• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2007.tde-08042008-141705
Documento
Autor
Nome completo
Andrea Ruzzi Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2007
Orientador
Banca examinadora
Santos, Jair Licio Ferreira (Presidente)
Matsukura, Thelma Simões
Zuardi, Antonio Waldo
Título em português
Doença mental materna: ações de parenting e suporte social.
Palavras-chave em português
Parenting
Práticas Parentais
Saúde Mental
Suporte Social
Resumo em português
A reforma psiquiátrica possibilitou o tratamento de doentes mentais em serviços de saúde da comunidade, ampliando as condições de mulheres doentes mentais constituírem família e criarem seus filhos. O presente trabalho teve por objetivos identificar associaçõ es entre práticas parentais de mães portadoras de transtornos mentais, suporte social e condições sócio-econômicas das mesmas e de verificar possíveis diferenças entre práticas parentais de mães com transtorno mental e mães saudáveis. A pesquisa foi realizada com 41 mulheres portadoras de transtorno mental e seus filhos adolescentes, comparando-se com 41 díades mãe-filho saudáveis, de uma pequena cidade do interior de São Paulo. Os dados foram coletados através do Questionário de Suporte Social, das Escalas de Exigência e Responsividade Parentais e do Critério de Classificação Econômica Brasil. Os resultados evidenciam maior insatisfa ção com o suporte social recebido por famílias cuja mãe é portadora de transtorno mental, e que nessas famílias, os pais são menos responsivos do que os pais do grupo comparado. O estudo também encontrou que as mães do grupo comparado são mais exigentes e responsivas do que as mães do grupo de estudo; que as mães de ambos os grupos são mais responsivas e mais exigentes com os filhos mais jovens e que a situação econômica familiar também influencia no cuidado materno. Conclui-se que a doença mental influencia nas ações de cuidado materno; que o baixo suporte social e condições financeiras precárias podem influenciar de forma negativa, mas que o suporte social adequado pode atuar como fator protetivo, influenciando positivamente no cuidado materno.
Título em inglês
Maternal mental illness: parenting practice and social support.
Palavras-chave em inglês
Mental Healthy
Parenting Practice
Social Support
Resumo em inglês
The psychiatric reform made it possible to care for mental patients in health services of the communities, thus extending the possibilities of women patients to constitute a family and raise their children. The aim of this research is to identify associations between the parenting practice of mental sick mothers, social support and socioeconomic conditions and verify the existence of possible differences between parenting practice of mental sick mothers and healthy mothers. The research was carried on with 41 mental sick women and her adolescent children, comparing them with 41 healthy mothers and her adolescent children from a small city in the State of São Paulo, Brazil. The data were collected by Social Support Questionnaire, Responsiveness and Exigency Parental Scales and by the Brazil Criterion of Economic Classification. The outcomes showed that there is a greater dissatisfaction with the social support received by families whose mother has a mental illness and that, in these families, the fathers are less responsive than in the compared group. The study found that mothers in the compared group are more demanding and responsive than in the study group. Both of group's mothers are more responsive and more demanding with the younger children and the economic situation also influence the maternal care. We concluded that mental illness influences the actions of maternal care, and that the low social support and uncertain financial condition may have a negative influence on this maternal care, but the adequate social support can act as a protective factor, thus positively influencing maternal care.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese.pdf (504.02 Kbytes)
Data de Publicação
2008-04-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.