• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Madalena San Gregorio Guedes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Volpon, José Batista (Presidente)
Rocha, Murilo Antônio
Barbosa, Marcello Henrique Nogueira
Paula, Francisco Jose Albuquerque de
Título em português
Efeitos da restrição alimentar sobre a cartilagem de crescimento e no tecido ósseo em tíbias de ratos
Palavras-chave em português
Cartilagem de crescimento
Desnutrição
Ratos
Tecido ósseo
Resumo em português
A desnutrição é uma condição clínica decorrente da deficiência de um ou mais nutrientes essenciais para homeostase do organismo. Em crianças continua a ser um dos problemas mais graves de saúde pública no mundo, em virtude de sua grandeza e consequências desastrosas para o crescimento, desenvolvimento e sobrevivência, o acarretando graves comprometimentos na idade adulta. O osso é extremamente sensível a mudanças metabólicas, hormonais e nutricionais. Alterações internas e externas ao organismo podem interferir na aquisição de massa óssea máxima, levar a doenças osteometabólicas e afetar o crescimento de ossos longos. Uma alimentação adequada, com fornecimento de todos os nutrientes necessários ao organismo é crucial para o desenvolvimento do sistema esquelético. No entanto, os estudos de qualidade óssea e crescimento no desnutrido ainda são poucos na literatura. Sendo assim, o nosso objetivo foi avaliar os efeitos da restrição alimentar no tecido ósseo (trabecular e cortical) e na cartilagem de crescimento de ratos em crescimento. Neste estudo, a qualidade do tecido ósseo e da cartilagem de crescimento das tíbias foi analisada em ratos normais e desnutridos. Foram utilizados 72 ratos machos, com massa corpórea inicial de 70 a 80 gramas, que permaneceram alojados em gaiolas individuais e foram aleatoriamente divididos em 2 grupos experimentais com dois subgrupos cada, conforme o tempo de exposição à restrição alimentar: CON1: ratos normais, observados por 56 dias; RA1: ratos submetidos à restrição alimentar, observados por 56 dias; CON2: ratos normais, observados por 70 dias; RA1: ratos submetidos à restrição alimentar, observados por 70 dias. A desnutrição foi induzida por meio da restrição alimentar em 50%, ou seja, metade da quantidade ingerida pelos animais controles. Ao término do período experimental, após 56 e 70 dias, os ossos foram submetidos às análises macroscópica, microtomografia computadorizada (avaliação qualitativa e quantitativa da microestrutura óssea), densitometria óssea (DXA), microscopia óptica (caracterização dos tecidos), histomorfometria (quantificação de colágeno e volume trabecular), de expressão gênica e ensaio mecânico (avaliação da resistência mecânica). O nível de significância estatística foi de 5%. Embora a desnutrição não tenha resultado em alterações na expressão gênica, várias alterações fenotípicas foram observadas na cartilagem de crescimento (diminuição do volume; redução da área total, área de ossificação e espessura; alterações celulares nas zonas hipertrófica e proliferativa; tecido mais fraco na resistência ao cisalhamento), osso trabecular e cortical (redução no tamanho e massa óssea; menor densidade óssea; deterioração na microarquitetura trabecular e cortical e; menos trabéculas com menor deposição de colágeno). Concluiu-se que a restrição alimentar causou efeitos deletérios para a cartilagem de crescimento, osso trabecular e cortical, indicando interferência nos mecanismos de ossificação osteocondral e intramembranosa.
Título em inglês
The effects of food restriction on the growth plate and bone tissue in rats tibiae
Palavras-chave em inglês
Bone tissue
Growth plate
Malnutrition
rats
Resumo em inglês
Clinical undernutrition is characterized by the depletion of one or more nutrients that are essential for human homeostasis. Undernutrition in children results in a serious health impact due to the impairment in growth and bone quality in adulthood. Several factors may interfere with the peak mass achieved by an individual and interfere in growth and osteometabolic disorders. An adequate nutritional intake is an essential factor for bone development. However, few studies have investigates the relation between bone quality and growth in malnourished subjects. Therefore, we aimed to study the effects of food restriction on the growth plate and bone tissue (trabecular and cortical) in growing rats. 72 male Wistar rats weighing approximately 70-80g were randomly assigned into two groups and, subsequently subdivided into two subgroups according to the experimental follow-up: CON1: control rats followed by 56 days; RA1: food restricted rats followed by 56 days; CON2: control rats followed by 70 days and, RA2: food restricted rats followed by 70 days. After weaning, food restricted rats were fed 50% of the ad libitum food intake. At the end of each experimental period, the rats were euthanized and tibias were analyzed by morphological measurements, micro-computed tomography (qualitative and quantitative analysis of bone microstructure), dual-energy X-ray absorptiometry (DXA), optical microscopy (tissue characterization), histomorphometry (trabeculae quantity and collagen deposition), gene expression and mechanical test (mechanical strength assessment). Statistical significance was set when p<0.05. Although undernutrition did not alter gene expression, several phenotypic changes were seen at the growth plate (i.e. decreased in growth plate volume, reduction in total growth plate area and thickness, decrease in area of proliferative, hyperthrofic and ossified zones and, decrease in hyperthrofic cells and lesser mechanical resistance), trabecular and cortical bone (i.e. reduction in bone size and mass, bone density, deterioration at the trabecular and cortical microstructure, reduction in trabeculae bone and collagen deposition) of growing rats subjected to food restriction. We concluded that food restriction caused detrimental effects on growth plate, trabecular bone and cortical shaft, evidencing deleterious changes in the mechanisms of osteochondral and intramembranous bone formation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.