• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2007.tde-27022008-150511
Documento
Autor
Nome completo
Carina Fernanda Robles Angelini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2007
Orientador
Banca examinadora
Bava, Maria do Carmo Gullaci Guimarães Caccia (Presidente)
Guanaes, Carla
Rocha, Juan Stuardo Yazlle
Título em português
Os sentidos construídos acerca do cuidado ao portador de transtorno mental grave por uma equipe de saúde da família na cidade de Araraquara - SP
Palavras-chave em português
atenção primária à saúde
Construcionismo social
estratégia de saúde da família
reforma psiquiátrica
saúde mental
Resumo em português
O processo de transformação das ações no campo da saúde mental no Brasil tem se configurado como um grande desafio a todos os atores sociais envol vidos. As múltiplas significações da loucura, os conceitos de saúde-doença, os modelos de organização da rede assistencial, a (des)alocação de recur sos, a preparação dos profissionais para o novo projeto tecno-político, deter minam condutas e norteiam decisões com relação à promoção do cuidado em saúde mental. Novas tendências apon tam para a importância de ações cons truídas a partir de seu contexto, volta das a comunidades. Dessa forma, a construção de novos dispositivos para o cuidado ao doente mental, como a implan tação dos CAPS, propôs a reorganiza ção do cuidado, a implantação da Es tratégia Saúde da Família o fez em rela ção ao cuidado à saúde de forma abran gente. Estes dois dispositivos devem integrar-se numa rede articulada sob a lógica do cuidado coordenado, humani zado, territorializado, paciente-centrado, não sendo suficiente a mera mudança física dos locais das práticas assisten ciais. Assume-se que é preciso sair dos fundamentos rígidos para as flexibilida des, da especialidade profissional isola da para o conhecimento interdisciplinar colaborativo. Nessa reconstrução as falas dos trabalhadores ganham valor fundamental e o construcionismo social oferece condições para se conhecer o modo como as pessoas constroem sentidos no contexto onde realizam suas práticas. Objetivo: compreender os sentidos sobre o cuidado ao portador de transtorno mental grave, construídos por uma equipe de saúde da família. Método: Foi áudio-gravada uma sessão de Grupo Focal com a equipe de saúde da família na cidade de Araraquara (SP), de onde procede o maior número de encaminhamentos de pacientes para o CAPS. Para análise dos dados foi utilizado o Construcionismo Social como referencial teórico-metodológico. A sessão de grupo foi transcrita e junto ao diário de campo, constituíram a base de dados. Construiu-se um Mapa de Associação de Idéias baseado na transcrição do grupo focal, utilizando-se categorias de análise e eixos temáticos. Resultados: A análise descreveu senti dos acerca das noções que vem sustentando as práticas de cuidado ao portador de transtorno mental em uma equipe de saúde da família. Verificou-se que, a multiplicidade de sentidos favore ce a desnaturalização de discursos fixos sobre o doente mental grave se seu cuidado na Atenção Básica. Considerações finais: A construção conjunta aponta possibilidades de transformação do cuidado àqueles que, historicamente, tiveram a si mesmos e seus cuidados excluídos dos serviços de saúde e do mundo social.
Título em inglês
Meaning construction about the care of severe mental disorder individuals by a family health team in the city of Araraquara - SP.
Palavras-chave em inglês
family health program
mental health
primary health care
psychiatric reformation
Social constructionism
Resumo em inglês
The process of transformation of the actions in the field of the mental health in Brazil has been configuring as a great challenge. The multiple meanings of the madness, the concepts of health-disea se, the models of organization of the net of health, the distribution of resources, the professionals' preparation for the new technical and political project, they determine attitudes, and they drive deci sions in the therapeutic process in men tal health. The Psychiatric Reform made possible the construction of new devi ces for the care of the patient, as the implantation of the Psychosocial atten tion center (CAPS), as well as implan tation of the of the Family Health strate gy, proposed the reorganization of the care to the health. These two devices should become complete in an articulate net under the coordinated care, huma nized, patient-centered, not being enough the mere physical change of the places of the practices. It is assumed that is necessary to leave of the rigid foundations for the flexibilities, of the isolated professional specialty for the knowledge exchanged. In that recons truction of relationships, the workers' speeches are of fundamental value and the social constructionism offers con ditions to know the way as the people develop and how they build and felt the accomplish their practices. Objective: This study aim to understand how the members of a Health Family program team think of the inclusion of the care in mental health, in primary health care. Method: A session of focal group with a team of the family health program in the city of Araraquara (SP) was audio-recorded. For analysis of the data, social construcionism was used as theoretical-methodological referencial. The group session was transcribed and close to the field diary, they constituted the base of data. A map of association of ideas was built based on the transcription of the focal group, being used analysis categories and thematic axes. Results: The analysis described senses concerning the notions that it is sustaining the care practices to the bearer of mental upset in a team of health of the family. It was verified that the multiplicity of senses facilitate the denaturalization of fixed speeches on the mental patient care. Final considerations: The team new senses can transform the possibilities of care of those who were excluded of the services of health and the social world.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese.pdf (541.97 Kbytes)
Data de Publicação
2008-02-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.