• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2014.tde-23102014-115222
Documento
Autor
Nome completo
Alexandre Ignacio de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Martins, Vania Luiza Deperon Bonato (Presidente)
Kipnis, Ana Paula Junqueira
Medeiros, Alexandra Ivo de
Título em português
Avaliação de populações de macrófagos M1 e M2 em camundongos com capacidade diferente de elaborar resposta imune celular contra Mycobacterium tuberculosis
Palavras-chave em português
Background genético
Macrófagos M1
Macrófagos M2.
Tuberculose experimental
Resumo em português
Apesar de apenas 10% dos indivíduos infectados por Mycobacterium tuberculosis desenvolverem tuberculose, essa doença causa a morte de milhares de pessoas anualmente. Sabendo que o background genético do hospedeiro está relacionado com suscetibilidade/resistência à infecção por M. tuberculosis, nosso grupo vem avaliando diferenças na resposta imunológica entre camundongos C57BL/6 resistentes e BALB/c suscetíveis. No presente estudo, nós nos propusemos a avaliar populações de macrófagos M1 e M2 em animais com capacidade diferente de elaborar resposta imune celular nessa infecção. Animais C57BL/6, que elaboram resposta imune celular de maior magnitude, e BALB/c foram infectados com M. tuberculosis, e avaliados aos 30 e 70 dias de infecção. Observamos maior porcentagem de células CD11b+Ly-6C+, que caracterizam monócitos inflamatórios, no pulmão de animais BALB/c com 70 dias de infecção comparada à porcentagem detectada em animais C57BL/6 com mesmo período de infecção. Houve correlação positiva significativa entre número de bacilos e expressão gênica para iNOS aos 30 dias de infecção comparando ambas as linhagens. Ao contrário da nossa hipótese inicial, observamos maior porcentagem de células CD11b+F4/80+CD206+, que caracteriza o fenótipo de macrófagos M2, no pulmão de animais C57BL/6 com 70 dias de infecção comparada à porcentagem detectada em animais BALB/c com mesmo período de infecção, havendo correlação inversa significativa de células CD11b+F4/80+CD206+ e número de bacilos aos 70 dias de infecção. Não houve diferença na análise funcional de macrófagos M1 e M2 obtidos a partir de precursores da medula óssea, comparando as duas linhagens de camundongos. Dessa forma, experimentos com o propósito de estudar a função dessas células in vivo serão conduzidos para avaliar se os macrófagos M2 participam da resposta protetora que auxilia na eliminação dos bacilos ou na resposta protetora que auxilia no reparo tecidual do hospedeiro.
Título em inglês
Evaluation of M1 and M2 macrophage populations in mice with different capacity to elaborate immune cellular response against Mycobacterium tuberculosis
Palavras-chave em inglês
Experimental tuberculosis
Genetic background
M1 macrophages
M2 macrophages.
Resumo em inglês
Despite only 10% of individuals infected with Mycobacterium tuberculosis develop tuberculosis, this disease causes millions of deaths annually. We know that the host genetic background is associated with susceptibility/resistance to M. tuberculosis-infection. Therefore, our group has studied differences in the immunologic response between resistant C57BL/6 mice and susceptible BALB/c mice. In the present study, our aim was to evaluate populations of M1 and M2 macrophages in mice that generate different magnitude of cellular immune response in this infection. C57BL/6 mice, which elaborate a higher immune cellular response, and BALB/c mice were infected with M. tuberculosis, and evaluated 30 and 70 days post infection. We observed higher percentage of CD11b+Ly-6C+ cells, which characterize inflammatory monocytes, in the lung of BALB/c mice with 70 days of infection compared to the percentage detected in C57BL/6 animals in the same period of infection. There was a significant positive correlation between CFU number and iNOS genic expression comparing both mouse strains 30 days post infection. On the contrary to our initial hypothesis, we observed higher percentage of CD11b+F4/80+CD206+ cells, which characterize M2 macrophage phenotype, in the lung of Day 70-infected C57BL/6 animals compared with the percentage detected in BALB/c mice at the same time of infection. There was a significant inverse correlation between CD11b+F4/80+CD206+ cells and bacillus number at 70 days post infection. There was no difference in the functional analysis of M1 and M2 macrophages obtained from precursors of bone marrow, comparing both mouse strains. Therefore, experimental assays with the aim to study whether M2 macrophages contribute for the protective immune response that induce bacillus clearance or contribute to the protective immune response that promote host tissue repair will be performed in an attempt to understand better the role of these cells in the M. tuberculosis-infection.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
SOUZA.pdf (1.67 Mbytes)
Data de Publicação
2015-01-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.