• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2014.tde-15082014-095444
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Salomé Utimati
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Bava, Maria do Carmo Gullaci Guimarães Caccia (Presidente)
Marques, João Mazzoncini de Azevedo
Zanetti, Ana Carolina Guidorizzi
Título em português
Assistência em saúde mental nas unidades de saúde de Ribeirão Preto: caracterização do fluxo de demandas
Palavras-chave em português
Assistência
Saúde Mental
Sistema de saúde
Resumo em português
As políticas de Saúde Mental, hoje, são resultado do processo da Reforma Psiquiátrica Brasileira, iniciado no final da década de 70, paralelamente ao processo de formação do SUS, com o objetivo de possibilitar a reconstrução da cidadania e dos direitos humanos e sociais do sujeito em sofrimento mental. Embora as mudanças sejam significativas desde o paradigma hospitalocêntrico ao modelo atual, os desafios da saúde mental ainda são muitos. Existe escassa discussão teórica e análise crítica acerca das tentativas de implantar ações de saúde mental na atenção básica, e insuficiente reflexão e mudança de práticas, o que torna relevante identificar a organização da atenção à saúde mental em rede, de forma a vislumbrar melhorias do trabalho na comunidade, com vistas à promoção, prevenção e suporte mais efetivo às demandas relacionadas à política de saúde mental. O presente trabalho objetiva, pela abordagem quantitativa, descrever a assistência em Saúde Mental realizada em um município do interior do estado de São Paulo, apresentando a maneira como estão distribuídos os cuidados, e identificar sinais de desassistência em saúde mental nesse município. Trata-se de um estudo descritivo sobre gestão do cuidado na saúde mental, de corte transversal, no qual foi realizada também uma análise qualitativa dos conteúdos obtidos nas entrevistas com profissionais de todos os serviços integrantes da rede assistencial. O estudo foi desenvolvido em 57 unidades de Unidades de Saúde do Município de Ribeirão Preto, sendo 45 estabelecimentos da rede de Atenção Primária, sete da rede especializada em assistência em Saúde Mental, e cinco serviços de assistência hospitalar. Além disso, participaram do estudo duas clínicas escola vinculadas ao curso de graduação em psicologia. Participaram dessa pesquisa 56 profissionais e dois coordenadores de clínicas escola responsáveis pelas unidades pesquisadas. Para coleta de dados foi utilizada uma entrevista semiestruturada que possibilitou a caracterização das Unidades de Saúde e seus fluxos assistenciais. A análise dos dados valeu-se da estatística descritiva e da análise de conteúdos qualitativos, caracterizando as unidades de saúde e os profissionais entrevistados. Foram, assim, construídas as seguintes categorias: 1 - Modalidade de atendimento em Saúde Mental; 2 - Problemas para continuidade do tratamento após encaminhamento e/ou contra referência; 3 - Suporte/ Matriciamento/Supervisão profissional da Saúde Mental na Atenção Básica; 4 - Gestão e fluxo de encaminhamentos; 5 Contra referência; 6 - A desassistência em saúde mental; e para finalizar, 7 - Dificuldades do Sistema para desenvolvimento do fluxo assistencial em Saúde Mental. Foram apontadas as dificuldades e facilidades para a consolidação da rede assistencial em saúde mental. O conhecimento dessa rede poderá servir para o aprimoramento da gestão dos fluxos de maneira mais efetiva e pertinente ao atendimento qualificado dos usuários.
Título em inglês
Mental health care in health units of Ribeirao Preto: characterization of demands
Palavras-chave em inglês
Assistance
Health care
Mental Health
Resumo em inglês
The mental health policies are a result of the Brazilian Psychiatric Reform process initiated in the late 70s, parallel with the process of formation of SUS, with the goal of enabling the reconstruction of citizenship and human and social rights of the subject in mental distress. Although the changes are significant to hospitalocentric paradigm to the current model, the mental health challenges are still many. There is little theoretical discussion and critical analysis of attempt to deploy the mental health services in primary care, which gives little thought and practice change. Thus, describing the organization of mental health care network could provide new directions that improvements in community work for the promotion, prevention and more effective support for the cases identified as demands related to mental health policy, whereas many studies highlight tha lack of assistance in the field of mental health. Therefore, this study aims to describe the care in Mental Health in city the state of Sao Paulo and present a reflection on the way they are distributed in mental health care systems in this municipality. This is a descriptive study of managed care in mental health , cross-sectional , in which he also performed a qualitative analysis of content obtained through interviews with professionals from all members of the healthcare services network. The study was conducted in 57 units of health units in the city of Ribeirao Preto, with 45 establishments in the Primary Care Network, seven network specializing in mental health care , and five servings of hospital care . In addition, two clinics linked to the undergraduate program in school psychology participated in the study. 56 professionals participated in this study and two coordinators responsible for school clinics surveyed units. For collection of data as semi-structured interview which allowed the characterization of Health Units and their care flows was used. Data analysis drew on the descriptive statistics and qualitative content analysis, characterizing the health units and the respondents . Were thus constructed the following categories: 1 - Modality care in Mental Health ; 2 - Issues for continuing care after referral and / or against reference ; 3 - Support / Professional Supervision of Mental Health in Primary Care ; 4 - Management and flow of referrals ; 5 - Contra reference ; 6 - The lack of assistance in mental health ; and finally, 7 - Difficulties of the System for development assistance flow in Mental Health . Difficulties and facilities for the consolidation of mental health care network were identified. Knowledge of this network could serve to improve the flow management more effective and relevant to qualified service users way.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AnaPaula.pdf (1.61 Mbytes)
Data de Publicação
2015-05-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.