• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2004.tde-04102006-142431
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Brás Perim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2003
Orientador
Banca examinadora
Passos, Afonso Dinis Costa (Presidente)
Pinhata, Marisa Marcia Mussi
Watanabe, Arthur
Título em português
"Hepatite B entre as gestantes atendidas pelo programa do pré-natal da Secretaria Municipal da Saúde da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto: prevalência de marcadores e cuidados prestados aos recém-nascidos"
Palavras-chave em português
avaliação de programas de saúde
gestantes
hepatite B
imunoprofilaxia
prevalência
Resumo em português
Estima-se que aproximadamente 400 milhões de indivíduos sejam portadores crônicos do vírus da hepatite B no mundo. Quando incide em adultos, a doença apresenta elevada proporção de evolução para a cura, ao passo que na ocorrência de transmissão vertical, o risco de cronificação chega a 90%, aumentando muito a possibilidade de graves conseqüências para a criança, entre as quais cirrose e hepatocarcinoma primário. A possibilidade de triagem para a identificação das gestantes portadoras do vírus da hepatite B e a conseqüente adoção de medidas profiláticas – imunização ativa e passiva – permite a prevenção segura da transmissão vertical. Em 1999, o Programa do Pré-Natal da Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão Preto introduziu em sua rotina o screening para o HBsAg, com a finalidade de identificar as gestantes portadoras do vírus. Este trabalho objetiva estudar alguns aspectos referentes à hepatite B entre as gestantes atendidas pela Rede Municipal de Saúde, bem como realizar uma avaliação sistematizada do Programa do Pré-Natal. Para este trabalho foram criados dois grupos de gestantes. O primeiro formado pelas pacientes com primeira avaliação sorológica do Pré-Natal para aquela gestação, realizada no período de 01 de novembro de 2001 a 31 de outubro de 2002, com a finalidade de estimar a prevalência do HBsAg e também verificar a proporção de recém-nascidos, filhos de mães portadoras deste marcador, que receberam os cuidados preconizados para tal situação. Já o segundo grupo foi formado pelas pacientes, na mesma condição, avaliadas no período de 01 de julho de 2002 a 30 de junho de 2003, com a finalidade de também estimar a prevalência do HBsAg, bem como a proporção de portadoras do HbeAg e anti-Hbe. Os valores de prevalência do HBsAg encontrados foram os seguintes: para o primeiro grupo 0,5 (IC 95% : 0,3 – 0,7) e, 0,4 (IC 95%: 0,2 – 0,6) para o segundo. Verificou-se que em 25,0% dos 24 partos realizados no município não foram realizados os procedimentos de profilaxia preconizados como ideais, no que diz respeito à rapidez da solicitação de vacina e imunoglobulina. Isso foi devido, parcialmente, a deficiências na qualidade de registro das informações em diferentes instâncias. As proporções de portadoras do HBeAg e anti-HBe foram respectivamente 5,9% (IC 95%: 0 – 17,1) e 90,5% (IC 95%: 77,9 – 100). Este trabalho procura apresentar informações que sirvam de base para reflexões a respeito do fluxo de procedimentos do Programa do Pré-Natal, visando elevar sua efetividade e superar os obstáculos encontrados.
Título em inglês
"Hepatitis B Among Pregnants attended by the Pre-Natal Program of the Municipal Secretary of Health of Ribeirão Preto: Prevalence of Markers and Care Provided to the New-borns."
Palavras-chave em inglês
assessment of health programs
hepatitis B
immunoprophylaxis
pregnants
prevalence
Resumo em inglês
It is estimated that about 400 million persons are chronic carriers of the hepatitis B virus worldwide. When it occurs in adults, the disease shows high proportions of benign evolution, meanwhile in vertical transmission the risk of becoming a chronic carrier approaches 90%, elevating the possibilities of serious consequences to the child, including cirrhosis and primary hepatocellular carcinoma. The possibility of performing screening tests for the identification of pregnant women carriers of the hepatitis B virus and the consequent adoption of prophylactic measures – active and passive immunization – allow safe prevention of the vertical transmission. In 1999, the Pre-Natal Program of the Municipal Secretary of Health of Ribeirão Preto, SP, Brasil, included in its routine services the screening for the HBsAg, towards the identification of pregnant carriers of the virus. This study aims to look into some aspects referring to hepatitis B among the pregnants being attended by the Municipal Health Network, as well as perform a careful systematic evaluation of the Pre-Natal Program. In order to perform this study, two groups of pregnants were selected. The first one formed by those patients having had their first pre-natal serological evaluation done for that pregnancy during the period of November 1, 2001 until October 31, 2002, with the purpose of estimating the HBsAg prevalence and also to verify the proportion of the new-borns of HBsAg carriers that received the recommended care for that situation. The second group was formed by those patients on the same condition, evaluated during the period of July 1, 2002 until June 30, 2003, with the purpose of also estimating the HBsAg prevalence, as well as estimating the proportion of HBeAg and anti-HBe carriers. The HBsAg prevalences were the following: for the first group of pregnants 0,5 (CI 95% : 0,3 – 0,7) and 0,4 (CI 95%: 0,2 – 0,6) for the second one. It was verified that in 25,0% of the 24 births that happened in the city, the recommended care were not taken, when it comes to the prompt request of the specific vaccine and immunoglobulin. This fact was, partially, due to deficiency in the data files quality of the different institutions. The proportions of HBeAg and anti-HBe carriers found were, respectively, 5,9% (CI 95%: 0 – 17,1) and 90,5% (CI 95%: 77,9 – 100). This study intends to present data that can be the starting point towards reflections on the established procedures of the Pre-Natal Program, in order to increase its effectiveness and surpass the found obstacles.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MsPerimEB.pdf (737.34 Kbytes)
Data de Publicação
2006-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.