• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-23042018-115104
Documento
Autor
Nome completo
Lidia Maria Prada
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Engel, Edgard Eduard (Presidente)
Baptista, André Mathias
Etchebehere, Mauricio
Garcia, Flávio Luís
Título em português
Avaliação funcional retrospectiva de pacientes com tumor ósseo tratados com endoprótese
Palavras-chave em português
Artroplastia de substituição
Dinamometro de força muscular
Força muscular
Neoplasia benigna
Neoplasia maligna
Resumo em português
Nesta dissertação avaliamos o pico de torque da máxima contração voluntária de diferentes grupos musculares do membro operado e não operado em pacientes submetidos à ressecção de tumores ósseos e reconstrução com endopróteses do joelho (17 pacientes) ou do quadril (11 pacientes). Foi comparado o torque do lado acometido com o não acometido e, no caso do joelho, a redução do torque das ressecções distais do fêmur (8 pacientes) com as proximais da tíbia (9 pacientes). A redução do torque dos grupos musculares responsáveis pelo movimento das articulações estudadas foi definida como a proporção da diferença entre o lado acometido e o não acometido em relação ao torque do lado não acometido. No joelho houve redução do torque extensor de 77,5% e flexor de 29,1%. Não foi encontrada diferença na redução dos torques extensor e flexor entre ressecções proximais da tíbia e distais do fêmur apesar da necessidade de reinserção do ligamento patelar no primeiro caso. A reabilitação apresentou correlação inversa e moderada com a redução do torque, mostrando a importância da atividade física para manutenção ou melhora da força muscular. Nas reconstruções do quadril houve redução de todos os grupos musculares avaliados, sendo maior para os abdutores (39%), que foi o único grupo muscular reinserido à prótese com sutura. Apesar dos resultados funcionais bons e excelentes obtidos pelo questionário Musculoskeletal Tumor Society Rating Scale (MSTS) houve redução significativa da força para todos os grupos musculares estudados. Este estudo é original na medida em que o estudo das forças musculares é pouco explorado nas endopróteses do joelho e inédito nas endopróteses do quadril. Concluímos que não houve diferença significativa da redução da força muscular quando comparadas ressecções do fêmur distal e da tíbia proximal e que a altura da patela, o surgimento de complicações e o tempo de seguimento não influenciaram a redução da força muscular nas ressecções do joelho, mas o maior tempo de reabilitação melhorou o desempenho muscular. Nas reconstruções do quadril a redução da força ocorreu em todos os grupos musculares avaliados, sendo maior para os abdutores (39%). A redução do torque abdutor mostrou ter correlação com os resultados obtidos na avaliação do questionário MSTS.
Título em inglês
Retrospective functional evaluation of bone tumor patients treated with endoprosthesis
Palavras-chave em inglês
Arthroplasty
Muscle strength
Muscle strength dynamometer
Neoplasms
Replacement
Resumo em inglês
In this dissertation, the peak torque of the maximum voluntary contraction of different muscle groups of the operated and non-operated limbs was measured in patients submitted to bone tumors resection and reconstruction with knee (17 patients) or hip (11 patients) endoprosthesis. The affected side was compared to the contralateral side and the torque deficit ratio was used to compare distal femur and proximal tibia resections. The torque deficit ratio was defined as the ratio of the torque difference between the affected and non-affected sides in relation to the non-affected side torque. Extension torque deficit ratio of the knee was 77,5% and flexor torque deficit ratio was 29,1%. No difference was found in extensor and flexor torque deficit ratios between distal femur (8 patients) and proximal tibia (9 patients) resections despite the need for reinsertion of the patellar ligament in the latter case. Rehabilitation presented an inverse and moderate correlation with torque deficit ratio, showing the importance of physical activity for maintenance or improvement of muscle strength. Strength reduction was seen in all muscle groups after hip reconstruction and was more intense in abductor muscles (39,0%), which was the only muscle group reinserted to the prosthesis with suture. Despite the good and excellent functional results obtained from the Musculoskeletal Tumor Society Rating Scale (MSTS), there was a significant strength reduction of all studied muscle groups. The need for muscular reinsertion and biomechanical factors did not affect the torque deficit ratio. Muscular strength has been scarcely studied after implantation of knee endoprosthesis and never after hip endoprosthesis which turns this study original. We concluded that there was no significant difference of muscle strength deficit when comparing distal femur and proximal tibia resections and that patellar height, complication upset, and follow-up time did not influence muscle strength in the knee resections, but longer rehabilitation time improves muscle performance in knee reconstructions. In hip reconstructions, the force reduction occurred in all muscle groups evaluated, being higher for the abductors (39,0%). Abductor torque reduction was shown to correlate with the results obtained in the MSTS questionnaire.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.