• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Aline Aparecida Simsic
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Martinez, Jose Antonio Baddini (Presidente)
Regueiro, Eloisa Maria Gatti
Miranda, Carlos Henrique
Título em português
Tradução e validação da escala Dyspnoea-12 para o português falado no Brasil em pacientes com DPOC e hipertensão pulmonar
Palavras-chave em português
Dispneia
DPOC
Hipertensão Pulmonar
Resumo em português
Objetivo: Traduzir e adaptar para o português falado no Brasil a escala Dyspnoea-12. Fornecer dados de validação da escala para pacientes com DPOC e hipertensão pulmonar (HP). Métodos: A versão em inglês da escala Dyspnoea-12 sofreu processo clássico de tradução, até obtenção de versão definitiva em português denominada Dispneia-12-Pt. A escala Dispneia-12-Pt foi aplicada a 51 pacientes com DPOC (33 homens; idade: 66,4±8,1 anos; VEF1: 48,7±17,2%) e 15 com HP de diferentes etiologias (12 mulheres; idade: 45,8±12,7 anos; pressão sistólica da artéria pulmonar: 88±33,2 mmHg). Os voluntários responderam a escala de dispneia do Medical Research Council(MRC), o índice de dispneia basal (IDB), a escala hospitalar de ansiedade e depressão, questionário respiratório de Saint George (QRSG), avaliação funcional respiratória e teste da caminhada dos seis minutos (TC6min). Sessenta voluntários responderam a escala uma segunda vez, duas semanas após a primeira avaliação. Resultados: No grupo DPOC a escala Dispneia-12-Pt apresentou correlações significantes com as escalas MRC (r=0,4641; p=0,0006), IDB (r=0,515; p <0,0001), QRSG (r=0,8113; p<0,0001), ansiedade (r=0,4714; p=0,0005), depressão (0,4139; p=0,0025) e distância percorrida no TC6min (r=0,3293; p=0,0255). No grupo com HP a escala mostrou correlações significantes com as escalas MRC (r=0,5774; p=0,0242), QRSG (r=0,6907; p=0,0044), distância percorrida no TC6min (r=0,7193; p=0,0025) e difusão do monóxido de carbono (r=0,564; p=0,0447). O alfa de Cronbach para os voluntários analisados em um único grupo foi 0,927 e o coeficiente de correlação intraclasse 0,8456. Conclusões: A escala Dispneia-12-Pt apresenta propriedades biométricas aceitáveis e pode ser empregada em pacientes brasileiros com dispneia de diferentes etiologias.
Título em inglês
Translation and validation of Dyspnoea -12 scale for the Portuguese spoken in Brazil in patients with COPD and pulmonary hypertension
Palavras-chave em inglês
COPD
Dyspnea
Pulmonary hypertension
Resumo em inglês
Objective: To translate and to adapt for the Portuguese spoken in Brazil the scale Dyspnoea-12. To obtain validation data, regarding the use of this scale in patients with COPD and pulmonary hypertension (PH). Methods: The English version of the scale Dyspnoea-12 received a formal translation process and the final version was called Dispneia-12-Pt. The latter was applied to 51 COPD patients (33 men; age: 66.4±8.1 years; FEV1: 48.7±17.2 % pred) and 15 subjects with PH from different etiologies (12 women; age: 45.8±12.7 years; systolic pulmonary arterial pressure: 88±33.2 mmHg). The volunteers also answered the Medical Research Council dyspnea scale (MRC), the basal dyspnea index (DBI), the hospital scale of anxiety and depression, the Saint George Respiratory Questionnaire (SGRQ), respiratory functional evaluation and the six minute walk test (6 MWT). Sixty volunteers also answered the Dispneia-12-Pt scale about two weeks after the first evaluation. Results: In the COPD group the Dispneia-12-Br showed significant correlations with the scales MRC (r=0.4641; p=0.0006), BDI (0.515; p<0.0001), SGRQ (r=0.8113; p<0.0001), anxiety (r=0.4714; p=0.0005), depression (0.4139; p=0.0025) and walked distance in the 6 MWT (r=0.3293; p= 0.0255). In the HP group the scale showed significant correlations with the scales MRC (r=0.5774; p=0.0005), SGRQ (r=0.6907; p=0.0044), walked distance in the 6 MWT (0.7193; p=0.0025) and carbon dioxide diffusion capacity (r=0.564; p=0.0447). Cronbach´s alpha calculated for all volunteers evaluated as a whole was 0.927 while the intraclass correlation coefficient was 0.8456. Conclusions: The Dispneia-12-Pt exhibits acceptable biometric properties and may be used as a tool in Brazilian patients with dyspnea of different etiologies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AlineAparecidaSimsic.pdf (420.47 Kbytes)
Data de Publicação
2017-11-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.