• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-27082018-100445
Documento
Autor
Nome completo
Izabela Cristina Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Cardoso, Viviane Cunha (Presidente)
Antonini, Sonir Roberto Rauber
Batista, Rosângela Fernandes Lucena
Moisés, Elaine Christine Dantas
Título em português
Perfil metabólico das gestantes de Ribeirão Preto e São Luís - coortes 2010
Palavras-chave em português
Coorte de nascimentos; Perfil lipídico; Pressão arterial; Recém-nascido; Síndrome metabólica
Resumo em português
Introdução: A fisiologia normal da gravidez inclui vários componentes da Síndrome Metabólica (SM), como um certo grau de resistência à insulina, acumulação de tecido adiposo, hiperlipidemia e ativação da cascata inflamatória. Apesar disso, poucos estudos têm se dedicado a avaliar o perfil metabólico de gestantes. Objetivos: Identificar e comparar as alterações metabólicas que ocorrem durante a gestação em duas coortes de nascimento no ano de 2010 nas cidades de Ribeirão Preto (RP) e São Luís (SL). Métodos: Foram estudadas, em dois momentos, gestantes (1400 em RP e 1447 em SL) e binômios mãe-RN (1370 em RP e 1382 em SL) participantes das coortes de nascimentos dos dois municípios. As informações foram obtidas por meio de questionários aplicados a estas mulheres, além de avaliação antropométrica e bioquímica e medida de pressão arterial. SM foi definida por uma adaptação dos critérios do NCEPIII. Para comparação dos dois municípios foram utilizados testes de qui-quadrado e t de Student, com nível de significância de 5%. Para avaliar a associação entre parto pré-termo e perfil metabólico alterado foram calculados RR não-ajustados e seus IC a 95%. Resultados: Comparado com SL, RP mostrou maiores taxas de sobrepeso e obesidade pré-gestacionais (40,1% vs 25,8%) e de nascimento pré-termo (9,7% vs 7,4%). A frequência de SM foi quase duas vezes maior em RP (5,7% vs 3,3%), assim como pressão arterial alterada (4% vs 2%) e glicemia alterada (16,5% vs 9,9%). HDL Colesterol alterado foi mais frequente nas gestantes de SL (13,9% vs 7,5%). Com respeito as médias do perfil bioquímico, RP apresentou maiores valores que SL, exceto para triglicerídeos, que não foi diferente entre as cidades. Gestantes com SM não tiveram risco de parto pré-termo (RR1,40; IC95% 0,80-2,54), apenas as hipertensas (RR 3,27; IC95% 1,92-5,55). Conclusões: As gestantes de RP apresentaram mais alterações metabólicas que as de SL.
Título em inglês
Pregnant woman metabolic profile of Ribeirão Preto e São Luís - cohorts 2010
Palavras-chave em inglês
Birth cohort; Blood pressure; Lipid profile; Metabolic syndrome; Newborn
Resumo em inglês
Background: The regular physiology of pregnancy includes several components of metabolic syndrome (MS), such as some degree of resistance to insulin, accumulation of adipose tissue, hyperlipidemia and activation of the inflammatory cascade. Despite this, few studies have been dedicated to evaluating the metabolic profile of pregnant women. Objectives: To identify and compare the metabolic changes that occur during pregnancy in two birth cohorts in 2010 in the cities of Ribeirão Preto (RP) and São Luís (SL). Methods: Pregnant women (1400 in PR and 1447 in SL) and mother-RN pairs (1370 in RP and 1382 in SL) were studied in two moments of the birth cohorts of the two municipalities. The information was obtained through questionnaires applied to these women, in addition to anthropometric and biochemical evaluation and blood pressure measurement. Metabolic syndrome (MS) was defined by an adaptation of the NCEPIII criteria. For the comparison of the two municipalities, chi-square and Student's t-tests were used, with a significance level of 5%. To evaluate the association between preterm delivery and altered metabolic profile, unadjusted RRs and their 95% CI were calculated. Results: Compared with SL, RP showed higher rates of pre-gestational overweight and obesity (40.1% vs 25.8%) and preterm birth (9.7% vs 7.4%). The frequency of MS was almost twice as high in PR (5.7% vs 3.3%), as well as altered blood pressure (4% vs 2%) and altered blood glucose (16.5% vs. 9.9%). HDL Cholesterol alteration was more frequent in pregnant women with SL (13.9% vs 7.5%). Regarding the means of the biochemical profile, RP presented higher values than SL, except for triglycerides, which was not different between cities. Pregnant women with MS had no risk of preterm delivery (RR 1.40, 95% CI 0.80-2.54), only those with hypertension (RR 3.27, 95% CI, 1.92-5.55). Conclusion: PR women presented more metabolic alterations than SL women due, in part, to the more advanced state in nutritional transition for women in RP.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.