• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2006.tde-19092006-112400
Documento
Autor
Nome completo
Karina Viviani Bezerra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2006
Orientador
Banca examinadora
Santos, Jair Licio Ferreira (Presidente)
Pfeifer, Luzia Iara
Souza, Lícia Barcelos de
Título em português
"Estudo do cotidiano e qualidade de vida de pessoas com insuficiência renal crônica (IRC), em hemodiálise"
Palavras-chave em português
cotidiano e qualidade de vida
hemodiálise
insuficiência renal crônica
Resumo em português
A insuficiência renal crônica (IRC) é considerada um grande problema de saúde pública, devido às altas taxas de morbidade e mortalidade. Os insuficientes renais crônicos (IRCs) apresentam várias dificuldades em seu cotidiano, como: constantes visitas ao médico, sessões de hemodiálise e restrições alimentares; fatores que desestruturam seu cotidiano e comprometem sua qualidade de vida. Essa pesquisa tem como objetivo avaliar a percepção das pessoas com IRC com relação a atividades cotidianas e ocupacionais, junto a dois serviços públicos de saúde em Ribeirão Preto; assim como avaliar a percepção da qualidade de vida dentro dos seguintes domínios: Físico, Psicológico, Social e Meio Ambiente. A amostragem analisada foi composta por 70 indivíduos adultos que recebiam hemodiálise, de ambos os sexos (35 homens e 35 mulheres), com idades variando entre 17 e 60 anos. Os dados foram coletados através da aplicação de três questionários: o primeiro estruturado para a caracterização de dados sócio-demográficos, o segundo para a auto-avaliação do Funcionamento Ocupacional (SAOF) e o terceiro para a Avaliação de Qualidade de Vida da Organização Mundial da Saúde (WHOQOL-bref). Os instrumentos foram úteis e de importância para avaliar a qualidade de vida e o desempenho ocupacional dessas pessoas: observou-se na aplicação do SAOF que, embora a predominância dos resultados possa ser considerada satisfatória, a área com maior escolha da alternativa “necessidade de melhora” foi a de hábitos e valores (20% e 20,5%, respectivamente). Apesar da porcentagem não ser muito alta, é aqui que as dificuldades com relação à organização do cotidiano são mais evidentes, principalmente frente às mudanças de rotinas e expectativas quanto ao futuro. Na aplicação do WHOQOL-bref, constatou-se que os pacientes que se auto-avaliaram com menor média de qualidade de vida são os que têm cônjuge (54.6%), os que estão há mais de um ano em hemodiálise (52.6%), e os pacientes do sexo masculino (58.6%). A variável “anos de escolaridade” mostrou que as pessoas com menos instrução apresentam menor avaliação de sua qualidade de vida nos domínios Físicos (51.1%), Social (61.0%) e Meio Ambiente (61.1%). Entende-se, portanto, que a Terapia Ocupacional apresenta recursos instrumentais para a reestruturação do cotidiano desses pacientes, podendo constituir-se em valiosa contribuição para a assistência.
Título em inglês
“Study of the daily life and quality of life of persons with chronic renal failure (crf), in hemodialysis.”
Palavras-chave em inglês
chronic renal failure
daily life and quality of life
hemodialysis
Resumo em inglês
The chronic renal failure (CRF) is considered a great problem of public health due to the high rates of morbidity and mortality. Persons with chronic renal insufficients (CRIs) present various difficulties in their daily life such as constant visits to the doctor, hemodialysis sessions and food restrictions disorganizing therefore their daily life and quality of life. This research has the aim to evaluate the perception of persons with CRF about the daily life in relation to their occupational functioning in two public health services in Ribeirão Preto and evaluate the perception of quality of life within the following domains: Physical, Psychological, Social and Environmental. The sample studied was composed of 70 adult individuals undergoing hemodialysis, of both genders (35 men and 35 women) in ages varying between 17 and 60. The data was gathered through the application of three questionnaires: one was structured for the characterization of social-demographic data, the second for Self Assessment of Occupational Functioning (SAOF) and the third for evaluation of the Quality of Life according to the World Health Organization’s Quality of Life Evaluation Instrument (WHOQOL-bref). The instruments were useful and of importance to evaluate the quality of life and the occupational performance of those persons. It was noticed from the SAOF that although the most of the results might be considered satisfactory, the area with the greatest choice of the alternative “necessity of improvement” was the one of habits and values (20% and 20.5% respectively). Despite the percentage not being high, there were the difficulties regarding the daily life mainly in face of changes in routine as well as expectations regarding the future. From the application of the WHOQOL-bref, it could be noticed that the patients who self-evaluated themselves with the lowest average of quality of life are the ones who have spouses (54.6%), the ones who have been undergoing hemodialysis for over a year (52.6%) and the male patients (58.6%). The variable years of schooling demonstrated that the persons with less education present lower evaluation of their quality of life in following domains: Physical (51,1%), Social (61,0%) and Environment (61.1%). It is understood, therefore, that the Occupational Therapy presents instrumental resources for the reorganization of those patients’ daily life, constituting a valuable contribution for assistance.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MsBezerraKV.pdf (288.74 Kbytes)
Data de Publicação
2006-09-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.