• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2012.tde-20122012-092250
Documento
Autor
Nome completo
Marília Augusta Sousa Nascimento
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Sartorelli, Daniela Saes (Presidente)
Fabbro, Amaury Lelis Dal
Fermino, Rogério César
Título em português
Prevalência de excesso de peso em adultos segundo a percepção do ambiente para a prática de atividade física em um município paulista de pequeno porte
Palavras-chave em português
Ambiente obesogênico
Ambiente para a prática de atividade física
Prevalência do excesso de peso
Resumo em português
O objetivo do presente estudo foi investigar a relação entre a prevalência de obesidade e percepção do ambiente para a prática de atividades físicas em adultos de Itirapuã - SP. Desenvolveu-se um estudo do tipo transversal de base populacional com 216 adultos. Dados sócio demográficos e comportamentais foram obtidos por meio de um questionário estruturado. A percepção do ambiente para a prática de atividade física foi avaliada por meio de um questionário estruturado adaptado da Neighborhood Environmental Walkability Scale (NEWS), previamente validado para a população brasileira. As prevalências de excesso de peso e obesidade (IC 95%) foram estimadas. Para avaliar a associação entre o excesso de peso (sobrepeso e obesidade) e a percepção do ambiente para a prática de atividade física foram empregados modelos de regressão logística bivariados e ajustados por sexo e idade. Dentre os 216 adultos avaliados, 55% eram do sexo feminino e a média de idade foi de 37 (12) anos. Elevada proporção de sobrepeso (31%) e obesidade (25,5%) foi observada. Em modelos de regressão ajustados por sexo e idade, verificou-se que os indivíduos que residiam em locais mais distantes de escolas de ensino fundamental [OR 1,99 (IC95% 1,13; 3,47)], locadoras de filmes [OR 2,33 (IC95% 1,29; 4,19)] e praças ou locais ao ar livre onde pudessem praticar atividade física [OR 2,05 (IC95% 1,15; 3,66)] apresentaram maior chance de ocorrência de excesso de peso. Quanto ao nível de satisfação com o bairro, observou-se que a satisfação com a qualidade e quantidade de supermercados no bairro de residência estava inversamente associada à ocorrência de excesso de peso [OR 0,14 (IC95% 0,03; 0,69)]. Os dados sugerem que os adultos residentes em municípios de pequeno porte também são influenciados pelo ambiente para a prática de atividade física e que este está associado à ocorrência do excesso de peso.
Título em inglês
Prevalence of excess weight in adults according to perception of the environment for the practice of physical activity in a town in São Paulo state.
Palavras-chave em inglês
environment for the practice of physical activity
Key words
obesogenic environment
Prevalence of excess weight
Resumo em inglês
The aim of the present study was to investigate the relationship between the prevalence of obesity and the perception of the environment for the practice of physical activity in adults from Itirapuã, São Paulo state. A population-based cross-sectional study involving 216 adults was conducted. Sociodemographic and behavioral data were collected using a structured questionnaire. The perception of the environment for the practice of physical activity was assessed by an adapted version of the structured questionnaire Neighborhood Environmental Walkability Scale (NEWS) validated for use in the Brazilian population. Prevalences of both overweight and obesity (95% CI) were estimated. Bivariate logistic regression models, adjusted for gender and age, were employed to assess the relationship between excess weight (overweight and obesity) and perception of the environment for the practice of physical activity. Of the 216 adults assessed, 55% were women and mean age was 37 (±12) years. A high rate of overweight (31%) and obesity (25.5%) was found. The regression models adjusted for gender and age revealed that individuals living far from primary schools [OR 1.99 (95%CI 1.13; 3.47)], movie rental stores [OR 2.33 (95%CI 1.29; 4.19)] and squares or spaces outside to perform physical activities [OR 2.05 (95%CI 1.15; 3.66)] had a higher risk of excess weight. Regarding level of satisfaction with the neighborhood, satisfaction with the quality and quantity of supermarkets in the neighborhood of residence was inversely associated with excess weight [OR 0.14 (95%CI 0.03; 0.69)]. These results suggest that adults living in small towns are also influenced by the environment in terms of practice of physical activity and that this is associated with excess weight.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-02-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.