• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.17.2018.tde-18072018-152719
Documento
Autor
Nome completo
Ana Maria Queirós Norberto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Moriguti, Julio Cesar (Presidente)
Cação, João de Castilho
Ferriolli, Eduardo
Pacheco, Aline Cristina
Ricz, Lilian Neto Aguiar
Título em português
Estudo da deglutição em idosos portadores de demência devido á  doença de Alzheimer e validação de protocolo de avaliação
Palavras-chave em português
Doença de Alzheimer; Envelhecimento; Disfagia; Cognição; Instrumento de avaliação
Resumo em português
No presente estudo, propôs-se estudar a deglutição em idosos saudáveis e em idosos com Demência devido à Doença de Alzheimer (DDA), em estágios leve e moderado. Objetivou-se especificamente: verificar a frequência de disfagia nessa população; verificar se há associação entre a presença de disfagia e os aspectos cognitivos, de estado nutricional e de independência funcional; adaptar um protocolo de avaliação clínica da deglutição para esta população; analisar a confiabilidade inter examinadores; avaliar a validade de critério do protocolo; e verificar as medidas de sensibilidade e de especificidade do instrumento de avaliação. Participaram do estudo 52 idosos saudáveis; 50 com diagnóstico de DDA leve (DAL), 50 idosos com DDA moderada (DAM). Foram realizadas avaliações da deglutição, cognitivas utilizando os instrumentos: Mini Exame do Estado Mental (MEEM), Teste do Desenho do Relógio (TDR), a prova da Memória de Leitura de Palavras (MLP), a Evocação Tardia da Leitura de Palavras (ETLP), Teste de Nomeação de Boston - versão reduzida (TNB), a American Speech-Language-Hearing Association Functional Assessment of Communication Skills (ASHA FACS); avaliação do estado nutricional utilizando a escala a Mini Avaliação Nutricional (MAN); e avaliação da independência funcional, utilizando a Medida de Independência Funcional (MIF). Para a etapa de validação, participaram 27 idosos do Grupo Controle (GC) e 25 do grupo Demência de Alzheimer Leve (DAL) e 25 do grupo Demência de Alzheimer Moderada (DAM). Realizou-se a adaptação do protocolo de avaliação clínica da deglutição, proposto por Pacheco (2017), para a população com demência e utilização neste estudo. Foram realizadas também uma avaliação clínica da deglutição por outra fonoaudióloga e também realizou-se a videofluoroscopia da deglutição, ambas para as análises de confiabilidade inter examinadores e acurácia dos instrumento, respectivamente. Os resultados do estudo demonstram que houve predomínio na amostra do gênero feminino em todos os grupos. A média mais elevada de idade 77,0 (±7,7) foi do grupo DAL, e de escolaridade no GC (4,7±3,7). A presença da disfagia foi mais frequente nos idosos do grupo DAM (44%). Houve associação entre a presença de disfagia e a idade no GC (p=0,003). No grupo DAL houve associação com a idade (p=0,000), com o MEEM (p=0,031) e com a MAN (p=0,000); e no grupo DAM, a presença de disfagia se associou com a idade (p=0,000) e com a MAN (p=0,000). A etapa de validação do instrumento de avaliação clínica da deglutição demonstrou que a confiabilidade inter examinador foi considerada boa, sendo K=0,767 e p=0,000. A análise da validade de critério, obteve-se K=0,890, p=0,000, considerado concordância ótima. A sensibilidade do instrumento foi de 100% e a especificidade de 92,5%. O estudo demonstrou que a disfagia é mais frequente nos idosos com DDA em fase moderada, e que esta aumenta com a instalação da doença e progressão da mesma. A presença de disfagia se associou com alterações cognitivas e com a idade; a presença da disfagia causa impacto no estado nutricional dos idosos com DDA. Oinstrumento de avaliação demonstrou ter boa confiabilidade, ótima concordância com o instrumento considerado padrão ouro, e também altas medidas de sensibilidade e especificidade.
Título em inglês
Study of swallowing in older people with dementia due Alzheimer's and validation of an evaluation protocol
Palavras-chave em inglês
Alzheimer's disease; Aging; Dysphagia; Cognition; Evaluation instrument
Resumo em inglês
In the present work, it we proposed to study swallowing in healthy elderly people and in elderly people with Alzheimer's Disease (AD), in mild and moderate stages. The objective was specifically to verify the frequency of dysphagia in this population; to verify if there is an association between the presence of dysphagia and the cognitives aspects, nutritional status and functional independence; to adapt a protocol of clinical evaluation of swallowing for this population; to assess the inter-examiner reliability; evaluate the validity of the protocol criterion; and to verify the measures of sensitivity and specificity of the evaluation instrument. Fifty-two healthy elderly people participated in the study; 50 with diagnosis of mild Alzheimer's Disease (mild-AD), 50 elderly with moderate Alzheimer's Disease (modAD). Cognitive evaluation of swallowing was performed using the following instruments: Mini-Mental State Examination (MMSE), the clock drawing (CD), Long Term Memory (LTM), Late Evocation of the Word List (LEWL), Boston Naming Test (BNT), American Speech-Language-Hearing Association Functional Assessment of Communication Skills (ASHA-FACS); assessment of nutritional status using a Mini-Nutritional Assessment (MNA) scale; and functional independence assessment, use a Functional Independence Measure (FIM). For a validation stage, 27 elderly people from the Control Group (CG) and 25 from the mild-AD groups and 25 from the mod-AD group participated. An adaptation of the protocol for the clinical evaluation of swallowing, proposed by Pacheco (2017) was carried out for a population with dementia and the utilized in this study. An overview of swallowing by another speech-language-hearing scientist was also performed, and videofluoroscopy of swallowing was also performed, both for inter-examiner reliability analyzes and criterion validity, respectively. The results of the study showed that female gender was predominant in all groups The highest mean age was 77.0 (± 7.7) in the mild-AD group, and scholarly level in CG was (4.7 ± 3.7). The presence of dysphagia was more frequent in the elderly in the mod-AD group (44%). There was an association between the presence of dysphagia and age in the GC (p = 0.003). In the mild-ADD group there was association with age (p = 0.000), with MMSE (p = 0.031) and with MNA (p = 0.000); and in the mod-AD group, the presence of dysphagia was associated with age (p = 0.000) and with MNA (p = 0.000). The validation stage of the instrument for clinical evaluation of swallowing demonstrated that interexaminer reliability was considered good, with K = 0.767 and p = 0.000. The analysis of the criterion validity obtained K = 0.890, p = 0.000, considered an optimal agreement. The sensitivity of the instrument was 100% and the specificity was 92.5%. The study demonstrated that dysphagia is more frequent in the elderly with moderate-phase DD, and that this increases with the onset of the disease and its progression. The presence of dysphagia was associated with cognitive alterations and with age; the presence of dysphagia causes an impact on the nutritional status of the elderly with AD. The evaluation instrument showed good reliability, excellent agreement with the gold standard instrument, as well as high sensitivity and specificity measurements.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.