• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2012.tde-18072012-232010
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Lara Michelin Sanches
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Sartorelli, Daniela Saes (Presidente)
Ribeiro, Luciana Cisoto
Schmitz, Bethsáida de Abreu Soares
Título em português
Insegurança alimentar domiciliar e estado nutricional de crianças de creches municipais de Ribeirão Preto
Palavras-chave em português
creche
criança
estado nutricional
Insegurança Alimentar Domiciliar
Resumo em português
Segurança Alimentar e Nutricional é a garantia, a todos, de condições de acesso a alimentos básicos de qualidade, em quantidade suficiente, de modo permanente e sem comprometer outras necessidades essenciais, e o desrespeito a este direito indica a insegurança alimentar. Para caracterizar a situação de segurança alimentar das famílias e o estado nutricional de crianças menores de 5 anos de idade de creches no município de Ribeirão Preto-SP desenvolveu-se um estudo transversal e descritivo, com 344 crianças e suas famílias. A segurança alimentar das famílias foi avaliada com a Escala Brasileira de Segurança Alimentar e Nutricional (EBIA) e as famílias classificadas em situação de Segurança Alimentar (SA) e Insegurança Alimentar Leve (IAL), Moderada (IAM) e Grave (IAG). Aplicou-se uma entrevista com os pais para coleta de variáveis sócio-econômicas e demográficas com um questionário estruturado. A antropometria foi realizada nas creches e os índices Peso/Idade (P/I), Peso/Estatura (P/E), Estatura/Idade (E/I) e IMC/Idade (IMC/I) calculados segundo padrão da Organização Mundial da Saúde (2006). Para a classificação do estado nutricional adotou-se os pontos de corte do SISVAN (Ministério da Saúde). Foram calculadas medidas de prevalências e verificou-se associação entre as variáveis do estudo pelo teste qui-quadrado. Identificou-se que a SA estava presente em 45,7% das famílias, enquanto que a IAL, IAM e IAG foram encontradas em 42,4%, 7,8% e 4,1% das famílias, respectivamente. A análise dos dados sócio-econômicos apontou maior proporção de mães com ensino fundamental e de pais que não moram com a família entre aquelas com IA. Verificou-se proporção maior de residência inacabada, menor número de cômodos, maior número de moradores no domicílio, vinculo com programas sociais e menor renda per capita entre as famílias em situação de IA (p<0,05). Não se observou diferenças entre as prevalências de desvios nutricionais e a condição de SA das famílias. Entretanto, observou-se prevalência de 9,3% de baixa estatura, 2,3% de baixo peso pelo índice P/I e 1,5% de magreza segundo P/E e IMC/I. O excesso de peso segundo P/I foi encontrado em 11,0% das crianças. Os índices IMC/I e P/E indicaram prevalências de 8,7% e 7,3% de crianças acima de +2 escoreZ, 2,9% e 2,3% acima de +3 escoreZ, respectivamente. A situação de insegurança alimentar é prevalente na população estudada, sobretudo entre as famílias com pior condição socioeconômica. Foi observado que o excesso de peso é o principal problema nutricional nesta população infantil. Novos estudos são necessários para o melhor conhecimento das características que condicionam a insegurança alimentar e o estado nutricional desta população visando a elaboração de estratégias de enfrentamento desta situação.
Título em inglês
Household food insecurity and nutricional status of children in day care centers in Ribeirao Preto.
Palavras-chave em inglês
children
daycare.
household food insecurity
nutritional status
Resumo em inglês
Food and Nutritional Security is the assurance of everyone´s right to regular and permanent acess to food in sufficient amounts, permanently and without endangering other essential needs. Disregard to such rights would indicate food security. In order to characterize a situation of food insecurity in families and the nutritional status of under 5-year-old 344 children enrolled in day care center in Ribeirão Preto city and their families was developed on descriptive and cross-section study. The food security of each family was assessed with the Brazilian Food Security Scale Escala Brasileira de Segurança Alimentar e Nutricional (EBIA) and the families were rated according to their situation: food security and mild, moderate and severe food insecurity. Interviews with the parents was performed to collect socioeconomic and demographic variables with a structured questionnaire. The childrens weight and heigth were taken and the indicators of weight-for-age (WAZ), weight-for-height (WHZ), height-for-age (HAZ) and body mass index-age (BMZ) was defined to the 2006 WHO child growth tandards, and the classification of the nutritional status were adopted the cut-off scores of SISVAN. The prevalence values were calculated and an association between the variables of the study was evaluated by according to the chi-quadrate test. Prevalence of food security was 45.7%, and mild, moderate and severe food insecurity were found in 42.4%, 7.8% and 4.1% households. Socioeconomic analysis showed a higher frequence of low maternal education and fathers who do not live with their families among household food insecurity. There was a higher proportion of unfinished residence, fewer rooms, a larger number of household members, social programs link and with lower per capita income among families in IA (p <0.05). However, the prevalence of 9.3% of stunting (HAZ), 2.3% of underweight (WAZ) and 1.5% of wasting to WHZ and BMZ was observed. Overweight according to WAZ was found in 11.0%. The BMZ and WHZ indicated the prevalence of 8.7% and 7.3% overweight and 2.9% and 2.3% children of obesity. The situation of food insecurity is prevalent in this population, especially among families with lower socioeconomic status. We found that excess weight is the main nutritional problem in this infant population. Further studies are necessary to improve knowledge of the characteristics that govern food insecurity and the nutritional status of this population, with the goal of elaborating coping strategies for such a situation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-08-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.