• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-25042018-102302
Documento
Autor
Nome completo
Michelle Zampar Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Valera, Elvis Terci (Presidente)
Braccialli, Lígia Maria Presumido
Carmona, Fabio
Linhares, Maria Beatriz Martins
Título em português
Análise da dor no câncer infantojuvenil na intervenção de um programa com videogame
Palavras-chave em português
Câncer Infantojuvenil
Dor
Videogames
Resumo em português
Introdução: O câncer infantil coloca a criança diante de hospitalizações frequentes e prolongadas e expõe a dor e fatores estressores durante suas fases de tratamento. Esta situação pode provocar alterações no desenvolvimento típico da criança. O aspecto lúdico do brincar, com o uso do videogame dentro do hospital, pode ser um elemento importante na busca pela diminuição da dor. Objetivo: Analisar a dor e enfrentamento da dor de crianças e adolescentes com câncer hospitalizadas por meio de intervenção com o uso do videogame. Método: Participaram do estudo 40 crianças e adolescentes hospitalizadas com diagnóstico de câncer e seus cuidadores. A intervenção consistiu em terapia com uso de jogos de videogame WII durante a internação por três dias consecutivos, com sessões de 60 minutos/dia. Antes e após cada sessão, o participante graduou sua dor utilizando a Escala Analógica Visual (EVA) e diagrama do corpo. No inicio e no final do programa de intervenção com videogame foi respondido pelos participantes e pelos pais o questionário "PedsQLTM Pediatric Pain Coping Inventory TM" (Child Form; Teen Form; Parent Form) e perguntas sobre o programa com videogame. Resultados: O estudo não demonstrou diferenças estatisticamente significantes sobre o controle e vivência da dor no câncer infantojuvenil, ainda que alguns possíveis efeitos positivos foram observados individualmente. Conclusão: o programa com videogame parece não contribuir na área de suporte terapêutico e intervenções não-farmacológicas para o controle da dor em crianças e adolescentes com câncer de modo coletivo.
Título em inglês
Analysis of pain in children and adolescents with cancer in the intervention of a program with videogame
Palavras-chave em inglês
Childhood cancer
Pain
Videogames
Resumo em inglês
Introduction: Childhood cancer places the child in frequent and prolonged hospitalizations and exposes them to stressors factors and pain during different treatment phases. This situation may cause changes in the child´s typical development. The lively aspect of playing, with the aid of videogame inside the hospital ward might be an important element in the search of reducing pain. Puporse: to analyse the pain and pain coping of children and teenagers with cancer during hospitalization with the use of videogame. Method: Participated of the study 40 children and teenagers hospitalized with the diagnosis of cancer and their caregivers. The intervention consisted in therapy with the use of videogame WII during the hospitalization for three consecutive days, with sessions lasting 60 minutes/day. Before and after each session, the participant ranked its pain utilizing the Visual Analog Scale (VAS) and body diagram. In the beginning and at the end of the videogame intervention program, it was answered by the participants and by their caregivers the questionnaire "PedsQLTM Pediatric Pain Coping Inventory TM (Child Form; Teen Form; Parent Form)" and questions about the program with videogame. Results: The study did not show statistically signficant differences on the control and on personal pain experience in children and adolescent with cancer that entered the program; yet, some possible positive effects were observed individually. Conclusion: This videogame program intervention did not show benefits on pain control and pain coping for the general study population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.