• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2012.tde-18122012-135036
Documento
Autor
Nome completo
Raquel Mancini de Moraes Soares
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Passos, Afonso Dinis Costa (Presidente)
Fabbro, Amaury Lelis Dal
Souto, Francisco José Dutra
Título em português
Estudo da ocorrência da hepatite C no ambulatório de hepatites virais do Hospital das Clínicas da FMRP-USP
Palavras-chave em português
Doadores de sangue
Hepatite C
Prevalência
Resumo em português
Foram estudados 151 doadores de sangue encaminhados pelo Hemocentro de Ribeirão Preto ao Ambulatório de Hepatites do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto em função de terem apresentado resultados foram positivos para hepatite C nos testes de triagem pré-doação, entre 2001 e 2010. Todos tiveram confirmação diagnóstica mediante uso de técnicas de biologia molecular. No momento de chegada ao Hospital foram entrevistados por uma assistente social ligada ao Núcleo Hospitalar de Epidemiologia, com o objetivo de caracterizá-los segundo variáveis sociodemográficas, estudar fatores de risco presentes e genótipos encontrados. Houve predominância de indivíduos do sexo masculino, com baixos níveis de escolaridade e de estratos sociais menos favorecidos, com idade mediana de 36 anos. Observou-se uma tendência decrescente de infectados ao longo dos anos estudados. O genótipo mais prevalente foi o 1 com percentual de 68,8%, seguido do genótipo 3 (27,0%). Os potenciais fatores de risco mais prevalentes foram história pregressa de hospitalização sem e com cirurgia, multiplicidade de parceiros sexuais no passado, convivência com usuários de drogas, contato com sangue em atendimentos a terceiros, múltiplos parceiros sexuais no presente e contato domiciliar com casos de hepatite. Também com elevadas frequências foram observados os seguintes fatores: antecedente de transfusão sanguínea, uso coletivo de escova de dentes, história de contato sexual com usuários de drogas, frequência a creches na infância e tatuagem. Uso passado de drogas injetáveis e compartilhamento de seringas e agulhas foram relatados por 15,2% e 9,9%, respectivamente. Conclui-se que deve ter ocorrido omissão de inúmeros fatores de risco por ocasião da triagem clínica, possivelmente indicativo do desejo de se utilizar o Banco de Sangue como controle da situação sorológica por parte de parte dos doadores.
Título em inglês
Study of the Occurrence of Hepatitis C in the Ambulatory of Viral Hepatitis of the Clinics Hospital of The School of Medicine of Ribeirão Preto, University of São Paulo.
Palavras-chave em inglês
Blood donors
Hepatitis C
Prevalence
Resumo em inglês
151 blood donators were analyzed sent from the Hemocenter of Ribeirão Preto to the Hepatitis Clinic of the University Hospital of the Ribeirão Preto Medical School, University of São Paulo, because these individuals had presented positive results for Hepatitis C in the screening tests for pre-donation, taken between 2001 and 2010. All of them had diagnosis confirmation through the use of molecular biology techniques. At the moment of arrival in the hospital, they were interviewed by a Social Assistant from the Hospital Nucleus of Epidemiology, in order to characterize them according to socio-demographic variables, to study risk factors that might be present, and genotypes found. The predominance was of male individuals, with low school levels, and coming from a less favored social stratum, with a median age of 36 years. There was a decreasing tendency of infected individuals along the years of study. The most prevailing genotype was type 1 with a percentage of 68.8%, followed by the genotype 3 (27.0%). The most prevailing potential risk factors were previous history of hospitalization with and without surgery, multiplicity of sexual partners in the past, acquaintance with drug user, contact with blood on dealing with to third parties, multiple current sexual partners and home contact with hepatitis cases. The following factors were also observed with high frequency: antecedent of blood transfusion, collective use of tooth brush, history of sexual contact with drug users, attendance to day care clinics in childhood and tattoos. Past use of injectable drugs and syringe and needle sharing were reported by 15.2% and 9.9%, respectively. The conclusion was that there must have been the omission of a number of risk factors at the time of the clinical screening, possibly indicating the desire of using the Blood Bank to make control of the serological status by some of the donators
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Raquel.pdf (3.78 Mbytes)
Data de Publicação
2013-02-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.