• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Camila Fernanda Costa e Cunha Moraes Brandão
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Marchini, Julio Sérgio (Presidente)
Fett, Carlos Alexandre
Nonino, Carla Barbosa
Papoti, Marcelo
Título em português
Função Mitodocondrial e Fatores de risco cardiovasculares em mulheres com obesidade submetidas a treinamento físico
Palavras-chave em português
Ceramidas. Esfingomielina.,
Exercício físico
Metabolismo energético
Mitocondria
Obesidade
Tecido adiposo
TMAO
Resumo em português
A obesidade, doença multifatorial, ocasiona inúmeros distúrbios no metabolismo lipídico e energético, provocando disfunção na bioenergética mitocondrial. A partir deste fato, o presente estudo teve como hipóteses que: o desequilíbrio na bioenergética mitocondrial e as alterações metabólicas causadas pela obesidade são terapeuticamente modificados com o treinamento físico. Dessa maneira, o objetivo do estudo foi avaliar a capacidade oxidativa e conteúdo mitocondrial em tecido adiposo branco, marcadores de doenças cardiosculares (esfingolipídios e N-óxido de trimetilamina, TMAO) e as alterações na composição corporal, desempenho físico e taxa metabólica de repouso (TMR) de mulheres com obesidade submetidas a treinamento físico combinado. A casuística do presente trabalho foi composta de 14 mulheres adultas jovens com diagnótico clínico de obesidade (IMC 33±3 kg/m² e idade 35±6 anos). Foram submetidas a um programa de treinamento físico combinado (exercícios aeróbios e força alternadamente, 55 min à 75-90% da frequência cardíaca máxima, 3 vezes por semana, durante 8 semanas). Todas as participantes foram avaliadas antes e após a intervenção com o treinamento, quanto a: composição corporal, TMR, oxidação de substratos (carboidrato e lipídios) e coeficiente respiratório (QR), desempenho físico, capacidade oxidativa (respiração acoplada: VADP/VOLIGO, e respiração desacoplada: VOLIGO/VCCCP) e conteúdo mitocondrial (enzima citrato sintase, CS) em tecido adiposo branco, nível de esfingolípidios, TMAO e precursores plasmáticos. Os dados foram analisados pelo test t pareado ou Wilcoxon (as pacientes foram consideradas controle de si próprio), após determinação da normalidade da amostra, considerado nível de significância p<= 0,05. Após a intervenção (treinamento físico combinado), houve o aumento da TMR, oxidação de lipídios e desempenho físico, com redução da oxidação de carboidratos e QR, mas não houve perda de peso e alteração da composição corporal. Após o treinamento combinado houve, o aumento da atividade da enzima CS (marcador de conteúdo mitocondrial) e redução à respiração desacoplada (VOLIGO/VCCCP). No plasma, o treinamento físico foi capaz de reduzir os níveis de esfingolipídios e TMAO (fatores de risco cardiovasculares). Também foram encontradas correlações positivas entre TMR, oxidação de lipídios e desempenho físico com CS e negativamente correlacionado com respiração desacoplada. Concluindo, o treinamento físico em mulheres com obesidade aumentou o metabolismo energético, com aumento da TMR, conteúdo e grau de acoplamento mitocondrial, aumentou o desempenho físico e reduziu fatores de risco cardiovasculares (TMAO), independente da perda de peso.
Título em inglês
Mitochondrial function and cardiovascular risk factors in obese women undergoing physical training
Palavras-chave em inglês
Adipose tissue
Ceramide
Energy metabolism
Mitochondria
Obesity
Physical exercise
Sphingomyelin.
TMAO
Resumo em inglês
The obesity, a multifactorial disease, causes various metabolic disorders in lipid and energy metabolism, may induce mitochondrial bioenergetic dysfunction. From this, the present study hypothesized that: mitochondrial bioenergetics dysfunction and metabolic problems caused by obesity are be therapeutically modified with physical training. Thus, the objective of study was to evaluated: the oxidative capacity and mitochondrial content in white adipose tissue, markers of cardiovascular diseases (sphingolipids and trimethylamine N-oxide, TMAO) and changes of body composition, physical performance and resting metabolic rate (TMR) of obese women submitted to combined physical training. The present study was composed of 14 young women with obesity (BMI 33 ± 3 kg/m² and age 35 ± 6 years old). They underwent a combined physical training program (aerobic exercises and strength alternately, 55 min at 75-90% of maximal heart rate, 3 times a week, for 8 weeks). All participants were evaluated before and after the intervention: body composition, TMR, substrates oxidation (carbohydrate and lipids) and respiratory coefficient (RQ), physical performance, oxidative capacity (by mitochondrial respiration - Couple: VADP/VOLIGO; Uncoupling: VOLIGO/VCCCP) and Citrate Sinthase activity in white adipose tissue, level of sphingolipids, TMAO and precursors from plasma. Data analysis were made by paired t test or Wilcoxon, after normality determination of the sample, with level of significance p <0.05. After intervention with combined physical training, there was an increase in TMR, lipid oxidation and physical performance, reduced carbohydrate oxidation and RQ, but did not cause weight loss and changes of body composition. In adipose tissue, physical activity increased CS activity (mitochondrial content marker) and reduced uncoupling respiration (VOLIGO/VCCCP). In plasma, physical training was able to reduce levels of sphingolipids and TMAO (cardiovascular risk factors). In addition, positive correlations were found between, TMR, lipid oxidation and physical performance with CS and negatively correlation with uncoupling respiration. Therefore, physical training in obese women improve energy metabolism, with increased TMR, content and degree of mitochondrial coupling, increased physical performance and reduced cardiovascular risk factors, regardless of weight loss.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.