ABIPEME Questionnaire. Data collection involved the following: home visits for child evaluation; interviews with their caretaker; and observing the family environment. Children were reevaluated after approximately one year. It was observed that 33% of the children were at risk for developmental problems. Such values are in agreement with previous studies performed in Brazil and in the United States. There was high incidence of indicators of language (39%) and behavioral (48%) problems. Factors causing psychosocial risk to the studied families include precarious housing, parents' low education and professional levels, and financial problems. In spite of the aforementioned adversities, there was good environmental stimulation and appropriate interaction within the family context, considered average value by HOME. Parents' low educational level was predictive of the risks to child's developmental problems. The expressive language at risk was predicted by both the child's history of malnutrition, as well as the family's high psychosocial risk index. Behavioral problems, on the other hand, were predicted by lack of mother's own income and by child's negative temperament. Factors predictive of children starting in kindergarten were: no morbid antecedents, mother having her own income, and using social support to cope with problems. The development surveillance screening model showed to be sensitive in detecting child developmental risks one year after evaluation. The present study findings provide the information necessary to plan preventive measures in the area of child development and mental health in the FHP.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-11-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.