• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-24042018-165341
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Regina Medeiros Malfará
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Carlotti, Ana Paula de Carvalho Panzeri (Presidente)
Camelo Junior, Jose Simon
Pereira, Leonardo Régis Leira
Ungari, Andrea Queiróz
Título em português
Avaliação do impacto das intervenções do farmacêutico clínico na prevenção de problemas relacionados à farmacoterapia em um centro de terapia intensiva pediátrico de hospital de ensino
Palavras-chave em português
Centro de terapia intensiva pediátrica
Equipe multidisciplinar
Farmacêutico clínico
Farmácia clínica
Intervenções farmacêuticas
Problemas relacionados à farmacoterapia (PRF)
Resumo em português
Erros de medicação e eventos adversos relacionados a medicamentos são comuns em pacientes hospitalizados. O risco de ocorrer problemas com a população pediátrica é cerca de três vezes maior do que com a população adulta, especialmente em unidades de terapia intensiva, onde os pacientes são submetidos a grande número de prescrições de medicamentos intravenosos, com baixo índice terapêutico e formas farmacêuticas adaptadas. A farmácia clínica tem como objetivo introduzir o farmacêutico clínico junto à equipe multidisciplinar de saúde no sentido de intervir, prevenindo problemas relacionados a medicamentos à farmacoterapia (PRF), otimizando-a e contribuindo para a segurança do paciente. O presente estudo teve como objetivo avaliar a implantação e o impacto das intervenções da farmácia clínica no Centro de Terapia Intensiva-Pediátrico (CTIP) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP). Trata-se de estudo prospectivo, observacional e descritivo que incluiu crianças de zero a dezoito anos, no período de um ano. Foi aplicada a ferramenta Failure Mode and Effects Analysis (FMEA - Análise dos Modos de Falha e seus Efeitos) no início do estudo para avaliar os riscos relacionados aos medicamentos no CTIP e orientar a atuação da farmácia clínica, em que o farmacêutico avaliou as prescrições diárias e realizou intervenções junto à equipe multidisciplinar. Foram acompanhadas 162 crianças e avaliadas 1586 prescrições com uma taxa de PRF de 12,42% (IC95% 10,50-14,04). Foram realizadas 197 intervenções com custo salvo de R$15.118,73. Os principais tipos de intervenções foram relacionados à indicação e necessidade do medicamento. A partir destas, os grupos foram divididos em pacientes com PRF e sem PRF. Foram detectadas diferenças significativas nas seguintes variáveis: peso, idade, tempo de internação, tempo de acompanhamento, custo total, custo salvo pelas intervenções, gravidade dos pacientes avaliada pelo escore PRISM e PELOD, quantidade total de medicamentos utilizados e quantidade de medicamentos potencialmente perigosos e endovenosos contínuos. Além disso, houve diferenças significativas na taxa de óbito e nas categorias diagnósticas entre os grupos. A implantação do serviço de farmácia clínica no CTIP mostrou impacto positivo na redução de riscos relacionados a todo o processo de utilização de medicamentos. As intervenções do farmacêutico clínico identificaram e preveniram PRF, promovendo o uso racional de medicamentos e contribuindo para a redução de custos associados à prescrição médica.
Título em inglês
Evaluation of the impact of clinical pharmacist interventions in the prevention of pharmacotherapy-related problems in a pediatric intensive care center of teaching hospital
Palavras-chave em inglês
Clinical pharmacist
Clinical pharmacy
Drug related problems (DRPs)
Multidisciplinary team
Pediatric intensive care unit
Pharmaceutical interventions
Resumo em inglês
Medication errors and adverse events related to drugs are common in hospitalized patients. The potential risk for medication errors in pediatric patients is about three times higher than in adults, especially in intensive care units, where patients are subjected to a large number of intravenous drug prescriptions, with low therapeutic index and adapted pharmaceutical forms. Clinical pharmacy aims to introduce the clinical pharmacist in a multidisciplinary health team in order to intervene, preventing drug-related problems (DRPs) and optimize pharmacotherapy, contributing to patient safety. This study aimed to assess the implementation and the impact of clinical pharmacy interventions in the Pediatric Intensive Care Unit (PICU) of Hospital das Clinicas of Ribeirao Preto Medical School, University of São Paulo (HCFMRP-USP). This was a prospective, observational and descriptive study which included children from zero to eighteen years of age, over a one year period. Failure Mode and Effects Analysis Tool (FMEA) was applied at the beginning of the study to assess the risks related to medicines in the PICU and to guide clinical pharmacy work, where the pharmacist evaluated daily prescriptions and made interventions along with a multidisciplinary team. One thousand five hundred and eighty-six prescriptions of 162 children were assessed, and a DRPs rate of 12.42% (95% CI - 10.50 to 14.04) was found. One hundred ninety-seven interventions were performed, with a cost saving of R$ 15,118.73. The main types of interventions were related to indication and necessity of the drug. From these, the groups were divided in patients with DRPs and without DRPs. Significant differences were found in weight, age, time of hospitalization, time of follow-up, total cost, costs saved by interventions, severity of patients assessed by PRISM and PELOD scores, total amount of medications used, and number of potentially dangerous and continuous intravenous medications. In addition, there were significant differences in mortality rate and diagnostic categories between groups. The implementation of clinical pharmacy service in the PICU showed a positive impact on patients' treatment. The clinical pharmacist interventions identified and prevented DRPs, promoting the rational use of medications and contributing to the reduction of costs associated with medical prescription.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.