• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-10042018-142935
Documento
Autor
Nome completo
Emiliana Ribeiro Darrigo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Martinelli Junior, Carlos Eduardo (Presidente)
Bettiol, Heloisa
Castro, Luiz Cláudio Gonçalves de
Título em português
Associação do tecido adiposo medular ósseo, massa óssea e a expressão do receptor tipo 1 dos IGFs em crianças e adolescentes obesos
Palavras-chave em português
Adolescentes
Crianças
Densidade mineral óssea
IGF-I
Obesidade
Ressonância magnética
Resumo em português
O tecido adiposo e ósseo tem uma íntima relação, desde a origem comum nas células tronco estromais derivadas da medula óssea. Sabe-se que o peso corporal tem estreita correlação com a massa óssea em seres humanos. Porém, ainda não é claro qual componente do peso corporal tem maior influência sobre o ganho de massa óssea e sobre a adiposidade na medula óssea, visto que tanto indivíduos com baixo peso, quanto os obesos, apresentam altas taxas de fraturas. O objetivo deste trabalho foi comparar crianças e adolescentes obesos e eutróficos em relação a composição óssea, adiposidade da medula óssea em coluna lombar (L3), expressão do Receptor tipo 1 de IGF (IGF1R) e concentrações séricas de IGF-I e buscar correlação entre estas variáveis. Para tanto foram avaliados crianças e adolescentes de 10 a 17 anos, divididos em grupo controle e grupo obeso. Esses grupos foram submetidos a avaliação antropométrica, densitometria óssea de coluna lombar e corpo total e ressonância magnética de coluna lombar e abdome total, além de dosagens séricas de parâmetros bioquímicos e hormonais. Os pacientes do grupo obeso apresentaram associação positiva da densidade mineral óssea tanto com massa gorda quanto com massa magra, enquanto que o grupo controle apresentou associação positiva da densidade mineral óssea apenas com a massa gorda. Não houve diferença entre os grupos quanto a adiposidade da medula óssea, nem quanto aos valores de IGF-I, IGFBP3 e expressão do gene do IGF1R.
Título em inglês
Association of bone marrow adipose tissue, bone mass, and type 1 IGF receptor expression in obese children and adolescents
Palavras-chave em inglês
Adolescents
Bone mineral density
Children
IGF-I
Magnetic resonance imaging
Obesity
Resumo em inglês
The adipose and bone tissue has an intimate relationship, from the common origin in stromal stem cells derived from the bone marrow. It is known that body weight has a close correlation with bone mass in humans. However, it is still unclear which component of body weight has a greater influence on bone mass gain and adiposity in the bone marrow, since both individuals with low weight and obese have high fracture rates. The objective of this study was to compare obese and eutrophic children and adolescents in relation to bone composition, bone marrow adiposity in the lumbar spine (L3), expression of IGF type 1 receptor (IGF1R) and serum concentrations of IGF-I and to seek correlation between these variables. For this, children and adolescents between 10 and 17 years old were divided into control and obese groups. These groups were submitted to anthropometric evaluation, bone densitometry of the lumbar spine and total body and lumbar spine and total abdominal magnetic resonance, in addition to serum levels of biochemical and hormonal parameters. The patients in the obese group had a positive association of bone mineral density with both fat mass and lean mass while the control group showed a positive association of bone mineral density with fat mass only. There was no difference between the groups regarding bone marrow adiposity, nor regarding IGF-I, IGFBP3 and IGF1R gene expression.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.