• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2010.tde-20102010-151349
Documento
Autor
Nome completo
Soraya Jabur Badra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Passos, Afonso Dinis Costa (Presidente)
Fabbro, Amaury Lelis Dal
Sousa, Ricardo Luiz Moro de
Título em português
Estudo sorológico retrospectivo sobre a hantavirose no município de Cássia dos Coqueiros, no período de 1986 a 1991
Palavras-chave em português
Cássia dos Coqueiros
Hantavírus
Inquérito Sorológico
Resumo em português
As infecções por Hantavirus têm obtido nos últimos anos maior atenção por parte dos órgãos de saúde pública dos países da Europa, Ásia e Américas por produzirem graves doenças. No Brasil, já chegam a 1077 os casos notificados de Síndrome Pulmonar e Cardiovascular por Hantavirus (SPCVH), sendo que 70 destes ocorreram na região de Ribeirão Preto, com letalidade de 48%. Sabendo que os Hantavirus do Continente Americano só passaram a ser conhecidos a partir de 1993, interroga-se se infecções por estes agentes ocorriam no Brasil antes deste ano, o que serviu de motivação para este trabalho. Trata-se de um estudo retrospectivo sobre a situação das infecções por Hantavirus na população do Município de Cássia dos Coqueiros, região de Ribeirão Preto, SP. Com cerca de 2800 habitantes, o Município tem sua atividade econômica essencialmente agrícola, tendo mostrado, em anos recentes, grande intensidade de cultivo da gramínea Brachiaria decumbens. De 1999 a 2003 ali ocorreram 4 casos de SPCVH entre trabalhadores rurais. A presente investigação utilizou 1876 soros coletados entre 1986 e 1991, por ocasião de uma pesquisa sobre hepatites virais, e mantidos desde então em soroteca. Os soros foram testados para pesquisa de IgG contra Hantavirus utilizando um ELISA que tem como antígeno a proteína N recombinante do vírus Araraquara, que produziu os casos de SPCVH na região. Dentre os soros analisados, 89(4,7%) apresentaram resultados positivos, mostrando que esta infecção já ocorria, previamente à descrição dos Hantavirus americanos, e que, provavelmente, deve estar ocorrendo há muitos anos nesta região.
Título em português
ESTUDO SOROLÓGICO RETROSPECTIVO SOBRE A HANTAVIROSE NO MUNICÍPIO DE CÁSSIA DOS COQUEIROS, NO PERÍODO DE 1986 A 1991
Palavras-chave em português
Cássia dos Coqueiros
Hantavírus
Inquérito Sorológico
Resumo em português
As infecções por Hantavirus têm obtido nos últimos anos maior atenção por parte dos órgãos de saúde pública dos países da Europa, Ásia e Américas por produzirem graves doenças. No Brasil, já chegam a 1077 os casos notificados de Síndrome Pulmonar e Cardiovascular por Hantavirus (SPCVH), sendo que 70 destes ocorreram na região de Ribeirão Preto, com letalidade de 48%. Sabendo que os Hantavirus do Continente Americano só passaram a ser conhecidos a partir de 1993, interroga-se se infecções por estes agentes ocorriam no Brasil antes deste ano, o que serviu de motivação para este trabalho. Trata-se de um estudo retrospectivo sobre a situação das infecções por Hantavirus na população do Município de Cássia dos Coqueiros, região de Ribeirão Preto, SP. Com cerca de 2800 habitantes, o Município tem sua atividade econômica essencialmente agrícola, tendo mostrado, em anos recentes, grande intensidade de cultivo da gramínea Brachiaria decumbens. De 1999 a 2003 ali ocorreram 4 casos de SPCVH entre trabalhadores rurais. A presente investigação utilizou 1876 soros coletados entre 1986 e 1991, por ocasião de uma pesquisa sobre hepatites virais, e mantidos desde então em soroteca. Os soros foram testados para pesquisa de IgG contra Hantavirus utilizando um ELISA que tem como antígeno a proteína N recombinante do vírus Araraquara, que produziu os casos de SPCVH na região. Dentre os soros analisados, 89(4,7%) apresentaram resultados positivos, mostrando que esta infecção já ocorria, previamente à descrição dos Hantavirus americanos, e que, provavelmente, deve estar ocorrendo há muitos anos nesta região.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
SORAYA_TESE.pdf (791.85 Kbytes)
Data de Publicação
2013-04-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.